segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

FIM DE RELACIONAMENTO...



O anel que tu me destes
era vidro e se quebrou...
O amor que tu me tinhas
era pouco e se acabou
.




Terminar um relacionamento é sempre doloroso. Mesmo que seja uma opção sua, uma decisão pensada, o sofrimento é inevitável, afinal, aquela pessoa passou algum tempo ao seu lado. Seja um casamento, namoro, noivado ou um caso mais sério, as proporções são sempre diferentes, mas a adaptação ao estado de "solteira(o)" requer algum momento de estranheza e adaptação.

Após a separação, o período de luto pela perda do ser amado varia de pessoa para pessoa. É vital respeitar o ritmo que cada um precisa para elaborar este momento e poder se abrir para novas experiências. Homens e mulheres variam muito na sua forma de vivenciar este momento. Algumas querem ficar reclusas por um tempo, outras querem espairecer, sair para esquecer, e outras querem preencher o vazio com outra pessoa. Não há melhor saída, cada uma deve reagir de acordo com sua natureza, como o seu corpo suporta, como sua mente determina.

Esquecer um relacionamento que já acabou envolve várias questões:

Existe a questão do quanto idealizamos o outro, colocando nele(a) várias qualidades, que muitas vezes ele(a) não tem, mas, por imaginarmos que tem, fica difícil de abandonarmos o sonho da pessoa perfeita para nós.

Outra questão é a do quanto investimos naquela relação, naquele sonho de amor, e mesmo sabendo que ela não existe mais, não queremos abrir mão depois de tanto investimento.

Enfim lidar com o fim de uma relação, ainda amando, gostando ou apenas acomodada em uma situação é lidar com o deixar de ter, com as perdas, com a frustração, com o fim dos sonhos, dos projetos. Essa situação causa muita angústia e desassossego para as pessoas, pois é um momento de intensa percepção da realidade.

Muitas vezes quando dizemos, que sofremos por um amor que se foi, na verdade isso é apenas um sintoma e não a causa do sofrimento. A causa geralmente está relacionada a algo mais profundo. Talvez possa ser como nos abandonamos durante o relacionamento, antes mesmo de termos sido abandonados. Identificar a verdadeira causa faz toda a diferença para diminuir nosso sofrimento.

Como diz Luiz Fernando Calaça “Separar é, muitas vezes, o desfecho necessário, de formas simbióticas, confluentes e, às vezes, psicóticas, de relacionamento, que embotam o potencial individual, em favor de uma ilusão de felicidade que aliena o desejo, os projetos e a humanidade do outro.”

Dica: É saudável procurar consolo e apoio dos amigos quando terminamos uma história de amor. É bom compartilhar os sentimentos, as impressões, alguém em quem você confia e se sinta à vontade. Se for muito doloroso para você, não hesite em procurar o apoio de um psicoterapeuta.

Joselaine Garcia
Psicóloga
CRP 07/18433

111 comentários:

  1. Por o fim no relacionamento que sempre acreditei que iria dar certo ,por causa de ciumes exagerado ,e falta de confiança de ambas partes .deixa uma sensação de perda bem maior que a verdade seria,ea ilusão de um final feliz.Dizem que as dificuldades para um casal.é bom para deixar a relação mas forte e unida po passar dificuldades juntos um apoiando o outro .Nã minha opinião não acho legal.porque invade a privacidade e começa aparecer realmente as verdadeiras ambição e interrese.E foi assim que o meu relacionamento acabo,ele me procurava ligava, só para pedir dinheiro e meu cartão ,paguei pensão dele já .tudo por acreditar que essa situação vai passar porque estamos unidos,mas nã é assim .hoje estou separada,e feliz .tive tempo de perceber que.quem gosta de min mesma sou EU! e que amor não mistura com privacidade e dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu fazia de tudo pra minha conpanheira mais ela senpre queria mais e ela disse que nao dava mais que nao mim amava mais eu lavo arrumava casa fazia cumida ela nao fasinha nada mesmo assim ela mim largo pensano que ia coorre atrais dela por que eu amo ela so que eu cansei de luta por ela o que devo fazer.

      Excluir
  2. no começo de um relacionamento nos impedimos muito para ganhar o apreço do outro, ou seja, se gostamos de sair, ficamos mais caseiros, uns gostam de beber, então se impedem disso também. O fato é que cedo ou tarde mudamos, vai chegar o dia em que nós vamos voltar a ser o que sempre fomos. Essa visão eu tive quando o meu ex namorado depois de quase 4 anos começou a sair com os amigos aos domingos sendo que ele só fazia isso antes de começarmos a de fato namorar. A rotina, as briguinhas a estabilidade faz com que as pessoas voltem a ser o que são em sua essencia, então não se engane! veja quem é a pessoa com quem você entregará seu coração antes mesmo de surgir um sentimento sério. as mágoas que ficam de um término de relacionamento são profundas e dependendo de cada pessoa pode ser irreversível. é um luto que temos que respeitar. O que eu fiz para viver bem, usei o amor de todas as formas, provei todos os sabores o doce e o amargo, e depois percebi que o meu coração estava começando a se libertar. não o esqueci, não esquecemos nunca. ele apenas saiu dos centros das atenções, o transferi para o quartinho dos fundos, as vezes esqueço até da sua existência,mais sempre algo ou alguém me lembra, podem dizer o que for só enterramos mesmo o defunto quando alguém aparece e supri a necessidade que as vezes parece maldição... o amor. não tem jeito, só é feliz plenamente quem ama e ponto final.

    ResponderExcluir
  3. Querido (a) leitor (a), muitas vezes essa necessidade que queremos que outros supram em nós é a falta de si mesma, ou seja, o quanto eu estou abandonada, o quanto eu me abandonei. Quantas vezes eu paro pra pensar no que eu gosto e quero, será que sei ainda o que gosto? ou sei o que o outro gosta? Pois os desejos dele passaram a ser seus. E VC ONDE ESTÁ? JÁ SE OLHOU HOJE, JÁ LHE FEZ UM AGRADO HOJE?

    A vida é um espelho. O que atraímos reflete as qualidades que temos, o conceito que fazemos de nós mesmos e de nossos relacionamentos. O que os outros sentem a nosso respeito é sua própria perspectiva limitada da vida.

    Com demasiada frequência nos machucamos tentando ser bons para parceiros que não sabem aceitar nosso amor, porque eles próprios não se amam.

    Outras vezes tentamos fazer de tudo para o parceiro para nunca perder o seu amor, preciso ser "a menina (o) perfeita (o)", para ser amada sempre, isso muitas vezes acontece porque deixamos de nos amar.

    Se não tenho um bom relacionamento comigo, como posso ter com os outros? Se não me amo, estarei sempre procurando alguém que me complete me faça feliz, realize meus sonhos.

    Se você espera que a outra pessoa "conserte" sua vida, ou seja, sua "melhor metade", está preparando um fracasso. Precisa estar feliz com o que você é, antes de entrar num relacionamento. Precisa ser tão feliz que nem precise de um relacionamento para ser feliz.

    A busca pelo outro é, de alguma forma, uma busca por si mesmo...

    Obrigada pela sua participação, volte sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Joselaine, parabéns pelas matérias expostas em seu blog. São muito interessantes e estão me ajudando bastante nesse momento...

      Meu namorado terminou comigo ontem por uma besteira.Namoravamos a 5 meses e já haviamos terminado uma vez antes. Sempre por besteiras. Ele parece ser muito ciumento e inseguro.
      Estavamos viajando a uma semana, tiramos algumas fotos e ele enviou uma pra mim pelo face. Me disse que tinha uma surpresa pra mim no facebook. Quando vi a foto agradeçi muito, fiquei muito feliz. E aproveitei para mudar o status de nosso relacionamento para relacionamento sério, marcando ele como meu namorado. Acontece que ele não queria que eu o marcasse. Pois bem, o respeitei enão fiz nenhuma alteração. Fiquei chateada no momento mas não me senti mais confortável para conversarmos sobre o assunto.Porque poderiamos brigar muito. Já não era a primeira vez que conversamos sobre isso. Mas fiquei chateada e curiosa pra saber o porque disso. Mais tarde resovli conversar e depois de muito tempo ele resolveu me adicionar como namorada. Só que quando aceitei o convite, para minha surpresa, a privacidade do meu estava apenas para que eu visse. E eu não sabia disso....Não me lembro de ter feito essa alteração e ele ficou achando que eu fiz isso de propósito, como se eu não quisese mostrar que estava com ele pra ninguém! Tentei tirar essa doideira da cabeça dela mas não teve jeito...terminou comigo, me machucou muito com palavras, disse que milhoes de mulheres davam a vida para estarem no meu lugar como se eu não tivesse dando valor pra ele. Um absurdo total! Como pode ele pensar assim se quem mais fez questão de mostrar meu relacionamento para que todos pudessem ver minha felicidade foi eu? Enfim, terminamos e depois de eu muito chorar e conversar, cansei e resolvi me amar mais....Fui me deitar ontem no outro quarto e algumas horas depois ele entrou no quarto primeiro em tom de arrgancia pedindo pra eu lavar minha parte da loça suja antes de ir embora. Eu disse pra ele não se importar, que iria fzer e pra me deixar quieta pois tinha que acordar cedo pra viajar no dia seguinte.Horas depois, ele entrou no meu quarto, achando que eu estava dormino e percebi que estava sem jeito pra me chamar. Ele queria puxar assunto, conversar, mas é muito orgulhosdo não tava querendo dar o braço a torçer...mecheu na janela, eu virei pra ele e ele pediu pra deitar do meu lado.Disse que não queria ficar birgado comigo e perguntou se eu ainda estava muito chateada com ele. Eu disse que sim mas que com o tempo, tudo passa e que poderiamos nos falar numa boa. Mas como amigos já que terminamos. Ai ele tentou voltar ao assunto da conversa, e percebi que queria voltar atras no termino mas não sabia como....falei de todo sentimento que tenho por ele mas que antes, ME AMO! E que não posso me permitir passar por toda humilhação que ele me proporcionou....e pedi pra dormir. Ele queria que eu fosse por quarto dele mas disse que não poderia. Ai saiu trasntornado do quarto, e hj de manha me despedi apenas falado:-Estou indo, tchau. E por conta diso, hoje vi que ele me excluiu do facebook... Ainda o amo muito e me critico por isso. Por amar uma pessoa infantil, com atitudes descontroladas emocionalmente...não quero voltar mas ao mesmo tempo penso muito nele...não sei o que fazer...

