segunda-feira, 21 de março de 2016

RENOVAÇÃO E AMADURECIMENTO PREVALECEM NO OUTONO

Toda estação do ano nos convida a novas posturas e nos proporciona uma série de aprendizados para a vida. O outono é um período recheado de significados que podem enriquecer nossas percepções.

No outono os jardins se preparam para uma nova florada. Os pássaros, os bichos se aninham, é um chamamento ao romantismo. É um convite ao amor.

Nietzsche postula que “o outono é mais estação da alma do que da natureza”. O outono nos remete para uma postura mais interiorizada. O clima pede mais cumplicidade, mais companheirismo. Tudo parece seguir em um tempo mais lento e de quietude. Fica um pouco da preguiça saudável.

No entanto, apesar de ser a estação que convida ao amor, os primeiros dias de outono, coincidem também com o final das férias, com a volta a rotina e para muitas pessoas representa desânimo e tristeza.

É no final das férias e durante o outono que se registra uma maior propensão para o aparecimento das depressões, os dias são “mais curtos” e os estímulos sociais decrescem, a baixa exposição à luz durante os dias mais curtos e escuros pode causar depressão, o que chamamos de depressão sazonal.

Segundo algumas pesquisas, do ponto de vista psicológico, os dias mais curtos e a falta de luz conduzem para uma atitude mais interiorizada, onde a energia é desviada para o mundo interno, propiciando a reflexão e produzindo espaço para uma avaliação do período atual e projetos futuros o que poderá levar a um sentimento de tristeza e frustração, destarte, há uma maior probabilidade para o aparecimento de depressões. Nesse período há mais pessoas apresentando sintomas como: tristeza, sensação de vazio, insatisfação, fadiga, perturbações do sono e do apetite, isto é, há uma alteração substancial do estado emocional da pessoa.

Outono é um período de mudança entre os extremos de temperatura. Ele chega logo após o verão, aquela estação de muita luz e em que nossas atuações se direcionam para o mundo externo. Não é à toa que para chegar a uma estação intermediária precisamos das "águas de março", como diz Jobim, “São as águas de março fechando o verão, é promessa de vida no meu coração", ou seja, uma chuva constante que vai refrescando o tempo aos poucos, dando fim ao brilho e a luz do verão.

Ainda que as águas pareçam dar fim ao melhor da festa do verão, na realidade, elas estão nos expondo que a vida segue e novas estações chegarão, a vida assim como as estações do ano é um constante devir com perdas e ganhos.

Elucubre e abra-se ao abrolhar de um novo tempo, não é simples, nem fácil, ninguém disse que seria, porém também não é impossível. Como tudo na natureza, nossos processos de mudança necessitam de tempo para se estabelecerem. Tempo para ir amadurecendo, Calmamente, reflita sobre os pesos inúteis que podem estar retardando seu caminhar, vá se desapegando e deixando ir. Vale a pena se libertar para deixar nascer um novo tempo.

Comece a estação mais romântica do ano, se apaixonando por você, se trate bem, se cuide, vibre pelos seus sucessos, corra atrás dos seus sonhos. 

Joselaine Garcia
CRP/RS 18.433

Psicóloga Clínica com ênfase em psicanálise e Psicodinâmica
Formação em Hipnose Condicionativa
Formação em Hipnoterapia  cognitiva
Especialista em Docência Universitária

Membro do Latin American Quality Institute
Psicóloga premiada Internacionalmente 

Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101 -  Fone : 55.9167-7928
CRUZ ALTA RS,