quarta-feira, 6 de abril de 2011

CIÚME DO FILHO!!!!!

O tão esperado bebê chegou e roubou todos os mimos da casa.

"....meu marido queixa-se de que eu dedico mais tempo à criança do que a ele..." queixa comum na psicoterapia.

O ciúme por parte de um dos cônjuges face ao tempo e dedicação que o outro dedica a um filho/a é bastante frequente e pode, dentro de certa razoabilidade, ser considerado normal.

É claro que o seu parceiro/a vai estranhar e sentir falta da atenção que antes era somente dele.

Pode ficar tranqüilo/a, não é só dentro da sua casa que isso acontece, mais comum é o ciume por parte do marido, pois, muitas vezes, ele perde o seu posto de “reizinho”, pois a esposa passa a colocá-lo em segundo plano por conta dos cuidados que ela tem com o bebê.

No entanto, é preciso ficar atento/a, quando houver exagero por parte do conjuge com relação ao filho.

Por vezes, o ciúme de um cônjuge não surge por haver excesso no tempo e esforço dedicado pelo outro aos filhos (que realmente precisam de bastante tempo), mas porque a imaturidade do primeiro lhe torna difícil aceitar que agora já não é o centro exclusivo, ou quase, da afetividade do segundo.

Algumas vezes, há necessidade de uma abordagem psicoterapêutica, onde o seu marido ou a mulher possa lidar com a sua própria criança interna e perceber até que ponto ela está carente, receosa, tirânica, ciumenta...

Dica: O importante é não esquecer que existe vida além do incrível mundo da maternidade. Manter momentos fofos do cotidiano do casal e adaptá-los para esse novo momento de vocês é imprescindível.  É importante fazer algo que ambos faziam juntos e gostavam muito.


Joselaine de Fátima G. Garcia
Psicóloga, CRP07/18433
Especializando em Docência Universitária
Consultório Psicológico em Cruz Alta/RS
Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101
Fone (55) 9167-7928