      Excluir
    2. Incrível! A felicidade está em vc e não no outro. Não pode querer que alguém tenha a obrigação de te fazer feliz... As pessoas se enganam ao tentar encontrar a outra metade... ela simplesmente não existe. Vc encontra alguém que por algum motivo a interessou e aos poucos descobri suas qualidades e se apaixonam por elas..mas lembre se: todos temos defeitos. Não perca de vivier um grande amor, quando está diante dos defeitos de alguém.. desde que esses defeitos não lhe causem um mal direto...tente compreender e quem sabe vale a pena conviver e ser feliz, porqie com certeza ele estará pensando a mesma coisa a seu respeito... Um tigre nunca muda suas listras...podemos evoluir,amadurecer...mas nossa essencia é uma só.
      Cleoni

      Excluir
  4. ao escrever, pensei que apenas ia externar o que estava sentindo sem retorno. Muito obrigada pela sua mensagem, sempre aprendemos algo lendo ou ouvindo alguém, ainda mais uma profissional como você. precisava saber disso -" precisa ser tão feliz que nem precise de um relacionamento para ser feliz." o difícil vai ser ver meu ex com outras meninas, apenas soube de uns casos. ele foi meu primeiro namorado desde os 16 anos, estou com 20. ficamos todo esse meu período de transformação para minha fase adulta, isso mexeu muito comigo. meu objetivo agora é estudar e fazer faculdade se Deus quizer no começo do ano que vem, Deposito minha esperança nesse sonho para que minha vida volte a ser bela. não consigo me relacionar com ninguém ainda. ainda o amo. e todos os dias lembro de momentos especiais nossos, isso me mata a cada lembrança. para amenizar a dor, recordo do dia em que já estava tudo terminado e mandei uma mensagem dizendo o quanto o amava e a resposta dele foi a seguinte: " é complicado luana, temos opiniões diferentes, ando muito estranho ultimamente, não quero te fazer mal, só quero o seu bem, siga seus objetivos, pro seu próprio bem, você sabe o que eu sinto por você... pode contar sempre comigo."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana, meu nome é Francine e vejo que estamos na mesma situação, comecei a namorar as 16 anos também,namorei por quatro anos uma pessoa maravilhosa, um menino muito bom mesmo, mas que também decidiu ficar sozinho. Hoje com 20 anos, tenho vários objetivos de vida, um deles é iniciar uma faculdade e aproveitar para fazer tudo aquilo que me agrada que me faz sentir Feliz, pois afinal de contas temos que nos amar e para isso não precisamos de outra pessoa para suprir nossos desejos, nós é q temos que fazer por nós mesmas. Aprendi que não posso depender dos outros pra ser Feliz.

      Porem, ha momentos em que me sinto angustiada, deprimida, tem horas que penso " sera que ainda não caiu a ficha", por que ainda não tive aquele momento de chorar e se sentir sozinha, na verdade no ultimo ano de namoro, chorava bastante e me sentia muito sozinha, acho que talvez por ter sofrido, o fato de eu ele termos terminado não esta causando tanto sofrimento quanto durante o realacionamento.

      Outra coisa que gostaria de desabafar, tem uma pessoa que esta mexendo comigo, sinto vontade de ficar com esta pessoa, eu o conheci quando trabalhava, mas nunca tinha sentido essa atração por ele, como agora, ele já deixou claro que também sente a mesma coisa por mim, ele é muito cavalheiro, sempre me trata muito bem,não sei se o que estou sentindo é carência ou se de fato estou pronta pra partir pra outra...não quero mais namorar isso esta bem claro pra mim,mas tenho medo pois sei que terminei meu namoro a um mês..Não sei o que fazer!

      Excluir
  5. Querida leitora!

    Sempre que posso busco dar retorno aos comentários aqui postados, pois sua participação aqui no meu blog é muito importante para mim, cada comentário vem recheado de muito conteúdo, mais uma vez obrigada por sua participação.

    Que bom que você está conseguindo reagir e encontrar novas possibilidades, o sofrimento após o término de um relacionamento é normal, alguns conseguem superar mais rápido, outros nem tanto.

    Muitas vezes a qualidade de vida psicológica de uma pessoa depende dos tipos de vínculos que ela estabelece no início de sua vida com seus modelos ( mãe, pai e/ou cuidadores ) os quais serão mantidos durante seu amadurecimento. Nossas estruturas cognitivas serão organizadas em função dos mesmos.

    Estes vínculos são importantes para a formação da estrutura da personalidade, na escolha de relacionamentos amorosos, interpessoais, no ambiente de trabalho, na forma de administrar o stress diário...

    Um dos caminhos para administrar nossos problemas e ter uma vida de qualidade é desenvolver o autoconhecimento, consequentemente, a auto aceitação e com isso a autoestima. E se sozinho não nos for possível, o auxílio de um profissional especializado, é o grande diferencial que pode ser de grande ajuda. O psicólogo não tem a função de resolver seus problemas, mas ele vai junto com você, pensar novas possibilidades e te guiar para melhores soluções.

    ResponderExcluir
  6. BOM MEU RELACIONAMENTO ESTA ACABANDO, PARECE QUE VAI SE DETERIORIZANDO CADA DIA QUE SE PASSA. ME SINTO TRSTE, DEPRIMIDA...COMO PODE DUAS PESSOAS SE AMAREM E NÃO CONSEGUIR SEREM FELIZES? OU COMO PODE ALGUEM AMAR TANTO UMA PESSOA E NÃO FAZELA FELIZ?

    ResponderExcluir
  7. Querida leitora!!!
    Sugiro que vocês ou você busque o apoio de um terapeuta, pois este poderá ajudar muito.
    A terapia não só pode conduzir a uma mudança de conduta, mas também levar a uma nova fase de redescoberta do prazer de estar com o outro.
    Os problemas raramente estão relacionados apenas com o comportamento de uma das partes. Cada membro do casal traz para o casamento as suas vulnerabilidades, as suas feridas, e são estas questões mal resolvidas que tantas vezes interferem no normal funcionamento da relação.

    Beijos, obrigada por sua participação.
    Volte sempre!

    ResponderExcluir
  8. Faz 4 meses que terminamos um relacionamento de 7 anos..Foi um relacionamento muito complicado pois meu ex enfrentou muitos problemas neste período.Sempre teve meu apoio e ajuda mesmo ele morando em outra cidade.Agora ele veio para C.A. e não conseguimos nos acertar.O maior problema é a familia dele que o super protege, e não consigo aceitar que um homem de 54 anos não tome suas proprias decisões.Parece um adolescente passando na frente da minha casa, me ligando, vendo onde eu estou etc...Está muito difícil esta situaçõa pois gosto dele.

    ResponderExcluir
  9. É sempre difícil se lidar com o término de um relacionamento. Várias são as questões envolvidas. Raramente as duas pessoas do par têm certeza de que querem se separar, e sentem-se livres e desimpedidas para fazer isso, tranqüilamente.
    No entanto, separar, muitas vezes, é o desfecho necessário, de formas simbióticas, confluentes e, às vezes, psicóticas, de relacionamento, que embotam o potencial individual, em favor de uma ilusão de felicidade que aliena o desejo, os projetos e a humanidade do outro.
    Minha querida leitora, o importante é saber o que realmente deseja para vc, é preciso que se compreenda que cada pessoa é diferente e que, se almejarmos viver em harmonia, carecemos nos conhecer melhor e ir a procura daquilo que almejamos para nós mesmos.
    É possível ser feliz, tanto sozinho quanto numa relação. Para isso, necessitamos estar livres de amarras emocionais.

    Flor acredito que a terapia iria te ajudar muito nessa situação, pois as mudanças tem que vir de dentro e depende de nós, a tua felicidade está na tua mão, não na mão do outro.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  10. Meu namoro de 4 anos acabou.. Por causa do meu ciume, da minha posessão. Eu peço pra gente voltar, mais ele diz ke nao quer namorar com ng agora, e nao suporto ter que vê-lo nas festas com uma outra menina que se diz ficante dele!
    Parece que o meu mundo vaii desabar sobre mim, eu saio, curto com meus amigos mais nada me faz superar a falta dele! Ele nunca adimite que está errado, a errada é sempre eu. ele me deu mtos motivos pra eu poder ficar, desse jeito ke sou hoje... não sei mais o ke eu faço! Se eu nao ligar ele nao me liga,parece ke eu nem existo! Me ajuda, parece ke esse sofrimento nao vai passar nunca!!
    bjoo

    ResponderExcluir
  11. Querida leitora, essa é uma questão de falta de segurança em si própria.

    Primeiramente aprenda a gostar de si! Confie em si própria e sinta-se uma pessoa de valor e especial.

    Nesse momento de muito sofrimento, busque ajuda, pois é mito pensar que irá superar sozinha...dificilmente conseguirá sozinha, divida seu estado emocional com amigo, parente, ou porque não com um profissional! Busque ajuda de um psicólogo(a), com certeza lhe ajudará e muito a suportar essa dor, e resgatar a sua autoestima e autoconfiança.

    Flor! todas as pessoas são capazes de sobreviver (e crescer) com o fim de um relacionamento, por maior que seja o sofrimento.

    Amores vem, Amores vão .... Ficam os momentos fantásticos!!!!

    É necessário saber que para cada amor, ao acolhermos a dor que provoca o abandono, nos deixa mais preparados a próximos encontros e a novos enamoramentos.

    O bom amor não é o que dura muito, mas o que nos faz viver intensamente: eros magia e desejo.

    A capacidade para amar é parte do nosso ser e sendo assim o “Amor” certamente entrará novamente na nossa vida.

