quinta-feira, 12 de março de 2015

CONHECER-SE É O MELHOR CAMINHO PARA ELEVAR AUTOESTIMA

Psicóloga Joselaine Garcia
Entrevista concedida - Jornal Diário serrano - ed. do dia 08 de março de 2015
Assunto: Autoestima
A autoestima é essencial para enfrentar o dia a dia, é a melhor aliada do sucesso na vida pessoal e profissional. Ela é fundamental não apenas para as pessoas, mas também para as famílias, os grupos, as empresas, etc. Cabe salientar, ainda, que não há idade limite para conquistá-la.

Autoestima é a aptidão que a pessoa tem de acreditar em si própria, de sentir-se capaz de poder enfrentar os desafios da vida, é saber expressar de forma adequada para si e para os outros as próprias necessidades e desejos, ou seja, é ter amor próprio, é acreditar em sua capacidade, gostar de si próprio, ter confiança em si mesmo. É ter um olhar de amor para si! Ter uma boa autoestima torna a pessoa menos vulnerável a julgamentos externos. 

Com a autoestima baixa, tornamo-nos inseguros e vulneráveis a diversos distúrbios de personalidade. A baixa autoestima é um dos motivos mais freqüentes de sofrimento, ela atinge tanto homens como mulheres. 

A pessoa com baixa autoestima se sente inadequada para enfrentar os desafios da vida, não acredita no seu potencial e na capacidade de dar resposta às questões da vida. Tem uma estrutura emocional pouco sólida que origina o pessimismo e a negatividade. Ela, muitas vezes, tem necessidade excessiva em agradar as pessoas, de aprovação, reconhecimento, de chamar a atenção, e, não rara às vezes tem dificuldades em dizer não, dificuldades em aceitar elogios, costuma culpar os outros pelos próprios erros, não aceita critica, não acredita em si mesmo, não se permite errar é perfeccionista, ela tem dúvidas constantes, dúvida, principalmente, de seu próprio valor, tem dificuldade em crescer profissionalmente, bem como, muitas vezes tem dificuldades nos relacionamentos. Essas são algumas das características de pessoas com da baixa autoestima. 

Fatores que podem levar a baixa autoestima: Autocríticas, críticas, culpa, abandono, rejeição, maus-tratos, abuso físico, sexual e emocional, carência afetiva, comparações, frustração, insegurança, timidez, medo, humilhação, raiva, perdas e dependência (financeira e emocional). 

Vale observar que, uma pessoa pode ter confiança plena em si próprio no ambiente profissional, mas se sentir insegura, incompetente, ou seja, a última das criaturas no âmbito pessoal, e vice-versa.

Como podemos perceber os elementos que detonam esse processo são múltiplos e muitos fatores considerados como causas de nossos sofrimentos nada mais são do que sintomas da falta de consciência do valor que se tem. Então, o que fazer para aumentar a autoestima? Por onde começar? Primeiro é preciso deixar claro que não existe formula mágica, pois ao longo da vida, cada um constrói sua própria história psíquica, é necessário analisar as idiossincrasias pessoais de cada um e ao mesmo tempo compreender como essas interferem na sua vida. Portanto não há receita pronta, há sim muito trabalho, mas vão algumas dicas que podem fazer a diferença.

Comece a se conhecer cada vez mais! O primeiro passo para melhorar a autoestima, é identificar os comportamentos e as crenças negativas que foram construídos durante a vida, a partir daí, é preciso questionar essas crenças. As que não colaborarem para uma vida harmoniosa devem ser cortados do comportamento do dia a dia. 

O autoconhecimento é o melhor caminho para elevar autoestima, pois à medida que você se conhece, e começa a agir de modo coerente entre o sentir, pensar e agir, começa também a se respeitar muito mais, não permitindo que não te respeitem na mesma proporção. Com isso, começa a se admirar e se amar. E aquilo que não gosta em si mesmo, aos poucos pode mudar. 

É necessário aprender a utilizar as ferramentas adequadas, pois todas essas maravilhas de que precisas estão dentro de você. Porém, nem sempre se consegue isso sozinho, quando a pessoa não consegue lidar com suas inseguranças e pensamentos, é indicado o acompanhamento com o psicólogo.

Psicóloga Joselaine Garcia
CRP/RS 18.433
Psicoterapia de orientação Analítica
Hipnoterapeuta Condicionativa e Cognitiva
Pós Graduada em Docência Universitária
Membro do Latin American Quality Institute
Colabora regularmente com a imprensa escrita, rádio e televisão.
Psicóloga laureada com diversos prêmios em nível: Internacional, Nacional e Estadual 
Blog: joselainegarcia.blogspot.com
Consultório de Psicologia em Cruz Alta RS, Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101
 Celular  para contato: (55) 9167-7928