sexta-feira, 6 de maio de 2011

MÃE POSSÍVEL...



A mãe ideal não existe, existe a “mãe possível”, cada uma na sua individualidade.


A mãe não necessita ser perfeita, precisa ser equilibrada para proteger, cuidar, ajudar, educar, consolar, apoiar, dar amor e prover às necessidades e ao mesmo tempo dar espaço ao crescimento saudável e a independência do filho.   


Ser uma mãe atenta e dedicada constitui também poder conviver harmoniosamente com o fato de também ser mulher e cuidar de si, para que possa investir na felicidade de seu filho e na sua.


Dizem que amor de mãe é incondicional, o certo é que ser mãe envolve prazer e sofrimento e como diria o poeta Carlos Drummond de Andrade no poema Para Sempre: “Mãe não tem limite, é tempo sem hora.” 


Joselaine Garcia
Psicóloga - CRP 07 18433
Cel: (55) 9167-7928
Cruz Alta - RS