    Um dos caminhos para administrar nossos problemas e ter uma vida de qualidade é desenvolver o autoconhecimento, consequentemente, a auto aceitação e com isso a autoestima. E se sozinha não nos for possível, o auxílio de um profissional especializado, é o grande diferencial que pode ser de grande ajuda. O psicólogo não tem a função de resolver seus problemas, mas ele vai junto com você, pensar novas possibilidades e te guiar para melhores soluções.
    Um grande abraço, com todo meu carinho

    Joselaine

    ResponderExcluir
  12. sabe estou vendo o fim sinto a cada dia q a relacao acabou no começo nos falavamos a todo momento e ele sentia falta qd nao ligava hj estamos distantes ele diz q estou vendo coisas mas sabemos sinto q há uma terceira pessoa em nossa relação sinto q ele nao me ama como antes o que fazer para amenizar a dor pois doi demais sei o q devo fazer mas queria sentir o minimo de dor possivel me de um bom conselho

    ResponderExcluir
  13. Querida leitora!
    Entendo que essa situação está deixando você muito triste.
    No entanto, é preciso que vocês conversem sobre o que está acontecendo.

    Você é quem precisa mudar seu comportamento diante dessa situação, pois dessa maneira, você não está priorizando você.

    É importante que você saiba que tem como resolver isso, basta procurarem um especialista para ajudá-los.

    Beijos, com muito carinho

    ResponderExcluir
  14. comecei a namorar com uma pessoa que nunca teve experiência homossexual e acabei me apaixonando e amando essa pessoa demais. o problema é que ela sente medo dos problemas que possa vim acontecer quando sua familia tomar caso do problema.sei que é muito dificil pra ela lidar com isso,e pra mim tambem. pq me sinto angustiada por pensar que ela pode me deixar a qualquer momento por medo.ela ficar comigo mas tem medo da familia e eu sei que entre nosso relacionamento e a familia dela, ela ficarar com a segunda opção.como conduzir uma situação assim? não sei lidar com isso.muito obrigada!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Olá Anônimo!! Que bom que estas aqui.

    Obrigado pelo contato. A maioria dos gays vive o dilema de não aparecer. A sociedade, ainda, é muito cruel com os homossexuais. Cada um tem um tempo, Temos que respeitar o tempo de cada pessoa.

    A dica que tenho para você é não pressioná-lo. Você deve compreender o comportamento do seu namorado: ele tem medo da reação da família. Caso você goste mesmo dele, relaxe. Deixe as coisas rolarem. Um dia, quando ele se sentir mais seguro, ele poderá se assumir.

    ResponderExcluir
  16. TIVE UM RELACIONAMENTO DE NOVE MESES COM UMA PESSOA MARAVILHOSA QUE EU IDEALIZEI A VIDA TODA,SEM VICIOS,TRABALHADOR,CARINHOSO.POREM COMO NADA VEM DE GRAÇA ELE TEM UMA MAE QUE ENTROMETE MUITO NA SUA VIDA CONTROLADORA O PAI DELE E AUCOLATRA E TRABALHA VIAJANDO COMO TA SEMPRE AUSENTE O MEU EX SUPRI SENDO O HOMEM DA CASA.NOSSO RELACIONAMENTO ESTAVA OTIMO ,CLARO QUE AS VEZES ALGUNS ATRITOS MAS NADA SERIO DEMAIS.ELE ESTA FELIZ ACABOU DE SE FORMAR NA FACULDADE,TRABALHANDO ENFIM,DEPOIS DE TODAS COMEMORACOES E UM FIM DE SEMANA JUNTOS ELE ME FALA POR TELEFONE QUE QUER TERMINAR E QUE NAO HA MAIS SENTIMENTO POR MIM.ACREDITO QUE SEJA OBRA DA MAE DELE NUNCA NOS DESENTENDEMOS MAS NAO ME APROXIMEI DELA TAMBEM COM MEDO DE CRIAR ALGUMA CONVERSA DESTORCIDA E REPROVACAO DELA.TINHAMOS PLANOS DE CASAR ELE TEM 28 E EU 23,A MAE DELE CLARO QUERIA QUE CASASEMOS E MORASSEMOS LA COM ELA,EU NAO FALAVA COM ELA MAS ELE SABIA QUE ESSA NAO ERA MINHA VONTADE.NO TERMINO ELE DIZ QUE E MELHOR AGORA PORQUE SERIA IMPOSSIVEL DAR CERTO NOSSA RELAÇAO,EM OUTRA HORA DIZ QUE AINDA ME AMA MAS NAO DARIA CERTO.O QUE FAÇO AMO ELE DEMAIS ,NUNCA PENSEI NA POSSIBILIDADE DO FIM.FIZ PLANOS SEMPRE COM ELE JUNTO COMIGO.NAO SEI SE PROCURO MAS SE PASSAR O TEMPO NAO PODEREI PROCURA LO ENTAO NAO SEI O QUE FAZER...ELE SE MOSTRA TAO CERTO DE SI CALMO E QUANDO TOMA UMA DECISAO DIFICILMENTE VOLTA ATRAS..ESSE É MEU MAIOR MEDO.NAO SEI COMO PROCEDER..

    ResponderExcluir
  17. Preciso de Ajuda....tinha um namoro de 3 anos...com muito amor, muita compreensão e muito intenso...tanto pra mim qto pra ele...envolvia muito nossas famílias que se davam muito bem. Tínhamos um relacionamento perfeito... qto der-repente...ele disse que não queria mais...e pois um ponto final em tudo, sem esperar..fiquei perdida. Pois tínhamos planos de casamento... dividíamos intensamente tudo.
    Agora a gente conversa com frequencia....nos vemos...mas tudo se eu procurar ele... Ele diz que sou a mulher da vida dele...que ele me ama....mas q a gente vai voltar com o tempo...que o tempo vai encaixando as coisas. Não quer mais frequentar minha casa..e nem que eu frequente a dele...vive na rua, em bares com amigos. Pouco dá brexa para mim, só se eu procurar....e eu nessa pouca esperança que ele me dá...vou fazendo loucuras...indo atrás....
    Estou muito triste....por nao ver mais nele...a vontade de estar perto q tinha antes, as vezes acho que ele tem outra...mas ele nunca me deu motivos...nosso relacionamento era muito perfeito...todo mundo via isso. O que faço?

    ResponderExcluir
  18. Imagino que esteja passando por um momento muito difícil e de muita tristeza, mas terá que ter forças, coragem e seguir em frente.

    Talvez ele necessite de um tempo de liberdade para ter novas experiências ou para perceber o que realmente sente por você. Mantenha-se por perto mas sem pressioná-lo, para que ele possa eventualmente sentir a sua falta.
    Tente descontrair e levar a vida normalmente, saia com suas amigas e aproveite para curtir a sua liberdade.

    Confie em si própria, e lembre-se que a felicidade está em si e a capacidade de amar também.

    Flor! todas as pessoas são capazes de sobreviver (e crescer) com o fim de um relacionamento, por maior que seja o sofrimento.
    Amores vem, Amores vão .... Ficam os momentos fantásticos

    É necessário saber que para cada amor, ao acolhermos a dor que provoca o abandono, nos deixa mais preparados a próximos encontros e a novos enamoramentos.

    É sempre difícil se lidar com o término de um relacionamento. Várias são as questões envolvidas. Caso essa dor se torne difícil de vc lidar, aconselho buscar ajuda de um profissional (psicólogo), flor acredito que a terapia iria te ajudar muito nessa situação, pois as mudanças tem que vir de dentro e depende de nós, a tua felicidade está na tua mão, não na mão do outro. Grande beijo

    ResponderExcluir
  19. Nossa como é bom saber q vou obter respostas, pois vi q vc responde desde ja agradeço, bom sou casada a dez anos, mas ha uns 3 anos comecei a ter relacionamentos extraconjugais, mas me apaixono com muita facilidade, e nos ultimos dois relacionamentos estou sofrendo muito nossa o anterior fiquei quase dois anos mau, sem sair emagreci e o pior sem poder falar com ninguem sobre o assunto, mas ai consegui me envolver com outro, ai nao q tenha esquecido do outro mas aliviou sabe, mas acabei por me apegar novamente por esse ai ja viu, ele me deixou tbm, agora estou eu novamente sofrendo tudo de novo, tomando medicamentos e pela primeira vez vou ao psicologo, mas gostaria de saber o q faço pra nao sofrer mais dessa forma, e nem me envolver mais? obrigada

    ResponderExcluir
  20. Querida leitora, os subsídios expostos são insuficientes para uma apreciação substanciosa, mas percebo uma grande carência afetiva.

    Flor, você precisa aprender a amar de forma saudável, estando em primeiro lugar e dosando para não ser egoísta, ame a si mesmo, resgate seu amor próprio, sem isso jamais poderá se relacionar de forma equilibrada. Desenvolva auto aceitação, não é por ser carente que você vai encontrar em outros indivíduos o que te falta, busque dentro de você...muitas vezes a busca pelo outro é, de alguma forma, uma busca por si mesmo...

    muitas pessoas procuram vários parceiros para tentar resolver a insatisfação com elas mesmas. “Buscam ou projetam no outro a satisfação que querem. Mas não vão encontrar porque precisam entender e trabalhar essa busca”.

    Se não tenho um bom relacionamento comigo, como posso ter com os outros? Se não me amo, estarei sempre procurando alguém que me complete me faça feliz, realize meus sonhos.

    Percebo que vc está colocando sua felicidade nas mãos do outro, a tua felicidade está na tua mão, não na mão do outro....Confie em si própria, e lembre-se que a felicidade está em si e a capacidade de amar também.

    Que bom que buscou ajuda psicológica, confie em seu terapeuta, a terapia iria te ajudar muito nessa situação.

    Enfim, pense, reflita, busque o sentido para a vida e para o amor. Olhe para dentro. A resposta já está lá. Basta acessá-la.
    Obrigada pela sua participação, volte sempre!

