quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

HIPNOSE: OS BENEFÍCIOS DESSA TÉCNICA NA GRAVIDEZ

Hoje, sabe-se que a hipnose não é indicada apenas para a hora do parto, mas antes e depois dele também.

Antes mesmo de gerar um filho, a mulher consegue tirar proveito da hipnose. Ela pode ser usada para diminuir ou modificar todas as ansiedades ligadas à gravidez, como o medo de engravidar e de morrer na hora do parto.

O mestre em obstetrícia Osmar Ribeiro Colás, coordenador do grupo de estudos de hipnose da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) diz que isso não é novidade no mundo da ciência.

Em entrevista à Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), Colás conta que, já no século XIX, especialistas europeus observavam a ação da hipnose no alívio das dores do parto. Ao longo do tempo, esse recurso foi sendo estudado, de forma que, em 1951, o francês Fernand Lamaze criou um método que se caracterizava por preparar a mulher antes de dar à luz a partir de orientações gerais sobre posturas, técnicas de respiração e relaxamento com hipnose. O objetivo era que o nascimento da criança ocorresse sem medo e sem dor.

Embora mais estudos tenham sido feitos para investigar a fundo esse benefício, o tratamento desenvolvido por Lamaze ainda é usado para essa finalidade. A vantagem é que, hoje, sabe-se que a hipnose não é indicada apenas para a hora do parto, mas antes e depois dele também.

Os benefícios

Antes mesmo de gerar um filho, a mulher consegue tirar proveito da hipnose. “A gente pode usá-la para diminuir ou modificar todas as ansiedades ligadas à gravidez, como o medo de engravidar e de morrer na hora do parto. Durante a gestação, o método está indicado para aliviar sintomas como enjoos e dores de cabeça e nas costas”. conta Osmar Colás, que também é membro do departamento de obstetrícia da Unifesp.

São várias as vantagens da hipnoterapia durante a gravidez:

ü Controle do peso corporal
ü Diminuir as dores durante a gestação e o parto
ü Trabalhar medos, fobias e fantasias durante a gravidez
ü Insónias
ü Diminuição e tratamento da Depressão Pós-Parto e Baby Blues

Baby Blues

Devido à queda dos hormônios femininos depois do nascimento do bebê, é comum que as mulheres passem pelo chamado Baby Blues, um estado de melancolia que dura de 15 a 20 dias após o parto. “Existem estudos mostrando que as pacientes que fazem qualquer técnica de preparo psicoprofilático, como a hipnose, têm 70% menos risco de desenvolver esse problema”, informa Colás. Isso ocorre porque essas terapias modulam os estados emocionais, evitando o desequilíbrio.


A HIPNOTERAPIA

Para conseguir tirar proveito de todos esses benefícios da hipnose é preciso muito treinamento. Osmar Colás chama esse preparo de “condicionamento psicofisiológico para o parto” – que pode ser feito em qualquer fase da gravidez.

Além disso, recursos hipnóticos são usados para que a paciente consiga entrar em um estado de tranquilidade e serenidade profundas. Existe também um momento em que se faz uma experiência chamada projeção, na qual se vive o dia seguinte ao parto, já com o bebê. O objetivo é plantar na gestante a vivência positiva


Durante a gravidez, a utilização de hipnose melhora muito a qualidade de vida do feto e da gestante. Indicada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como prática complementar, a Hipnose tem sido utilizada cada vez mais durante o processo de gestação, parto e puerpério. Na Inglaterra e na Austrália vários estudos são conduzidos com o apoio das redes públicas de saúde para observar melhor como a Hipnose funciona e a sua eficácia neste período da vida da mulher. Recentemente até mesmo a família real inglesa já utilizou a hipnoterapia durante a gravidez de Kate Middleton.

Psicóloga Joselaine Garcia
CRP/RS 18.433

Psicóloga Clínica
Hipnóloga Clínica
Hipnoterapeuta  Condicionativa
Hipnoterapeuta   Cognitiva
Especialista em Docência Universitária

Membro do Latin American Quality Institute

 Psicóloga e  Hipnóloga premiada Internacionalmente

 Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101  -  Fone : 55.9167-7928
Cruz Alta - RS

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

COMO IDENTIFICAR UMA CRIANÇA QUE SOFRE BULLYING?

A psicóloga Joselaine Garcia esteve, em Entrevista, na Rádio Cruz Alta AM no programa SUPER MANHÃ, Quadro Comportamento falando/orientando pais e professores sobre Bullying
No dia 09 de fevereiro de 2016 foi sancionada a LEI referente ao BULLYING.

