segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

DEPRESSÃO PÓS-FÉRIAS

O retorno a “vida real” nos faz retornar também aos problemas: problemas financeiros, a correria do dia-a-dia, o trânsito, os horários e as obrigações...

Qualquer profissional, depois de um tempo afastado do trabalho, demora para entrar no ritmo novamente, as primeiras semanas pós-férias é sempre de adaptação à velha rotina, o que, muitas vezes, resulta em cansaço, desanimo, irritabilidade, ansiedade, fato normal nas primeiras semanas, o tempo médio para readaptação é  de 3 semanas, mas há alguns que sofrem mais do que outros e os sintomas continuam, nesses casos então é importante buscar ajuda especializada, pois você pode estar com Depressão pós-férias.

Esse mal perdura por mais de três semanas e pode ter consequências perigosas.

os sintomas mais comuns são:
  • dores musculares,
  • cefaléia,
  • cansaço,
  • angústia
  • ansiedade,
  • Irritabilidade
  • Tristeza
  • Mau Humor
  • Alteração no sono e/ou apetite.

Causas Possíveis:

A depressão pós-férias pode ser sinal de intensa insatisfação pela profissão ou com a empresa que trabalha, insatisfação essa que advém de situações estressantes no ambiente de trabalho, como a ausência de perspectivas de promoção profissional ou conflitos habituais com colegas, portanto é sinal de que algo não está bem em e precisa ser revisto, repensado, reorganizado, reavaliado, ou seja, muitas vezes é a manifestação de dificuldade que se somavam no plano profissional, mas que estavam latentes.

Para a pessoa que está nessa situação a perspectiva de voltar ao trabalho é uma tortura, é extremamente angustiante.

Algumas estratégias para gerir o problema,

Um dos caminhos é resignar-se, dentro dos limites que cada um coloca para si, e se adequar às dificuldades no ambiente de trabalho buscando compensações para a falta de motivação. Sentir-se gratificado e saber que sua colaboração tem valor é importante até para manter a saúde, para isso, busque os amigos, procure dedicar-se ao que gosta, um hobby, faça trabalhos voluntários, leia um bom livro, enfim, mesmo não estando em férias, continue investindo em você.

Outra maneira, mais radical, de lidar com a situação é buscar um novo emprego.

Também é possível minimizar o impacto da depressão retomando uma rotina similar à do trabalho três dias antes do fim das férias.
Regressar de viagem no mínimo dois dias antes do retorno ao trabalho também é válido.

É importante dar atenção à tristeza pós férias, pois essa é uma grande oportunidade para se conhecer, e se a tristeza da volta à rotina durar mais de 3 semanas, é hora de procurar ajuda profissional.


 

Joselaine Garcia
Psicóloga
CRP07/18433