    ResponderExcluir
  21. É vc tem toda razao sempre me escondo atraz das pessoas, fico dependente das pessoas, me sinto sempre excluida, parece q ninguem me ama, vivo emplorando o amor das pessoa inclusive nas amizades e cada vez mais estou sozinha, sempre espero mais do outro porque sempre me dou mais, nossa vc me ajudou muito, mas esquecer nao esta sendo facil estou com medo da depressao, mesmo assim obrigada mais uma vez...Bjussssssssss

    ResponderExcluir
  22. Imagino que esteja passando por um momento muito difícil e de muita tristeza, mas terá que ter forças, coragem e seguir em frente.

    Um dos caminhos para administrar nossos problemas e ter uma vida de qualidade é desenvolver o autoconhecimento, consequentemente, a auto aceitação e com isso a auto-estima. O auxílio de um profissional especializado, é o grande diferencial que pode ser de grande ajuda. O psicólogo não tem a função de resolver seus problemas, mas ele vai junto com você, pensar novas possibilidades e te guiar para melhores soluções. Portanto não deixe de buscar ajuda, fazer uma psicoterapia será de grande valia para vc, se permita ser feliz! O importante é procurar um profissional com sensibilidade para entender sua dor e que lhe faça sentir acolhida.

    “A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável” ... "aceite-se"

    Seja feliz!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  23. Nossa...adorei esse site...vc está de parabéns!
    Sabe o que não me conformo ainda, mesmo depois do término do meu namoro. Como os homens..viram a pagina rápido, quando terminam.
    Fico olhando o meu ex, em bares, com amigos...não vejo sofrimento nele.
    As atitudes mudaram, não combinam com o que ele falava.
    Estou sofrendo tanto, sentindo uma falta tão grande, e ele parece não estar nem ai.
    Namoramos durante 4 anos....muito bons, mas pra ele...não parece significar muita coisa. Fico triste em vê-lo bem longe de mim. Me ajude

    ResponderExcluir
  24. Olá querida leitora, é um prazer ter sua companhia aqui.

    Flor, Sofrimento após o término de um relacionamento é normal, alguns conseguem superar mais rápido, outros nem tanto.

    Homens e mulheres variam muito na sua forma de vivenciar este momento. é fundamental respeitar o ritmo que cada um precisa para elaborar este momento e poder se abrir para novas experiências.

    Nesse momento de muito sofrimento, busque ajuda, divida seu estado emocional com amigo, parente, e porque não com um profissional podes procure ajuda de uma psicólogo(a), com certeza lhe ajudará e muito a suportar essa dor, e resgatar a sua autoestima e autoconfiança.

    Muitas vezes, a busca pelo outro é, de alguma forma, uma busca por si mesmo!


    Um grande abraço, com todo meu carinho

    Joselaine

    ResponderExcluir
  25. OLÁ!!
    HOJE TERMINEI UM NAMORO DE 15 MESES, COM A PESSOA QUE EU MAIS GOSTEI ATÉ HOJE E QUE MAIS ME FEZ FELIZ TAMBÉM,,, NUNCA IMAGINEI QUE TERIA QUE TERMINAR AMANDO E ELE TAMBÉM, TENHO 24 E ELE 22 MAS SÃO 22 NA IDADE E 16 NA MATURIDADE, UMA RELAÇÃO DE EXTERMA DEPENDENCIA DE MIM PRA TUDO...DESDE O QUE VAMOS COMER ATÉ ONDE VAMOS, TUDO EU TINHA QUE DIZER.... ELE NÃO SE COLOCA A FRENTE DE NADA...EXTREMAMENTE CIUMENTO E E POSSESSIVO POR MIM...É DIFICIL...TERMINAR ASSIM..MESMO GOSTANDO...UMA DOR IMENSA E O QUE MAIS ME DÓI É VER E FAZER ELE SOFRER TAMBÉM..ELE PÁRECE UM BEBE CHORANDO..E ISSO ME DEIXA AINDA MAIS TRISTE.., COMO PODE DOUTORA UMA PESSOA INTELIGENTE,COM UM OTIMO TRABALHO E E GANHANDO BEM..OU SEJA PODE TER O QUE QUISER..SER TÃO PASSIVA EM UM RELACIONAMENTO ASSIM???
    CONFESSO QUE TENHO UMA GRANDE PARCELA DE CULPA NISSO POIS MUITAS VEZES DOMINEI ELE..COM AS PALAVRAS..MAS ISSO NÃO JUSTIFICA A FORMA COMO ELE SE DIMINUI PRA E POR MIM...!!!
    MINHA VONTADE É DE LIGAR PRA ELE AGORA E PEDIR PRA VOLTAR...MAS AS MARCAS QUE PASSARAM VAO CONTINUAR NÃO É MESMO..!!! DESDE DE SEMPRE EU7 PEÇO A ELE PARA IR A UM PSICOLOGO,, MAS NUNCA FOI...ENFIM...NÃO SEI COMO PODER AJUDA-LO...POIS ELE TEM QUE CRESCER...UMA HORA...EU COM 22 ANOS JÁ ERA MADURO E SABIA TUDOO Q EU QUERIA DA VIDA..MAS ELE...CRIOU UMA DEPENDENCIA E CIUME ENORME POR MIM.!!! ENFIM..GOSTARIA DE SABER O QUE VOCE PENSA SOBRE ISTO?!!!
    ABRAÇO..!!!

    ResponderExcluir
  26. Oi, Joselaine! Encontrei esse site ao navegar na net procurando por leituras relativas ao assunto tratado aqui e achei muito rico de informações o que vc apresenta para seus leitores.
    Vou relatar o que estou vivendo e, se possível for, gostaria de saber sua visão a respeito.
    Tive um relacionamento com uma pessoa da minha idade (30) durante 1 ano. Eu sou solteira. Ele é divorciado e tem 1 filho de 6 anos. Nos conhecemos desde crianças porque nossos pais são amigos desde a época que eram solteiros. Então, embora nossa convivência não fosse sempre próxima, tínhamos ae esse certo vínculo. O tempo passou. Ele se casou muito novo com a primeira namorada que teve (que era 8 anos mais velha que ele e tinha um desejo enorme de ser mãe e ae acabou que se casaram, mesmo na imaturidade da idade dele). Tiveram um filho no primeiro ano de casados. O casamento deles durou 7 anos. Despois que ele se separou, passado uns 6 meses, começou a me procurar insistentemente, dizendo que foi de mim que ele sempre gostou a vida inteira, que sempre me achou a mulher mais linda que ele conhecia, que via em mim a mulher que ele sonhava em ter pra vida toda. Foram uns 5 meses de insistência, até que resolvi dar uma chance, pois eu não queria devido ao fato de saber que minha família não iria reagir bem a essa situação por ele já ter sido casado, mesmo eles gostando muito dele e conhecendo desde que nasceu também... Mas ae, eu resolvi tentar e lutei muito para que ele fosse bem aceito ao meu lado como de fato veio a acontecer mesmo. Embora tivesse uma grande resistência no início, mas minha família, acabou aceitando bem, pois diziam que se fosse pra minha felicidade, eles estariam do meu lado. Sou muito católica. E ele, sabendo disso e já tendo planos de casar comigo, deu entrada a um processo de nulidade do casamento religioso dele, o que não deu certo. Mas, mesmo assim, diante do resultado do processo que foi negativo, eu me mantive ao lado dele e por achar que ele era tão especial, o homem por quem eu tinha esperado a vida toda pra encontrar (carinhoso, gosta de agradar, gosta de estar comigo sempre e sempre, muito presente na minha vida e tudo mais), eu disse que iria sim manter nosso sonho de casamento e que então, nos casaríamos no civil,tendo somente uma benção de um ministro, já que não poderia ser na igreja. Ficamos noivos e todos os preparativos a vapor, pois marcamos a data para seis meses a frente.

    ResponderExcluir
  27. (cont. do post anterior) O problema? Vou contar agora. Um tempo antes de ficarmos noivos, tivemos uma briga que foi bem desgastante. Até então, eu já sabia que ele era de gritar, falar muitos palavrões, mas, não podia imaginar que ele fosse agressivo... nesse dia, pela primeira vez, ao estar irritado (coisa que ele fica por qualquer coisinha mínima que ele se sinta contrariado), ele se avançou pra cima de mim, pegou meu pé e mordeu como se quisesse fura-lo e com a mão tentava dobra-lo pra quebrar, mas eu me sacodi e consegui soltar, só que ele veio no mesmo instante para cima pegando com as duas mãos apertando meu pescoço e eu tentei segura-lo dizendo que estava me machucando. Ele de repente me soltou e começou a chorar dizendo q nao sabia como tinha feito aquilo... por ter sido num momento de briga e por gostar demais dele, eu quis superar isso e acreditar que foi uma coisa de momento e que não iria se repetir mais, pois não combinava com o que ele me apresentava até ali... mas, depois que ficamos noivos, a frequencia pra esse tipo de coisa aumentou. Por qualquer coisinha que ele se irritasse, já saia me xingando de tudo pela casa, todos vizinhos escutavam, ele saia dando pancada nas coisas, chegou a estragar a porta do guarda-roupa, e gritos e muito xingatorio, me sacodiu pelos braços algumas vezes até que chegou um dia que, como sempre, ele se irritou por coisa boba demais, pequena demais e estávamos no carro dele a caminho da minha casa e qdo chegamos na porta da minha casa, ele abriu a porta do carro do lado que eu estava, soltou meu cinto de segurança e me jogou pra fora do carro... eu cai de joelhos na calçada, chorando muito, fiquei tonta. Meu irmão assistiu tdo e me ajudou a levantar. Nesse dia, eu tive certeza, que já não dava mais pra levar. Mesmo com o casamento todo já pronto e esperando só o dia chegar, eu terminei o relacionamento. Coloquei fogo em todos os convites e tudo que era de papel. Mesmo que eu tente, não consigo mais ve-lo com os mesmos olhos. Eu to sofrendo muito, choro todos os dias, mas nem é tanto pela separação, acho que é mais pela quebra da rotina diária que eu tinha com ele e também, pela decepção, pois a imagem que tinha dele se quebrou, com a convivencia eu percebi que não era nada daquilo... Tenho vergonha das pessoas, do que devem estar falando de mim por aqui... é doloroso encarar a todos e falar que não terá mais casamento, pois todos foram pegos de surpresa, pois nunca deixei transparecer nenhum problema. Qdo terminei, há +- 25 dias atrás, foi pq eu cheguei realmente no meu limite, pois eu vinha conversando e pedindo pelo amor de Deus, pra mudar o comportamento pq eu sabia que eu não tinha estrutura nem emocinal e nem física para suportar uma vida daquela.. Minha família me apoia e está do meu lado, mas não tem sido fácil pra mim.. a dor é grande demais...
    Diante do que te contei.... o que vc tem a dizer?
    Forte abraço e parabéns pelo site

    ResponderExcluir
  28. Meu querido, obrigada pela participação!

