quinta-feira, 11 de agosto de 2011

AMANHE A BELEZA QUE EXISTE EM VOCÊ


Neste post vamos falar de como a pessoa se torna bela.

Inicio dizendo que em primeiro lugar você deve aprender a se amar verdadeiramente, como???

Buscando se conhecer melhor para assim, aprender a aceitar-se, e assim cultivar e desenvolver sua auto-estima.

Somos dotados de uma fonte infinito de amor, com ampla habilidade para dar e receber.

O bem-estar que contraímos no processo de autoconhecimento é incontável.

Em segundo lugar, é preciso ser brilhante aos nossos próprios olhos, sem carecer buscar a validação das próprioa ações nos outros.

Quando uma pessoa está feliz consigo mesma, ela irradia uma energia que será captada pelas demais pessoas.

O foco da atenção precisa ser em relação à sua referência e valores internos. Igualmente é importante aprender a lidar com a incompreensão e a incoerência das pessoas.

É necessário adquirir segurança e fortalecimento interno para ser capaz de suportar e lidar com todas as circunstâncias, desfrutando dos bons momentos e lidando adequadamente com os contingentes e inevitáveis obstáculos.

Feito isso, é cuidar da própria aparência, de acordo com aquilo que lhe parece bonito e acessível.

Não implica que aparência física a pessoa tenha, ela sempre sairá ganhando se investir alguma energia no sentido de se conhecer melhor e fortalecer-se internamente, aprendendo a procurar dentro de si os recursos emocionais de que dispõe, desenvolvendo-os por meio da reflexão constante, procurando ser feliz.

Uma pessoa verdadeiramente feliz consigo mesma só faz bem para aqueles que estão a sua volta, porque quem está bem de fato não nutre sentimentos negativos, é a companhia que sempre agrada a todos e é uma extraordinária companhia para si mesmo.
Joselaine de Fátima G. Garcia
Psicóloga, CRP07/18433
Especializando em Docência Universitária
Consultório Psicológico em Cruz Alta/RS
Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101
Fone (55) 9167-7928

O adoecimento emocional/mental tem um alto custo, individual e social. Pode causar mortes, ou ocasionar depressões, ansiedades, irritações, insônia e agressividade. Assim como sabotar relacionamentos, destruir famílias, causar perdas de emprego. Precisamos de coragem e humildade para procurar ajuda, de um psicólogo e/ou psiquiatra, quando necessário.