sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

APÓS A TRAGÉDIA DE SANTA MARIA, COMO OS PAIS DEVEM AGIR EM RELAÇÃO AOS FILHOS?

Entrevista, na integra, concedida ao Jornal Diário Serrano - Cruz Alta RS,  para a ed. do dia 05 de fevereiro de 2013.

Drª JOSELAINE GARCIA
Psicóloga e Hipnóloga
Credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia 
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa

Após a Tragédia de Santa Maria, como os pais devem agir em relação aos filhos adolescentes?

Aqui falando da população de maneira geral, que não sejam vítimas diretas, a orientação é dialogo e conselho, é imprescindível criar vínculos com seu filho, portanto nunca deixe de aconselhar, dialogar. Isso é amor!

É bem possível que nessa hora os pais seguramente vão bater de frente com os adolescentes, pois muitas vezes eles acham que as coisas só ocorrem com os outros, porém esse diálogo é sim uma forma de proteção.

Após dialogar e orientá-los é imprescindível que os pais confiem na educação que dão, pois a vida continua e deve voltar ao seu curso normal.

A repressão e evitar que o filho saia a noite, deve ser mantida pelos pais como forma de segurança, mas até quando isto afeta o filho?

É normal que durante algum tempo o impacto da tragédia modifique hábitos, mas proibir não é o melhor caminho, não podemos colocar nossos filhos dentro de uma bolha e protegê-los para sempre, é imprescindível que eles adquiram autonomia, é preciso ter cuidado, observar aonde vai, segurança do local. A interação social é necessária para o desenvolvimento humano.
Portanto oriente seu filho, verifique o local que eles freqüentam se a casa é segura, respeitável, são medidas de segurança que podem ser adotadas, sem que seja necessário privá-los da vida.

De que maneira os jovens devem aceitar a tragédia? O luto deve ser encarado de forma natural?

As ocorrências trágicas “contaminam” a todos, mesmo que não sejam vítimas diretas, pois trazem à realidade uma cena dramática em um nível de aniquilamento com o qual é muito complicado lidar.

Sempre que vivenciamos uma tragédia, especialmente as coletivas, isso ocasiona uma comoção maior, é indispensável um tempo para tentar elaborar.

O luto é maneira de assimilar a morte e passa por diversos estágios: negação, raiva, barganha ou negociação, depressão e aceitação. As fases do luto se alternam, as pessoas reagem de maneiras diferentes, varia de acordo com cada pessoa, com a história de cada família. Cada pessoa é única, com sua estrutura psíquica. Destarte, algumas paralisam, outras são mais sensíveis. Mas pouco a pouco vão voltar ao que chamamos de cotidiano normal, normalidade. É preciso respeitar o tempo de cada um na elaboração desse luto.

Considerações finais, caso a senhora deseja acrescentar algo.

Cabe ressaltar ainda que um evento que desencadeia emoções tão intensas pode configurar-se como uma situação traumática, podendo causar conseqüências devastadoras na estrutura psíquica dos envolvidos, hoje a dor dos sobreviventes é física, mas no futuro poderá passar a ser emocional.

Saliento ainda que possam ocorrer problemas de ordem emocionais na população em geral, embora nesta de forma mais branda.

Estudos mostram que é comum surgirem problemas emocionais após um acontecimento dessa proporção, problemas esses inclusive em pessoas que não tem ligação direta com as vitimas. Agora é necessário também cuidar dos outros, população em geral, voluntários, etc.

JOSELAINE GARCIA
Psicóloga e Hipnóloga
CRP 07/18433 e SIAHC 1488
Pós Graduada em Docência Universitária
Hipnóloga credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia e
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Consultório Psicológico em Cruz Alta - RS

_______________________
Prêmios recebidos

Psicóloga Destaque Nacional, Prêmio Master Nacional Integrado 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
* Psicóloga Destaque Municipal 2012, no município de Cruz Alta/RS, Conforme pesquisa da Empresa Exclusiva Pesquisas.
* Consultório de Psicologia destaque na Região Sul do Brasil(RS, PR, SC), Prêmio Master Sul Brasil 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
Consultório de Psicologia destaque Estadual, Prêmio Master Estadual 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
Psicóloga Destaque Estadual 2012, Troféu Master Estadual 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
Psicóloga Destaque Municipal 2012, no município de Cruz Alta/RS, Conforme pesquisa da empresa Ouro Pesquisa e Publicidade.
Psicóloga Destaque Municipal 2011, no município de Cruz Alta/RS, conforme pesquisa da Empresa Sul Pesquisas.