    Percebo um adoecimento de ambas as partes, embora o que relatou não seja suficiente para uma boa análise da situação, mas, o fato me leva a crêr numa dependência e co-dependência afetiva.

    Ser dependente é como pedir ou muitas vezes, implorar: "cuide de mim, pois eu não consigo", em todos os sentidos. Pessoas com este comportamento são sujeitas a relações falsas e, se a própria pessoa acha que não consegue cuidar de si mesma, não se suportando, por que alguém a suportaria?

    Os co-dependentes dedicam-se a tentar “salvar o outro”, cuidando quase religiosamente pelos seus interesses, tomando para si a responsabilidade das suas ações, pensando por eles, sofrendo as consequências do seu comportamento.

    Na verdade, a pessoa co-dependente ajuda o outro a perpetuar os seus problemas e a desresponsabilizar-se dos seus atos.

    O ciclo da co-dependência pode ser interrompido e desfeito quando a pessoa co-dependente compreende que a resolução do seu problema reside em si próprio. Reside em tomar responsabilidade por si, tomar conta da sua vida e assim ficar disponível para poder verdadeiramente amar.

    Sugiro meu querido a busca por um profissional, pois será de grande ajuda para vc. Quando as pessoas gostam de si mesmas vão tender a procurar pessoas que as valorizem e respeitem pelo o que elas são.

    Obrigada pela sua participação, volte sempre!

    ResponderExcluir
  29. Querida anonima!!! Obrigada por sua participação.

    Minha querida imagino como deves estar sofrendo, pelo termino, pela violência vivida, enfim vários são os fatores que levam a dor nesse momento, mas agora é importante vc fortalecer sua autoestima. “Precisa olhar para si e perceber que é capaz de viver sozinha.

    Nesse processo, a ajuda familiar é muito importante. O ideal é aliar a compreensão familiar à ajuda profissional, como terapia com psicólogos.

    beijos, volte sempre!

    ResponderExcluir
  30. Namorei por 6 anos e no último dia 08/10 ele resolveu terminar. A relação estava muito desgastada, mas estou passando por um momento difícil e esperava o apoio dele.
    Estou desempregada e sem nenhuma perspectiva de vida...e ele terminou bem neste momento complicado.
    Quando ele terminou comigo, me jurou que não tinha ninguém, que ele precisava ficar sozinho. Acreditei nele.
    Doeu muito nos primeiros dias, mas estava começando a me recuperar quando soube que ele já estava com outra. Na verdade ele mentiu.
    Terminou comigo pra ficar com outra, e pior, já estava de papo com ela antes de terminar.
    Depois de saber disso tenho me sentido pior. Penso nisso o tempo todo. Imagino como se conheceram, o que fazem nos fins de semana, se ele lhe dá presentes...e tudo isso dói! Muito!
    Faz pouco mais de quarenta dias que terminamos, mas parece que essa dor nunca vai passar.
    Minhas amigas me chamam pra sair, mas tenho sempre medo de me encontrar com ele...medo de vê-lo com a outra. Tá sendo difícil demais.
    As pessoas dizem que o ideal é se ocupar, mas como?? Não consigo arrumar emprego, não tenho dinheiro pra pagar um curso, e não saio por falta de animo e medo.
    Preciso de ajuda.

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  31. Olá, obrigada por sua participação no blog....Flor, Sofrimento após o término de um relacionamento é normal, alguns conseguem superar mais rápido, outros nem tanto, é fundamental respeitar o ritmo que cada um precisa para elaborar este momento e poder se abrir para novas experiências.

    Todas as pessoas são capazes de sobreviver (e crescer) com o fim de um relacionamento, por maior que seja o sofrimento.
    Amores vem, Amores vão .... Ficam os momentos fantásticos.

    É necessário saber que para cada amor, ao acolhermos a dor que provoca o abandono, nos deixa mais preparados a próximos encontros e a novos enamoramentos.

    É sempre difícil lidar com o término de um relacionamento. Várias são as questões envolvidas. Caso essa dor se torne difícil de vc lidar, aconselho buscar ajuda de um profissional (psicólogo), não sei em que cidade reside, mas verifique, busque a secretaria de saúde do seu município eles tem profissional capacitados para atendimento gratuito, já que vc diz não ter dinheiro, e se na cidade que vc mora tem universidade com curso de psicologia, provavelmente tenha a clinica escola, onde os atendimentos são realizados com valores bem baixos e/ou gratuitos, caso não consiga em nenhuma dessas situações tem profissionais que disponibilizam atendimentos com valores bem inferiores, qdo necessário, busque ver essas possibilidades na sua cidade, flor acredito que a terapia iria te ajudar muito nessa situação, pois as mudanças tem que vir de dentro e depende de nós, a tua felicidade está na tua mão, não na mão do outro. Grande beijo

    ResponderExcluir
  32. Terminei um relacionamento de 2 anos há 6 meses,mas ainda não consegui superar o fim.Trabalho com o meu ex,o que me incomoda muito e dificulta demais a minha recuperação.Ás vezes esou otima e basta ve-lo no telefone com alguem ou fazendo alguma brincadeira bem- humorado que perco a minha paz.
    Na verdade nao me conformo com o termino,ja pedi varias vezes pra gente ficar junto mas ele nao quer,sempre me da respostas evasivas..Acho que tem outra pessoa,alias esse foi o motivo do nosso termino,eu o peguei com outra e acho que els continuam juntos.
    Fico remoendo as lembranças de nos dois e nao consigo aceitar q ele n goste mais de mim,que n tenha saudade,que me ignore como se eu nunca tivesse passado pela vida dele.Sei q ja deveria estar mais forte,mas quanto mais o tempo passa mais fico mal com essa situação,não sei como lidar com esse fim.Preciso de uma orientaçao,obrigada.

    ResponderExcluir
  33. Nossa, não sei se é pra rir ou chorar... tudo que li nos depoimentos é exatamente o que eu sinto, muitas coisas parecidas, situações identicas, parecia eu falando com meus amigos, ou seja não é só eu que passo por isso... O bom é que isso me deu forças e saber que eu preciso gostar de mim antes de qq coisa, isso não é ser egoísta é poder dar o que vc tem, se não gosto de mim quem vai gostar? O ser humano é frágil, trai, mente para se proteger, quem consegue encarar isso de frente sai fortalecido. Se houve amor em uma relação os 2 sofrem, por mais que o outro não apresente assim. Solução para curar o sofrimento não há, vc tem que passar por cima dele mesmo ele dando porrada em vc. Quando sair disso lembrar de tudo que passou, um novo amor pode surgir mas vc estará preparado para uma nova decepção caso aconteça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, muito Obrigada por sua participação em meu blog. ... Somos todos fortes por natureza! Cada dia em nossas vidas é repleto de surpresas...boas, outras nem tanto. Levantamos e enfrentamos essa deliciosa aventura que é viver!!! Como diz Martha Medeiros "Amadurecer talvez seja descobrir que sofrer algumas perdas é inevitável". bjs, volte sempre

      Excluir
  34. Bom dia, a mais ou menos uma semana eu terminei um relacionamente de três anos, e ainda nós moravamos juntos em uma republica. O motivo do termino foi por causa de um amigo, que teve fortes influencia sobre meu ex quando passou a moroar junto conosco na republica. Eu percebi que meu ex, já não era a mesma pessoa comigo, não me dava carinho, atenção e tinha mudado seu comportamento comigo, e então resolvi terminar. Fiquei mais confortada em saber que eu terminei o relacionamento por cauda dele, agora eu sinto falta dele, até porque foram anos juntos, e ainda estamos juntos pois moramos juntos. Mais isso uma hora passa, e quando passar ele vai perceber que perdeu uma amiga, uma pessoa que o amava. E eu vou conhece-lo como simplesmente mais um que entrou na minha vida e saiu pela mesma porta que as pessoas comuns!

    ResponderExcluir
  35. Boa noite.
    Meu ex-namorado apesar de dizer que me ama muito e que nao sabe se vai me esquecer decidiu terminar nosso namoro por causa da distância e também por achar que somos muito diferentes em alguns aspectos .
    vc acha que devo tentar reconquistá-lo ou dar um tempo para que ele se decida se realmente me ama e vale a pena lutar apesar da distancia..
    obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida anonima!!! Obrigada por sua participação, desculpa pela demora na resposta, bom, é sempre difícil lidar com o término de um relacionamento. Várias são as questões envolvidas, mas Aproveite esse momento para refletir, principalmente aproveite o momento para olhar para si, pois A chave da empatia pelo outro é, antes de tudo, a competência de empatia por si.

