sexta-feira, 30 de setembro de 2016

PSICOLOGIA: PAIXÃO e REALIZAÇÃO

Psicóloga Joselaine Garcia




Psicóloga Joselaine Garcia concede entrevista ao Repórter do Jornal Diário Serrano, Cruz Alta - RS, por razão do dia do Psicólogo, em 27 de agosto de 2016.



Veja a entrevista na íntegra!
Conheça um pouquinho a Psicóloga Joselaine Garcia

Qual a sua formação, especializações, etc?
Sou Psicóloga, graduada em Psicologia, formada pela 2ª turma de psicologia da URI/Campus Santiago. Pós graduada em Docência Universitária. Espec. em Hipnose Condicionativa, pelo Instituto Brasileiro de Hipnologia - Centro Mundial de Formação em Hipnose Condicionativa e Espec. em Hipnoterapia  cognitiva pelo Instituto Cognicci. Ao longo de minha carreira já fui laureada com diversos prêmios em nível: Internacional, Nacional e Estadual. 

Como e por que você escolheu a profissão? E as especializações?
Quando eu era criança e me perguntavam o que eu seria quando crescesse eu não respondia psicóloga, até porque nem sabia que isso existia, eu respondia quero ser Drª, e quando me perguntavam por que eu respondia: “quero cuidar das pessoas”.
Cresci e casei muito cedo, aos 17 anos, logo tive filhos e fui ser mãe, mas sempre com o pensamento em buscar uma profissão em que eu pudesse ajudar as pessoas.
Por volta dos meus 23 anos, tivemos um golpe na família, a filha de minha cunhada cometerá suicídio e eu tive que fazer reconhecimento de corpo e dar encaminhamento em toda a situação, inclusive contar para aquela mãe que sua filha havia falecido, esse fato, posteriormente, me levou a um processo depressivo grave, com intensa ideação suicida. Essa dor, a dor da alma, a dor da esfera psíquica, que estava sendo avassaladora me levou a ser psicóloga, pois só quem passa por esse sofrimento psíquico sabe o quanto ela pode ser devastadora. Devasta família, relacionamento, enfim, devasta vidas! Após me recuperar da depressão resolvi prestar vestibular para psicologia e me tornei psicóloga, hoje, aos 47 anos, minha profissão é minha maior paixão!
A formação em hipnose clínica procurei porque no meu tratamento foi utilizado a hipnose e com resultados surpreendentes, a terapia agregada a hipnose me levou a uma recuperação rápida, esse fator me levou, após minha graduação, buscar mais informações sobre essa técnica e me especializei na área, tendo em vista que é uma técnica que tem seu uso regulamentado e aprovado pelo Conselho Federal de Psicologia.
 
Quais os maiores prazeres do seu trabalho? Como você se sente em relação a profissão?
Posso te falar que o prazer em observar a evolução de um paciente e seu renascimento diante de todo o sofrimento anterior é impagável, sobretudo nessa esfera psíquica, onde o sofrimento do adoecimento pode ser devastador. Poder ver um sorriso reaparecendo onde antes só havia tristeza é algo inexplicável, muito bom!
Eu poderia ficar horas e horas falando como me sinto em relação à profissão ou poderia escrever páginas e mais páginas sobre isso, tão grande é minha paixão pelo meu fazer psi.
Sabes, eu tinha um professor na academia que dizia que é preciso ter tesão pelo que se faz, quando fazemos as coisas com tesão, fazemos com paixão. Ter tesão pelo que se faz, é diferente de fazer somente pela responsabilidade e/ou a remuneração recebida ao final do mês.
Destarte, com relação à profissão posso dizer, resumidamente, que me sinto completamente apaixonada.
Sou Psicóloga por amor, paixão e acredito que quando se é Psicóloga por amor, tudo vira encanto, desejo e desafio mesmo que momentos árduos. A cada paciente novo atendido, a cada dia, a cada desafio enfrentado, enfim, cada vez mais me sinto apaixonada. Apaixonada pela Psicologia, apaixonada pela sede do saber e do conhecimento.
Com a psicologia, aprendo no dia a dia, a ser uma pessoa melhor. É aprender sobre, e com os pacientes. Ser psicóloga é aplicar na prática um aprendizado clínico riquíssimo. É ver para além do olhar, é sentir para além do tocar, é escutar para além do ouvir. É vivenciar com eles suas dores, seus medos, ansiedades, mas também suas alegrias, possibilidades e seus amores. É reconhecer que, acima de tudo, existe o outro como possibilidade.

Como você enxerga o mercado atual?
Hoje nós temos um novo fazer psi, a psicologia tem evoluído de maneira especial no que diz respeito à amplitude da sua atuação. Atualmente o Psicólogo está presente em um número cada vez maior de contextos e em diversas áreas como: consultórios, escolas, hospitais, creches, orfanatos, empresas, sindicatos de trabalhadores, presídios, CRAS, CAPS, instituições da justiça, comunidades em geral.
Perante o novo contexto, o papel do Psicólogo é a promoção da saúde e segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) saúde é o "estado de bem-estar físico, mental e social" Nessa perspectiva, refletir a saúde dos indivíduos significa pensar as condições objetivas e subjetivas de vida, de modo indissociado, é colaborar com um futuro melhor, e não apenas cuidar dos problemas já instalados, mas ir além, atuando na prevenção e promoção da saúde e qualidade de vida.


Um recado para quem está pensando em seguir esta carreira?

Ser uma psicóloga pode não ser sinônimo de ser rica, simpática ou famosa, mas pode ser a profissão, há algo na psicologia de especial é uma profissão muito bonita, inspiradora e intrigante.

Procure conhecer as diversas possibilidades para construir seu projeto de vida e profissional. As dificuldades da profissão virão em qualquer profissão que você escolher, nem sempre as coisas serão fáceis, nem sempre serão tão difíceis. Por isso encontre o caminho que o deixe mais motivado, pois quando estamos determinados, persistimos em encontrar caminhos que nos realizem. 

Psicóloga Joselaine Garcia
Jornal Diário Serrano