sábado, 30 de março de 2013

DEPRESSÃO: UMA DOENÇA MENTAL QUE TAMBÉM AFETA OS HOMENS.


A depressão masculina é uma arapuca quase invisível, Os homens sofrem tanto de depressão quanto as mulheres, mas para eles é mais difícil aceitar a angústia.

Historicamente, ainda que de forma equivocada, o homem se vê como o guerreiro, provedor, forte, que nunca pode fragilizar-se. De acordo com estimativas internacionais, os homens tentam o suicídio 4 (quatro) vezes mais que as mulheres, e o que é pior, com maior possibilidade de sucesso. Enquanto as mulheres tomam de preferência uma dose alta de comprimidos e, em teoria, têm maiores chances de sobreviver, os homens adotam recursos radicais, como um tiro na cabeça. 

Segundo o Psicólogo Alessandro Viana, especialista no assunto, os sinais da depressão normalmente observados na mulher são menos comuns nos homens. “Os percebemos nas mulheres principalmente quando exploramos os seus sentimentos. Nos homens, é prestando atenção à sua conduta, ou seja, as mulheres sentem a sua depressão; os homens atuam com ela.”

A depressão tem, na maioria das vezes, como primeiro sintoma, uma tristeza sem fim e até este sinal, os homens habituam disfarçar, pois para o homem a tristeza é feminina e, então, eles a convertem numa raiva e irritação crônica.

Resumindo, quando eles sentem-se tristes, atuam a sua depressão através da frustração, isolamento e da ira. Tornam-se irritáveis, enfiando-se na sua "concha" e dando aos seus próximos o silêncio como resposta. É esta camuflagem que diferencia a depressão masculina.”

Muitos homens vivem em estado de desânimo crônico, e se acostumam de tal forma com esse sentimento que acreditam que se trata apenas de uma característica de personalidade. Entre os homens há também uma idéia errônea de que esses problemas, ligados a sensação de tristeza ou incapacidade, são “frescura”, que são transitórios e vão passar

Destarte, o que os difere não é a vulnerabilidade à depressão, mas a capacidade de admití-la. Enquanto as mulheres vão ao médico nos primeiros sintomas da doença, os homens só procuram tratamento quando a depressão já está em estágio avançado; o que configura um comportamento de alto risco: a depressão amplia para mais que o dobro de chances do homem desenvolver doenças cardíacas, câncer, diabetes e outras doenças, além de provocar um envelhecimento masculino mais acelerado e deficiência de testosterona.

Na depressão, boa parte dos homens recorre ao álcool para camuflar a tristeza e seu uso constante só faz agravar os sintomas problemáticos. Outros recorrem ao fumo, às drogas, ao sexo compulsivo.


















TRATAMENTO:

Nos casos mais leves (quando tratados no inicio), a psicoterapia é o tratamento indicado, já nos casos graves recomenda-se o uso de medicamentos associados a psicoterapia.

Atualmente sessões de psicoterapia agregado a hipnoterapia têm apresentado ótimos resultados, no tratamento de depressão, diminuindo assim o tempo de tratamento. O método começa a figurar entre o arsenal de recursos oferecidos por instituições de renome no mundo todo. 

Nas sessões de hipnose condicionativa o paciente fica passivo, não fala com o terapeuta durante a sessão. Depois de sair do processo de hipnose ele só fala aquilo que deseja. Ele terá oportunidade de lembrar de coisas há muito esquecidas, o que chamamos de hipermnésia, mas só falará se achar seguro.  A psicoterapia com técnicas de Hipnose Condicionativa é utilizada para acelerar o processo de terapia e encurtar o tempo de tratamento.


Por fim, cabe ressaltar, que a depressão masculina não é sinal de fraqueza, mas sim, mas sim um problema de humanos, trata-se de um problema para o qual há tratamento e atendimento. Isolar-se é a pior escolha.

Se você desconfia que seu marido, ou algum parente próximo esteja com depressão, o encaminhe o mais rápido a um especialista.

JOSELAINE GARCIA
Psicóloga e Hipnóloga
CRP 07/18433 e SIAHC 1488
Pós Graduada em Docência Universitária
Hipnóloga credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia e
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Consultório Psicológico em Cruz Alta - RS - Cel: (55) 9167-7928

_______________________
Prêmios recebidos
 Psicóloga Destaque Nacional, Prêmio Master Nacional Integrado 2012
* Psicóloga Destaque Municipal 2012, no município de Cruz Alta/RS, 
* Consultório de Psicologia destaque na Região Sul do Brasil(RS, PR, SC), Prêmio Master Sul Brasil 2012
Consultório de Psicologia destaque Estadual, Prêmio Master Estadual 2012
Psicóloga Destaque Estadual 2012, Troféu Master Estadual 2012
Psicóloga Destaque Municipal 2012, no município de Cruz Alta/RS, 
Psicóloga Destaque Municipal 2011, no município de Cruz Alta/RS, 

___________________________________
Referências:
http://veja.abril.com.br/261103/p_106.html
http://www.alessandrovianna.com.br/Textos/46.html