      Excluir
  36. Toh sofrendo muito ... a cada momento que penso, a vontade de chorar vem com grande força.
    Junho completariamos 1 anos de muito companherismo. Não foi fácil o nosso amor, pois pra ele sair da ex dele foi uma luta ela nao aceitava. Mas superamos e vivemos a nossa história. Mas de um tempo pra cá, ele começou a querer ir todo domingo e feriados ir pra as resenhas do baba que ele frequenta, beber com um bando de homens e ainda dirigir. Não aguentava ver ele chegar na minha casa com gosto de cerveja , mesmo longe. E qndo eu reclamava eu era a estressada!
    Dizia que ia mudar, eu e os pais dele ficavamos indignaos com isso. Dai numas dessas resenhas terminei com ele isso a 3 dias atrás . Eu gosto muito dele, sei que ele gosta de mim tb, masaquele carinho, atenção , a nossa intimidade estava abalada....
    Ele disse que não deveria terminar e ainda me falou que quem gosta correatrás, e já que eu queria terminar, era bom que ele pensava e revia os erros dele e supostamente veria o que ele sente sabendo que estar me perdendo. Gente doi demais , ele me liga todos os dias 2 vezes ao dia e eu não estou atendendo. Não sei o que fazer, choro todos os dias, me distraiu na facul, mas ainda assim não sei como disfaçar essa dor. Não quero voltar assim pra ele , toh resistindo, pq eu preciso me valorizar, ele precisa sentir tb a dor ... mas devo atender as ligações, o que faço/?
    Pq , ele tb pode simplismente desistir , quem sabe.
    Na realidade a minha pergunta é.... como agir?
    POr favor me ajuda ..... tenho 23 anos e ele 28 .

    ResponderExcluir
  37. Gostaria que me ajudasse a entender o que esta acontecendo. Fazem quatro dias que terminamos um noivado, estavamos juntos a oito anos, era tudo perfeito, ele sempre estava comigo, nunca ficamos um dia que fosse separados, estava sempre me elogiando, tinha certeza que nos amavamos muito, porém eu sempre sentia alguma coisa estranha, porque ele não demostrava interesse em casar comigo, mesmo sabendo como isso era importante pra mim, pois não moravamos juntos, pensei muito e resolvi ter uma conersa com ele, foi ai que tudo desabou, ele chorou muito, disse que gostava muito de mim, que não imaginava sua vida sem mim, porem tinha medo que se casassemos poderia estragar tudo, que iriamos brigar e ele não queria isso pois na infancia presenciou varias brigas dos pais dele (que são separados). Não sei mais o que pensar eu acabei dizendo que não queria mais. Ele disse que iria procurar um psiquiatra pois deveria ter algum problema. E agora doutora, será que foi tudo uma ilusão,não consigo acreditar que ele me mentia dizendo que me amava, pois nunca me deixou de lado pra ficar com os amigos, a unica coisa que eu vejo é uma preocupação que ele tem com a mãe dele que me assusta. Por favor me ajude, me enganei durante esse tempo todo ou existe alguma doença? O devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, boa noite!

      Flor, Muitas vezes a qualidade de vida psicológica de uma pessoa depende dos tipos de vínculos que ela estabelece no início de sua vida com seus modelos ( mãe, pai e/ou cuidadores ) os quais serão mantidos durante seu amadurecimento. Nossas estruturas cognitivas serão organizadas em função dos mesmos.

      Estes vínculos são importantes para a formação da estrutura da personalidade, na escolha de relacionamentos amorosos, interpessoais, no ambiente de trabalho, na forma de administrar o stress diário...

      Um dos caminhos para administrar nossos problemas e ter uma vida de qualidade é desenvolver o autoconhecimento, consequentemente, a auto aceitação e com isso a auto-estima. O auxílio de um profissional especializado, é o grande diferencial que pode ser de grande ajuda.

      Ele está no caminho certo em buscar ajuda, a busca por um profissional, poderá ser de grande ajuda para ele. Beijos e obrigada por sua participação.

      Excluir
  38. Bom tenho 30 anos e minha ex tem 21 começamos a namorar muito cedo, ela tinha apenas 14 anos.Bom ficamos 7 anos juntos sempre fui muito correto com ela não tenho vicios nenhum.fui o primeiro namorado dela!!!sempre tivemos uma relação muito gostosa fomos muito felizes!!!mas em janeiro ela decidiu terminar tudo dizendo que não queria mais namorar pq queria viver outras coisas,conhecer coisas novas...no começo nos ligavamos todos os dias e ai ela foi se afastando e cada vez mais fui sentindo a falta dela !!!!
    a 2 semanas atras nos falamos por telefone e ela me disse que tava conhacendo outra pessoa...isso pra mim ta endo muito dificil ela e uma pessoa muito especial na minha vida e eu amo ela demais !!!eu perguntei e sentia minha falta e ela disse que não...oque devo fazer sera que tem volta???eu amo demis ela!!!

    ResponderExcluir
  39. eu queria uma ajuda , eu tenho um relacionamento já de 6 anos com um homem , ele era casado e já andava comigo, agora está separado e continua comigo, mas eu não fui a causa da separação, alias ela é que saiu de casa,ele não se ia separar, ele parace que gosta de mim , diz que gosta mas agora poderia assumir a relação, ou pelo menos ficar de vez emquando na minha casa mas não quer, eu gosto muito dele, mas às vezes magoa-me a falta de atenção dele e o facto de ele não querer assumir a relação, o que eu queria saber é se é normal e se ele precisa de tempo, e o que devo fazer para não o perder,Obrigada

    ResponderExcluir
  40. Olá Joselaine,estou passando como todos a cima por uma momento muito delicado da minha vida,minha namorada me deixou a 2 meses,nosso relacionamento durou mais de 10 anos,quando alguem falava de casamento,ela tirava o corpo fora,em todos esses anos.Raramente brigavamos isso foi 1 ou 2 vezes,sempre levava ela e a familia dela onde eles queriam,fazíamos amor intensamente,era muito bom....até que dentro de 1 anos pra cá ela começou e me tratar diferente,até chegar a acabar com tudo,disse que não gosta mais de mim e me tinha como um amigo,irmão.E ela não tem outro,pois éramos muito fiéis um ao outro,e ela nem me liga pra saber como estou,disse para amigas que ker aproveitar a vida,os 10 anos perdidos da vida dela sendo que ñ fiz nada pra ela.Será que ela pode se arrepender e um dia me procurar?pois gosto muito dela e estou muito desanimado.Obrigado pelo conselho que vier me dar...

    ResponderExcluir
  41. Eu gostaria de uma opiniao ao respeito de minha vida pois sinceramente nao sei mais o que fazer, eu tenho ctz que devo aceitar o fim, mas, doi demais, doi muito mesmo! Ha 15 anos eu inciei um relacionamento com um aluno meu do EJA, ele com 35 eu com 22 anos, simplesmente eu aceitei toda aquela situacao que existia na vida dele, ele estava com um casamento caminhando para o final e nao tinha mais relacionamento com a mulher dele, sei disto pq hoje ela e muito amiga minha, muito mesmo, o tempo foi passando e eu amava demais, muito mesmo, e ele, acho, que a mim tb, em 1999 ele se descobriu ser soropositivo e ai o mundo dele ruiu, eu tive que aguentar toda aquela situaçao sem se preocupar comigo, pq se eu caisse tb, ai seria muito pior, entao, depois de tudo o que aconteceu e fazendo ele voltar a realidade da vida, eu cai, ai eu tive que lidar com meus problemas, nao tive apoio de ninguem, foram anos escondendo isso ate que minha familia descobriu quando eu estava no hospital, tivemos um relacao muito complicada , eu sempre tentei levar tudo da melhor maneira e nunca trai este homem, ha mais ou menos um 2 meses, ele me revelou estar em Campinas esperando nascer os 2 filhos dele, que ele gerou tendo conhecido uma outra mulher, como pode isso acontecer, se eu tb sou homem (gay), uma pessoa pode ter relaçao dupla, comigo sendo gay e com uma mulher....eu nao estou conseguindo aceitar tudo isso, depois de 15 anos, ele mantem uma relaçao, sem camisinha e gera 2 filhos, como pode isso acontecer...

    ResponderExcluir
  42. ola terminei um casamento de 21 anos ele tem outra leva meu filho la e tudo mas nao aceito nao consigo comer nem dormir sou muito dependente nao consigo trabalhar parece que to vegetando a tres anos atras tambem trai me apaixonei por essa pessoa agora ele quer ficar comigo eu nao quro porque ele e casado sou amiga da mulher dele sei que nao tem futuro queria alguem que me amasse cuidasse de mim tenho um filho de 9 anos e nao me sinto capaz de crialo sozinha o que vou fazer meu filho e dependente nao quer ficar sozinho em casa pra eu trabalhar to com do dele minha mae viuvo eu era muito pequena sempre fiquei sozinha em casa por ela ter que trabalhar e odiava isso talves por isso sinto essa carencia afetiva gostaria de ter um marido desses que da tudo pra esposa e filhos mas sempre tivemos problemas financeiros muito serios eu sempre tentando ajudar mas a relaçao vai desgastando quando vc vso problemas e dividas a pagar nao conseguimos sair desse buraco entrei em depressao com tantos problemas ele me abandonou foi morar com ela ainda tenta me ajudar financeiramente mas eu sei que ele esta muito endividado tenho medo de nao conseguir me ajudar achava que se ele saisse de casa eu reagiria trabalharia e daria tudo pro meu filho agora vejo que sou covarde continuo dependendo dele pra tudo nao consigo reagir pra nada nao sei mais o que fazer as vezes pesso pra ele voltar noutras vezes nao quero

    ResponderExcluir
  43. ola, boa tarde, namorei uma moça por 7 anos, um relacionamento por um tempo maravilhoso, mas ela muito ciumenta, e com alguns problemas de explosão, tem pai alcoolatra, mas nunca admite que isso a afetou. A minha impressão é que eu tivesse que fazer o impossível para agrada-la, se não ela falava que tava tudo ruim, ou que eu não estava me esforçando pela gente, ou que eu não a amava.... como se ela tranferisse os problemas do pai para mim... Acontecia assim, tinha dias que ela tava ótima,derrepente ela tava muito brava, qualquer coisa motivo para discussão, e falava que tava nervosa devido a pré menstruação... e assim viemos levando...
    Em dezembro de 2011, brigamos e ela quiz terminar, ficamos conversando até final de janeiro, onde ela confirmou que não queria mais namorar...bom fiquei pasmo, foi um choque, quase pirei, mas aceitei, ela sumiu por um tempo,uns 20 dias e reapareceu, me ligando, falando que tava com saudade, que queria me ver, mas que nao queria voltar pois estava magoada e mantivemos contato, pois ela me ligava direto...
    BOm numa discussão ela me falou que tinha saido com outro cara e que foi muito bom, percebi que pra me magoar, fiquei muito triste,mas toquei o barco...
    Ela sumiu de novo, e deposi reapareceu, e assim veio fazendo até 12 de junho deste m~es, sempre tirando satisfação d emeus horários, querendo saber se eu tava com outra, fazendo da minha vida um inferno, e quando eu tocava no assunto de voltar ela falava que não conseguia, pois tava magoada e nao queria mais sofrer...
    Bom descobri agora que todo esse tempo ela estava com outro, 5 meses, to pasmo e passado.
    Só não entendo porque mentir pra mim, e porque estando com outro escondeu de todo mundo, e me fez um inferno tirando satisfação sempre, falando que eu tava com outra pessoal...todos próximos estão pasmos..
    Fui até ela, contei que to sabendo , e ela simplesmente
    nem ligou e tem agido como se nada tivesse acontecido e como se ela fosse a mulher mais linda do mundo..
    Que conclusão tiro disso?To perdido, e sem entender, o porque uma pessoa que ja ta feliz com outra pessoa, mesmo assim ficou me segurando, para não sair com ninguém, ou agindo como se eu estivesse fazendo algo errado?abraço

    ResponderExcluir
  44. Bom Dia..