A nova legislação instituiu o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying) responsável por capacitar PROFESSORES E EQUIPES PEDAGÓGICAS DAS ESCOLAS PARA PREVENIR SITUAÇÕES DE AGRESSÃO FÍSICA, PSICOLÓGICA E MORAL CONTRA CRIANÇAS, DENTRO E FORA DAS ESCOLAS. 

O texto não prevê punições, mas exige que haja capacitações aos professores e envio de relatórios bimestrais aos governos estadual e municipal sobre ocorrências que se enquadrem nos termos definidos pela lei como bullying, para o desencadeamento de ações. 

Ela oficialmente reconhece que o problema existe, pela primeira vez, e servirá como um alerta para ações de prevenção

O bullying é um problema muito sério e deve ser tratado com total importância. DESTARTE a psicóloga Joselaine Garcia esteve, em Entrevista, na Rádio Cruz Alta AM no programa SUPER MANHÃ, Quadro Comportamento falando/orientando pais e professores sobre o assunto Confira um pouco do que foi tratado!

O QUE É BULLYING

A palavra bullying é de origem inglesa, adotada em muitos países para definir o desejo consciente e deliberado de maltratar uma outra pessoa e colocá-la sob tensão portanto, refere-se a um conjunto de atitudes de violência física e/ou psicológica de um indivíduo ou grupo para com outro, sendo propositado, repetitivo e sem motivação aparente, havendo um desequilíbrio de poder entre as partes: o agressor e o alvo da agressão.

FORMAS DE BULLYING
O bullying pode ser do tipo verbal, quando os agressores empregam apelidos constrangedores, disseminam calúnias ou fazem piadas com características físicas ou comportamentais da vítima.  Pode ser também do tipo físico, quando ocorrem agressões físicas repetitivas como tapas, chutes, empurrões, etc. Neste caso, ainda que as agressões não causem lesões graves, elas têm o intuito de humilhar a vítima, fazendo com que se sinta frágil e inferior.  Há ainda o bullying emocional quando, por meio de fofocas e mentiras, a vítima é colocada em situação constrangedora ou de exclusão social. Hoje temos também o cyberbullying, quando a difamação e as ofensas são cometidas por meio da internet, em sites de relacionamento, por e-mail, etc.

COMO IDENTIFICAR UMA CRIANÇA QUE SOFRE BULLYING?

Tanto a escola quanto os pais têm de FICAR ATENTOS ÀS MUDANÇAS DE COMPORTAMENTOS DAS CRIANÇAS E DOS JOVENS. Não se muda sem motivo, tudo tem uma razão de ser, portanto deve-se atentar para alteração no comportamento social da criança/adolescente, como tendência ao isolamento, mudanças no comportamento emocional e afetivo; queda do rendimento escolar, recusa em frequentar a escola; sintomas psicossomáticos recorrentes. Claro que a presença desses fatores não determinam que o individuo esteja sofrendo bullying, mas devem ser ponderados como indicativos para uma maior atenção/observação.

O QUE FAZER PARA AJUDAR UMA VÍTIMA DE BULLYING?

A PRIMEIRA ATITUDE DOS PAIS é tentar CONVERSAR com a criança para tentar IDENTIFICAR A DOR dela E DEPOIS PROCURAR A ESCOLA

Muito importante também é DEIXAR CLARO QUE ELA NÃO É CULPADA PELAS PERSEGUIÇÕES QUE ESTÁ SOFRENDO, reafirmando que ela tem valores e qualidades que devem ser muito respeitados.

Os Pais JAMAIS devem IGNORAR ou minimizar O PROBLEMA de seus filhos, MUITO MENOS ESTIMULAR AGRESSÃO OU REVIDE.


ATENÇÃO!!!

OS PAIS DEVEM FICAR ATENTOS AOS SINAIS EMITIDOS POIS AS VÍTIMAS RARAMENTE PEDEM AJUDA  -  SEMPRE SE MOSTRE DISPONÍVEL PARA ESCUTAR O FILHO.
_____________________________________
Psicóloga Joselaine Garcia
CRP/RS 18.433

Psicóloga Clínica
Hipnóloga Clínica
Hipnoterapeuta  Condicionativa
Hipnoterapeuta   Cognitiva
Especialista em Docência Universitária

Credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Membro do Latin American Quality Institute

   B L O G U E I R A -    Blog: http://joselainegarcia.blogspot.com.br/

Colabora regularmente com a imprensa escrita, rádio e televisão.

Psicóloga laureada com diversos prêmios: Internacional, Nacional e Estadual 

CONSULTÓRIO DE PSICOLOGIA EM CRUZ ALTA RS,
Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101  l  Fone : 55.9167-7928