quarta-feira, 17 de novembro de 2010

COMPULSÃO ALIMENTAR

TACP – Transtorno Alimentar Compulsivo Periódico - Atinge 30% dos obesos.

Envolve o consumo de uma grande quantidade de comida, de forma incontrolável e de maneira rápida, até o ponto de sentir-se "cheio".

Estes eventos não são motivados apenas por fome "física", ainda que períodos de   restrição alimentar podem levar a ataques de compulsão.

Desde a infância associamos Comer a prazer e relaxar. O primeiro prazer que o bebê experimenta é o seio materno. (COMER = TER PRAZER E RELAXAR)

A comida torna-se a coisa mais próxima do amor, mas a comida é apenas um substituto do amor.

A comida esta a nossa disposição quando as pessoas que amamos não estão,
a comida não se levanta e vai embora,
a comida não nos magoa,
a comida não diz não.
a comida está sempre presente,
a comida dá prazer, pôr isso, do carinho, do CONFORTO, do prazer, etc.

Mas Lembre-se que a comida não é, nem nunca SERÁ ESSE SENTIMENTO.  

Mesmo que a fome "física" esteja presente, existem outros "gatilhos" de caráter psicológico, a comida surge como resposta, como fuga ao desconforto causado pelas sensações de medo, stress, culpa, ansiedade, raiva, solidão, tristeza, sensação de incompetência, ansiedade, baixa auto estima, medo de falhar, expectativas frustradas, medo de ser rejeitado, vazio existencial, etc.

A TACP (transtorno compulsão alimentar periódica) tem como resultado uma serie de conseqüências tanto físicas quanto emocionais. A obesidade mórbida é uma dessas conseqüências, portanto não esqueça – a comida  jamais será esse sentimento! Cuide-se, conheça-se (busque o auto conhecimento) e seja feliz!


Características da Compulsão alimentar:

  • Ingestão de grande quantidade de alimentos num período curto de tempo;
  • Preferência pôr alimentos mais calóricos como doces e carboidratos gordurosos
  • A pessoa come mais rápido do que o normal
  • Pode chegar a Comer até se sentir cansada e/ou empanturrada
  • Pôr vergonha poderá comer escondido.
  • Existe uma sensação de descontrole, a pessoa não consegue controlar o impulso de comer.
  • Após o episódio compulsivo, surgem sentimentos de culpa, falta de autocontrole, além de auto rejeição o que causa cada vez mais baixa auto-estima.
Imediatamente após um ataque de compulsão são freqüentes e comuns os sentimentos de vergonha, culpa, ansiedade, depressão e auto depreciação. A sensação física de desconforto grastrointestinal é freqüente e resulta do grande volume de alimento ingerido. A pessoa experimenta sensações de letargia e fadiga.
.
IMPORTANTE!!!
Minha amiga(o), você não tem compulsão alimentar por comer demais em festas, casamentos, aniversários, na ceia de natal ou na páscoa, nem mesmo quando "repete" a aquela sobremesa que você adora!