quinta-feira, 1 de setembro de 2011

QUESTIONAMENTOS QUE CHEGAM: SER PSICÓLOGO, PSICOTERAPIA?!?!

Psicóloga Joselaine Garcia

Muitas vezes adolescentes em dúvida quanto à profissão me questionam, há perfil para ser psicólogo, ou me dizem eu gostaria de ser psicólogo, mas não sei se tenho perfil, “dom” - Costumo responder que não, há diversos tipos de pessoas cursando Psicologia. Umas porque gostam de dar conselhos, gostam de ajudar, outras para encontrar a si própria, outras porque acreditam que é uma profissão que dá uma boa estabilidade financeira, outras por curiosidade, enfim cada um com seu motivo, seu "perfil". Para mim, um bom psicólogo tem que adorar, amar o que faz. Temos diversas áreas de atuação no campo da psicologia, você pode não ter “perfil” para psicólogo clínico mas ter para a psicologia organizacional, do esporte, social comunitária, enfim... O imprescindível em qualquer profissão é amar o que faz e fazer com prazer!


Outra pergunta frequente que respondo é: Como as pessoas veem à psicologia, é fácil buscar ajuda psicológica?

Ainda hoje a psicologia, é vista como sendo para “loucos”, no entanto hoje uma pessoa pode ir ao Psicólogo de uma maneira preventiva ou com propósitos de autodesenvolvimento de competências pessoais, profissionais ou sociais ao invés de somente ir para tratar algum transtorno.

Buscar auxílio psicológico é um sinal de coragem e maturidade. É a oportunidade que você se dá para olhar de frente seus problemas e as dificuldades causadoras de infelicidade e dor para aprender a melhor maneira de lidar com elas, se fortalecer, ampliar suas potencialidades, se autoconhecer. Como diz Jung, a vida acontece num equilíbrio entre alegria e a dor, O principal objetivo da terapia psicológica não é conduzir o paciente para um provável estado de felicidade, mas sim ajudá-lo a adquirir firmeza e paciência diante do sofrimento

Joselaine Garcia
CRP 07/18433