    Estive em um relçacionamento por nove anos ( 5 de namoro e 4 de noivado) Terminei o rlacionamento ha 3 meses .. Durante este tempo raramente brigávamos, nos entendíamos muito bem, enfim, eramos felizes. O que me incomodou muito durante este tempo todo era ver que a familia dele dependia muito dele ( financeiramente), e o apoio dentro da casa dele era pouco, a impressão que eu tinha era que ninguém se importava com ele - ou se se importavam parecia ser de um modo bem distante- ele só era lembrado quando pagava as contas.. etc...
    Começei a cansar de tudo isso,até que de tanto eu insistir, ficamos noivos.. Então fiquei toda empolgada, fazia planos para o futuro... Ele parecia estar feliz também, só que não via atitude nenhuma nada da parte dele... começei então a desanimar, o tempo foi passando e nada mudava.. A impressão que eu tinha era de que estava fazendo tudo sozinha, aos fins de semana fazia bicos para juntar dinheiro, e ele, apesar de ter a opção de me acompanhar, não ia.. queria comprar algo só nosso, sem ter que morar perto dos meus pais e dos pais dele, justamente para tentar solucionar essa dependência familiar.

    ResponderExcluir
  45. ( continuação )
    Enfim, nosso relacionamento começoui a se desgastarr ( da minha parte pelo menos), e para evitar brigas, procurava esquecer isso tudo, e me apegar á esperança de que isso era temporário. Enfim, chegamos a um momento em que aos fins de semana, tomados pela rotina, cansaço, acomodação, ele chegava na minha casa, conversavamos um pouco e ele acabava dormindo.. e assim eram nossos fins de semana.. Nunca fui de ficar mechendo nas coisas dele, até que um dia eu vi chegar uma msg no celular dele e falei p ele ver quem era.. estranhei quando ele não quis ver, dizia ser um amigo, ai eu disse que se ele não queria ver, eu ia olhar.. ai ele escondeu o celular.. só me mostrou depois de ter mechido no celular, e alegou que não havia chegadomsg alguma.. ai começei a desconfiar que algo estava diferente... No ano novo, combinamos de viajar.. eu fui primeiro...quand já estava lá, ele ligou dizendo que nãi iria mais... fiquei decepcionada, quando retornei de vviagem, ele só foi me ver no próximo final de semana, passou a semana toda na casa dele, e não foi nem ao menos me visitar.. Tudo isso foi juntando... Mas mesmo assim começei a procurar apartamento, ele me disse quanto tinha e eu somei com o que eu tinha, enfim, fiz cotações, peguei tabelas... Até que por acaso, entrei na conta dele quando estavamos em casa, descobri que não havia dinheiro algum.. Ai ele ficou desesperado.. disse que havia emprestado o dinheiro aos pais, mas que o valor seria devolvido..P mim foi o fim, não pelo dinheiro, mas pela mentira, depois de tanto tempo juntos, ele ter sustentado essa mentira, vendo eu correr atras de tudo e não fazert nada.. me senti como uma tonta, sendo enganada.. Depois disso, perdi a confiança nele, não conseguia mais ficar bem como antes... depois de um mes mais ou menos, decidi terminar o relacionamento... Na hora eu me senti aliviada, estava sufocada, vivia chorando, magoada com tudo isso que aconteceu.. ele fpicou muito mal, muito mesmo, como ñ unca imaginaria que ele pudesse ficar... ele sai com os amigos, não fia muito em casa.. mas está pessimo.. Foi demitido do trabalho essa semana por não conseguir separar os problemas particulares do trabalho, perdeu nove Kgs, não dorme, não quer comer, faz ameaças constantemente dizendo que vai se matar... E agora que ele ficou sabendo que conheci outra pessoa, está revoltado, dizendo que enquanto eu estou rindo ele está chorando por mim... Tenho um carinho imenso por ele, afinal foram 9 anos juntos, sinto falta de falar com ele, sber como está, só quero o seu bem, quero vê-lo feliz novamente, como ele sempre foi... Marquei até consulta p/ ele com psicologo, mas ele se nega a ir, diz que não quer ajuda, que a unica maneira dele ficar bem, é eu dar a ele uma segunda chance... Só que eu não quero mais.. ainda tenho um pouco de mágoa com tudo o que aconteceu, não quero sentir novamente tudo aquilo, e sei que se eu der, não dará certo, e perderei a pessoa que hoje está me fazendo muito feliz, hoje não imagino mais nós dois juntos...O que devo fazer ? Existe uma maneira de eu ajudá-lo ?

    ResponderExcluir
  46. Boa tarde acabo de terminar um relacionamento longo de quatro anos...Eu terminei com ele porque ele e muito ciumento e nao sentia ciumes e disfarçava nao ele me acusava de coisas absurdas eu nao podia trabalhar e nao podia falar com minha familia nao tinha mais amigos e isso me transfoormou em uma pessoa nervosa e que nao vivia mais minha vida e sim a dele..porem mesmo depois do termino do relacionamento ele aind SIM FALA ESSAS COISAS e isso me deia muito constrangida por ele nesse tempo todo nao saber minha personalidade minha indolee e pior e que eu sinto uma coisa muito forte por ele como devo lidar com isso me AJUDA.obrigada

    ResponderExcluir
  47. Boa tarde. É com grande angústia que lhe escrevo este. Estou vivendo um relacionamento homossexual a 8 meses onde todos os meus amigos e parentes sabem, inclusive os dele também. Sei o que eu quero e o que sou, e sei que o amo muito. Ele diz que me ama, porém, meu corpo não se sente aceito por ele pois o mesmo não gosta de beijar, abraçar e durante a relação sexual evita me tocar e não chega ao orgasmo. Meu dilema é tentar saber o porquê dele estar comigo se não me ama, se não me deseja. No entanto, ele sempre diz que quer viver comigo e fazemos planos juntos em morarmos longe da cidade do interior de São Paulo onde vivemos atualmente. A relação com a mãe dele é extremamente fria, sem afeto, a mãe age da mesma forma com ele e já me disse pra eu seguir meu caminho que o filho dela só por misericórdia de Deus. Perdeu o pai com 3 anos de idade por ser acoolista, o pai batia na mãe...nos últimos dois relacionamentos com mulheres que ele teve ele tbém agrediu as mulheres dele. Ele beija a aliança e diz que do dedo dele só sai quando ele morrer...e eu é que estou morrendo por ser tratado com tanta indiferença. Por favor me responda. Hj acredito que vou teminar com ele, e o que mais dói é ver que eu não tenho um significado na vida dele. Afetuoso abraço. Obrigado.

    ResponderExcluir
  48. Tive um relacionamento de 18 anos... foi um relacionamento relativamente tranquilo, porém, com o tempo devido a inversão de papeis começou a se desgastar. Eu como mulher fazia o papel do homem, embora ele fosse muito carinhoso, não me deixava em casa sozinha, ele não gostava muito de trabalhar e com isso eu sempre me sacrificava mais. Até que sem eu perceber fui me desgastando muito, ja não tinha mais empolgação, mas sempre o amei. Ele começo a perceber a minha indiferença e ficou totalmente inseguro, alias isso ja característica dele, e eu sempre fui muito sonhadora, ele costumava dizer que o dia em que eu fizesse minha faculdade eu o largaria. Então foram se passando anos vivendo da forma dele, até que um dia a insegurança dele chegou ao ponto de começar a me seguir, ia na porta do meu trabalho fazer escandalos... em fim, uma separação totalmente turbulenta. Chegamos a ir em uma psicologa e ela conversou comigo e com ele separados, logo ela me sinalizou que ele é uma pessoa doente, não tinha auto estima. Mesmo depois de tudo que ele fez comigo, eu continuo o amando, sendo que ele no ano passado conheceu uma pessoa pela internet e foi morar com ela eme menos de um mês e isso me arrazou profundamente. Depois disso ele não me procurou mais e nos últimos tempos ele chegou a comentar com o nosso filho que ainda me amava, mas não tinha cabeça para ficar próximo de mim, comentou com outras pessoas da família a mesma coisa e eu não consigo me relacionar com ninguem porque ainda tenho sentimentos por ele. Em fim, ja se fazem dois anos que eu tenho certeza que nem eu e nem ele deixamos de nos amar, porém, este amos esta envolvido com várias mágoas e infelizmente não conseguimos ficar próximos e quando tentamos vira briga, além dessa pessoa que ele esta atualmente.

