sábado, 20 de julho de 2013

TRIBUTO AO PSICÓLOGO


"De repente, você encontra alguém, que muda sua vida e passa a fazer parte dela
Que te olha nos olhos quando você fala
Que ouve suas tristezas e neuroses com paciência, compreendendo e respeitando seus  sentimentos
Alguém, que te diz verdades que você não quer ouvir, mesmo sabendo que você pode odiá-lo por  isso.
E nesse mundo de céticos, alguém que crê nesta coisa misteriosa, desacreditada e quase impossível, que, estabelecer um vínculo é possível, e que a confiança existe.
Alguém que faz você acreditar que realmente vale a pena estar no mundo.
Alguém que o convença que há uma porta destrancada esperando apenas que você vá  abri-la
Quando tudo esta triste e parece escuro e vazio, ergue você e faz com que o mundo de repente pareça-lhe brilhante e cheio de possibilidades.
Alguém que está com você, em tempos difíceis, em tempos tristes, e de desequilíbrio.
Se você se perde no caminho, ele o guia, apóia e te dá forças pra seguir em frente.
Alguém que aperta a sua mão e, seja qual for a situação, sempre lhe assegura que tudo há de fazer bem.
De repente você encontra alguém, que te mostra que se aprende errando.
Que crescer, não é só fazer aniversário.
Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro.
   

Que amigos a gente conquista, mostrando o que somos.
   Que verdadeiros amigos, sempre ficam com você até o fim.
  Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela.
   Que quando se pensa saber de tudo, ainda não aprendeu nada.
   Que amar significa se dar por inteiro.
    Que um dia só, pode ser mais importante que muitos anos.
    Que ouvir uma palavra de carinho, faz bem a saúde e que dar carinho também faz.
    Que o julgamento alheio não é importante.
    Que se pode conversar com estrelas. 
 Que se pode confessar com a Lua.
 Que se pode viajar além do infinito.
  Que sonhar é preciso.
 Que se deve ser criança a vida toda.
 Que realmente o que importa é o equilíbrio interior.
    Que falar o que se pensa é necessário.
Alguém que te mostra que não se pode morrer, pra se aprender a viver.
   E esse alguém, se resume em uma palavra;  
“PSICÓLOGO"
(Adaptação livre de diversos textos por Talita Carvalho e Taísa Guerra)