quinta-feira, 28 de outubro de 2010

PSICOTERAPIA – MITOS E VERDADES


É um processo de mútua cooperação, confiança e respeito. O papel do psicólogo é acolher e incentivar, apontando recursos internos que a pessoa possui e ainda não descobriu, levando-a a reconhecer, em si própria, a capacidade e a habilidade de lidar com estes momentos de forma produtiva.  

Toda ação de mudança ou adaptação traz, no princípio, períodos de conflito, daí a importância de se bucar um profissional com sensibilidade para entender sua dor e que lhe faça sentir acolhido.

Trago aqui uma analogia que traduz de forma sublime este relacionamento paciente-terapeuta.

O psicólogo é como um jardineiro, que simplesmente cultiva uma planta (paciente) ou seja, ele não cria a planta, não cria a terra e nem a semente, nem planeja os passos que devem ser seguidos pela planta para atingir a maturidade, florir e frutificar. O jardineiro apenas cria melhores cnodições de solo, abriga a muda quando muito pequena, contra condições climátícas adiversas. Protege-a na medida do possível contra os insetos; livra-lhe a área de crescimento, para que não morra por falta de espaço ou luz. Mas não é ele (jardineiro) que a faz cresce. O crescimento é da própria planta, e é ela que absorve o alímento do solo e, principalmente, é ela quem deita suas próprias raízes, que já estão contidas em sua semente." (Solange Martins Ronconi, psicóloga clínica.)

Procurar um psicólogo não é um sinal de fraqueza, desequilíbrio ou incompetência para lidar com seus próprios problemas ou dificuldades, mas sim, sinal de grandeza interior para reconhecer que somos humanos e sujeitos as limitações e situações que a vida nos impõe, e que necessariamente não temos a obrigação de saber decidir que rumo devemos tomar.

Algumas questões afastam muitas pessoas de clínicas e consultórios psicológicos. Hoje, é uma especialidade vista como elitizada, antigamente para pessoas com problemas mentais.

Este conceito equivocado vem sendo alimentado, em parte, pela mídia, bem como, pela falta de conhecimento a cerca do real valor desta ciência, que estuda a mente e o comportamento humano. Quando uma pessoa de um nível social elevado vai ao "Terapeuta" (Psicoterapeuta), é para tratar o "Stress"; caso contrário, preconceituosamente, as pessoas vão ao psicólogo por que acham que estão ficando "Loucas", o que as faz sentir-se marginalizadas. Na verdade a psicologia, não se limita a estes conceitos, ou melhor, preconceitos, pois é uma ciência idônea, preocupada com o bem-estar e a qualidade de vida do ser humano, no que dizer respeito a sua vida pessoal, familiar e social. Não importa a causa, seja "Stress", "Síndrome do Pânico", "Insônia" ou "Auto-conhecimento", a Psicologia proporciona o auxílio profissional buscando os caminhos que possibilitem a solução ou a melhor forma de convívio com suas queixas ou anseios.

Há, contudo, uma outra questão que tem afastado muitas pessoas de clínicas e consultórios psicológicos - o custo financeiro, no entanto, encontramos, hoje, clínicas e consultórios de psicologia, que primordialmente buscam auxiliar as pessoas que os procuram, tornando-se flexíveis e abertos a adequarem-se conforme às condições apresentadas pelo paciente. Como bem diz a Psicóloga Clinica Solange Martins "Todo profissional alcança pela experiência e qualidade de serviço o seu "Status" profissional, mas ainda somos humanos !!!

"Invista em você!!! Você só tem a ganhar... Melhorando seu bem estar e a qualidade de vida".