segunda-feira, 24 de agosto de 2015

DEPRESSÃO E O APOIO DA FAMÍLIA - O QUE VOCÊ PODE FAZER PARA AJUDAR?

Muitos textos são produzidos a respeito do sofrimento que a depressão causa, mas acredito que também seja importante informações sobre como auxiliar entes queridos em depressão.

Muitas vezes é difícil para uma pessoa que nunca teve depressão, entender aquela tristeza profunda que aparentemente não tem razão para existir. Neste caso, a sensação de incapacidade pode tomar conta do sujeito e com ela, é claro, podem surgir pensamentos perturbadores e fragilidades cognitivas.
Não é raro, por exemplo, que o cuidador, em determinado momento, se culpe pela tristeza do outro. Afinal, ele faz parte da vida do paciente e, de várias maneiras, dividiu momentos infelizes ao seu lado. Este sentimento pode provocar muita tristeza e acaba por diminuir a força que ele teria para ajudar neste momento tão difícil.

Outra etapa, não menos sofrida, é a da irritabilidade. A pessoa pode acreditar que os problemas relatados pela pessoa depressiva sejam “frescura” ou “preguiça” e que nada do que ela faça pode ajudar o doente a melhorar. Este pensamento pode desencadear conflitos difíceis de amenizar.

O importante é que o cuidador compreenda que a depressão é uma doença e a tristeza profunda e o desânimo são sintomas que não estão necessariamente relacionados com as pessoas à sua volta. Aceitar esse fato pode ajudar a tornar o processo menos complicado.

Formas de apoiar um membro deprimido da família


Psicóloga Joselaine Garcia
1 – empreste seus ombros e ouvidos, ouça a pessoa deprimida. Apenas esteja ali presente ouvindo o que ela tem a dizer. Na maioria das vezes ela só quer desabafar e perceber que alguém está disposto a ouvi-la.
 2 - Reconheça que a pessoa está sofrendo, pois ela realmente está, é importante que a família entenda que a depressão é uma doença, não é frescura, sinal de preguiça, comodismo e nem passa só com pensamento positivo.
3 – mantenha a calma, tenha paciência, não é fácil ter alguém reclamando toda hora das mesmas coisas, mas é importante que você conserve a calma e não origine mais um problema transformando tudo em discussão. 
4 - Deixe bem claro que a pessoa tem seu apoio, saber que se têm alguém com quem contar e que é compreendido ajuda muito na recuperação. 
5 - Não tente bancar o palhaço, para tentar animar o depressivo e nem ficar teimando em dizer toda hora para ela reagir. A depressão é uma doença e a solução depende de um tratamento adequado.
6 - Seja carinhoso, elogie as qualidades e festeje as pequenas melhoras. Assim a pessoa se sentirá querida, reconhecida e importante para você.
7 - Procure se informar sobre a doença para você ficar sabendo o que realmente se passa com o deprimido. Quanto mais conhecimento, mais você poderá ajudar e entender determinados comportamentos.
8 - Deixe que a pessoa sempre participe nas soluções de pequenos problemas cotidianos, fazendo com que se sinta útil, ajudando a levantar a sua autoestima. 
9 - Se o caso for grave, jamais deixe a pessoa sozinha.
10 - Leve a sério comentários sobre suicídio, informando o fato imediatamente ao médico ou ao profissional responsável. 

Muitas vezes é importante buscar apoio psicológico também para a família, quando possível, isso vai ajudar a todos a encarar o problema de maneira menos dolorosa e, consequentemente, refletirá positivamente no tratamento do paciente que, além do apoio profissional, contará com o afeto de familiares e amigos esclarecidos sobre a situação.


*O material é informativo, não substitui a psicoterapia oferecida por um psicólogo.

Psicóloga Joselaine Garcia
CRP/RS 18.433
P S I C O T E R A P E U T A  -  H I P N O T E R A P E U T A 

Especialista em Docência Universitária
Especialista em Hipnose Condicionativa
Especialista em Hipnoterapia Cognitiva

Credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Membro do Latin American Quality Institute

   B L O G U E I R A -    Blog: http://joselainegarcia.blogspot.com.br/

Colabora regularmente com a imprensa escrita, rádio e televisão.

Psicóloga laureada com diversos prêmios: Internacional, Nacional e Estadual 

CONSULTÓRIO DE PSICOLOGIA EM CRUZ ALTA RS,
Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101
Fone  para contato: (55) 9167-7928

________________________________

AO LONGO DE MINHA CARREIRA JÁ FUI LAUREADA COM DIVERSOS PRÊMIOS DENTRE ELES:

ü  Troféu Latin American Quality Awards 2014 - máximo reconhecimento entregue anualmente por Latin American Quality Institute, condecora os êxitos alcançados e a excelência no segmento.
ü  Medalha de Honra, Cruz de Malta - com grau de “Honra ao Mérito”; esta exclusiva condecoração tem como objetivo reconhecer personalidades nacionais e estrangeiras.
ü  Certificado Global Quality Certification - amparado pelas 42 alianças estratégicas localizadas nos 5 continentes, reconhecido em mais de 100 países no mundo, emitido em nome da profissional reconhecida, atestando desta forma, a credibilidade desta no mercado global.
ü  Certificado Master in Total Quality Administration - envergadura internacional, presta reconhecimento aos principais profissionais, executivos ou diretores da empresa/instituição reconhecida.
ü  Certificado Quality Assurance Manager - reconhece o profissional de Qualidade como líder nas práticas e garantia da Qualidade.
ü  Certificado Marketing & Branding – Manager Leader - alcance internacional, outorgado aos profissionais exitosos.
ü  Certificado Member Certification - através deste certificado, os membros condecorados serão capazes de apresentar-se internacionalmente a pacientes, reconhecido em 100 países.
ü  Prêmio Master Mercosul - Psicóloga Destaque Mercosul,
ü  Prêmio Master Nacional Integrado - Psicóloga Destaque Nacional,
ü  Prêmio Master Sul Brasil - Consultório de Psicologia destaque na Região Sul do Brasil, (RS, PR, SC),
ü  Prêmio Master Estadual - Psicóloga Destaque Estadual,
ü  Psicóloga Destaque Municipal