    ResponderExcluir
  49. Olá, boa tarde. Através de pesquisas na internet cheguei a este site, estou realmente precisando de ajuda.Tenho 41 anos, sou divorciada há 19 anos, tenho um filho de 24 anos que já e casado e tem uma filhinha de um ano. Sou funcionária pública do estado (concursada), moro sozinha e estou pagando meu carro.Em janeiro conheci um homem de 37 anos, separado há 3 anos. Ele tem uma filha de 18 anos que mora com a ex mulher, uma filha de 16 anos que já é casada e um filho de 14 anos que mora com ele. Ele é muito trabalhador, de dignidade e caráter ímpares. Além de trabalhar fora no horário da noite, ele faz bicos às vezes no fim de semana. Ele paga aluguel e faz todo o serviço da casa sozinho e/ou com a ajuda do filho. Ele mora numa cidade vizinha há 15km de onde eu moro.Sei que signo talvez possa não influenciar, mas acredito que as características do signo é bem parecida com a personalidade, sou de libra e ele de virgem.No início foi só “ficar” mesmo, ele me disse que nunca tinha ficado mais de 2 meses com uma mulher e já tem 5 meses que estamos juntos. Já tem 4 meses que estamos bem mais firmes, ele freqüenta minha casa, dorme lá aos sábados e cada vez vai embora mais tarde no domingo.Ele é muito fechado, reservado, percebo que ele tem muito medo de se envolver de verdade com alguém, mas percebo também que ele é uma pessoa triste e que já sofreu demais.Nunca brigamos, nunca discutimos. Nosso relacionamento na cama é ótimo. Com esse relacionamento minha sexualidade floresceu, me sinto bem, sem vergonha e pudores. Fui introduzindo aos poucos, brincadeiras, coisas diferentes como fantasias, bolinhas aromática lubrificantes. O sexo é maravilhoso, tanto o normal, como o oral e o anal também, citei essas coisas porque acho que isso é um fator muito importante em um relacionamento. Enfim nossa vida sexual é excelente, tenho certeza que é recíproco.Temos outra afinidade muito forte que é a dança de salão, inclusive comprei um DVD de aulas de dança de salão e ensaiamos em casa, dançamos. Maravilhosamente bem e com um prazer indescritível e nos divertimos muito enquanto dançamos.Mas teve um problema, na véspera do dia dos namorados eu liguei pra ele, ele disse que queria pensar porque não tinha certeza de que queria continuar o namoro. Perguntei se eu tinha feito algo que tivesse lhe desagradado, ele disse que gosta de mim e que sou perfeita, mas que ele não tinha certeza do que realmente quer na vida. Disse que conheceu alguém no passado que lhe interessou muito e quando ele se declarou, a pessoa simplesmente disse que só queria “ficar” e que não queria compromisso sério, e que ele tem medo de sofrer de novo. Será que ele tem medo de se apaixonar por mim e eu fazer o mesmo que a outra mulher fez?Ele disse que tentou gostar de mim da maneira como gostou dessa mulher, mas que não conseguiu, o sentimento é diferente. Ele disse que gosta de mim, que sou perfeita e que o problema era com ele e não comigo.Então eu lhe disse que as pessoas são diferentes e que nenhum sentimento é igual o outro.

    ResponderExcluir
  50. Continuação.

    Perguntei por três vezes se ele queria terminar e ele disse que queria pensar.Passei o resto da semana ansiosa e apreensiva (defeito insuportável que eu tenho, odeio isso em mim.No domingo depois do dia da ligação liguei pra saber como ele estava e fiz a besteira de perguntar se ele tinha pensado, (eu não tinha nada que perguntar), ele me respondeu que não tava afim de continuar mesmo o namoro, mas que não queria que eu ficasse com raiva dele e também que continuássemos a amizade. Respondi pra ele que eu sentia muito, já que temos muitas afinidades e que acho que combinamos muito, mas que eu não posso obrigar ele a ficar comigo. E que eu achava que ele estava começando a gostar de mim de verdade e que eu achava que ele tinha medo de que eu fizesse a mesma coisa que a outra fez, ele respondeu “pode ser” e mais nada.Passei a semana muito mal, a cabeça a mil por hora sem saber o que fazer e sofrendo muito. Sinto que podemos ser felizes juntos e que ele gosta de mim. (Ainda mais como aconteceu no domingo, vou citar abaixo). Prezamos muito o trabalho, futuramente poderíamos dividir as contas da casa, o serviço da casa, posso ajudar ele a continuar a criar o filho. O problema é que somos muito independentes, eu tenho meu trabalho estável, tenho minha casa, não preciso de homem pra me ajudar financeiramente, e ele não precisa de uma mulher pra ser empregada dele.No último domingo dia 24 liguei pra ele pra avisá-lo que a banda que a gente adora ia tocar no baile e que minha colega queria os DVDs dela. Aí ele combinou de ir ao baile pra me devolver os DVDs, pra dançarmos um pouco, mas ele não podia demorar muito, pois tinha que trabalhar a noite.Achei que iríamos dançar um pouco e que ele depois dançaria com as colegas que ele tinha costume de dançar quando nos conhecemos, mas não foi isso que aconteceu. Quando ele chegou vi que ele ficou me procurando, então ele chegou na mesa e perguntou se podia sentar ali um pouco, eu disse que sim, mas dali ele não saiu mais, ficou o tempo todo do meu lado como quando namorávamos, dançamos muito e ele não desgrudou de mim um minuto e também não dançou com ninguém. (Fiquei sem entender nada, mas entrei no ritmo dele); lógico que tirei umas casquinhas e provoquei um pouco. Disse a ele que eu tinha uma “roupinha” que ele não tinha visto ainda. É uma fantasia de cowboy, que é o apelido dele, já que ele sempre usa chapéu.Quando deu o intervalo do baile ele me chamou para irmos no carro para pegar os dvds, me chamou para entrar, e foi instantâneo, nosso olhares se cruzaram e no mesmo momento, os dois tiveram a iniciativa e nos beijamos, nos acariciamos, pra resumir, foi uma loucura. Achei que nesta hora ele iria embora, já que ele tinha que trabalhar mais tarde, mas ele não foi, entramos no salão e dançamos até quase o baile acabar.Quando faltava uns 15 minutos para terminar o baile, avisei minha amiga que a esperaria no carro. Eu e ele entramos no meu carro e a loucura começou de novo.

    ResponderExcluir
  51. Então ele me convidou para sairmos dali, isso já era umas 21:40hrs mais ou menos. Então ele sugeriu que fossemos para nosso cantinho, que é uma rua bem escura bem perto dali, onde tudo começou quando nos conhecemos.Fomos para o banco de traz do meu carro e fizemos amor loucamente ali mesmo, sem pensarmos em nada. Lógico que foi bem rápido, já que ele ainda ia trabalhar. Ele só me pediu pra que eu ligasse pra ele na sexta feira próxima que foi dia 29/06.Liguei no dia combinado e o convidei para tomar vinho em casa e ele no sábado e ele veio, usei fantasia nova ele adorou, tivemos uma noite maravilhosa. Não estranho o fato dele não ligar porque ele não é de ligar mesmo. Agora estou aqui sem saber o que fazer, se o procuro ou deixo ele sentir minha falta, afinal, estou sem saber se terminamos ou não o relacionamento. Como reconquista-lo? Me ajude por favor!Sei que eu deveria viver um dia após o outro, mas não consigo, tenho um efeito muito grande que é 8 ou 80.Sei que ele ama dançar e transar comigo, mas não é só isso que eu quero, quero conquistá-lo por inteiro, por completo, não quero ele pela metade.Como devo agir, como eu devo NÃO, o que devo fazer e NÃO fazer. Como devo me comportar.Enfim, como conquisto este homem tão difícil definitivamente. O que vocês me dizem de tudo isso?Ajudem-me por favor!Perdoem-me pela extensão do conteúdo, mas só assim para vocês poderem entender a história toda.
    Desde já agradeço pela atenção e colaboração.

    ResponderExcluir
  52. olá, bom dia a todos mais em especial a DR joselaine que em muito tempo não eu lia algo de tamanha competência e de muito aproveito dessa forma.
    - Queria também parabeniza-la por isso. Acho que nem preciso deixar meu post, porque já tive minha resposta. Mais sei que muitos precisam e gostariam de ouvila será bem resumida.
    " namorado há 9 meses nos amamos,mais existe alguns algumas interferências que na verdade não é oque prejudica mais não é de certa forma oque o coração quer, eu me amo mais ela tambem! ja planejamos em casar, mais como ainda nao sou formado nem ela, optamos por nao arriscar e ter uma vida vuneravel, entao penso em terminar minha faculdade ela tbm, e chegamos, alias, ela chegou em uma conclusão e se abriu comigo. disse que quer realizar seus sonhos em se formar em medicina e ir pro campo como africa etc... é duro ouvir isso mais amo ela dimais e tenho muito que apoia-la quem sabe nas voltas do mundo não nos encontramos racedemos a brasa e vivemos velhinhos pra sempre.
    obrigado pela atenção bjs a todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela sua participação e pelo seu carinho, é um prazer receber vc aqui no meu cantinho virtual. Que bom que o blog serviu para a busca de suas respostas. Bjs, com todo meu carinho, volte sempre.

      Excluir
  53. Olá. Através de pesquisas na internet cheguei a este site, estou realmente precisando de ajuda.Tenho 41 anos, sou divorciada há 19 anos, tenho um filho de 24 anos que já e casado e tem uma filhinha de um ano. Sou funcionária pública do estado (concursada), moro sozinha e estou pagando meu carro.Em janeiro conheci um homem de 37 anos, separado há 3 anos. Ele tem uma filha de 18 anos que mora com a ex mulher, uma filha de 16 anos que já é casada e um filho de 14 anos que mora com ele. Ele é muito trabalhador, de dignidade e caráter ímpares. Além de trabalhar fora no horário da noite, ele faz bicos às vezes no fim de semana. Ele paga aluguel e faz todo o serviço da casa sozinho e/ou com a ajuda do filho. Ele mora numa cidade vizinha há 15km de onde eu moro.Sei que signo talvez possa não influenciar, mas acredito que as características do signo é bem parecida com a personalidade, sou de libra e ele de virgem.No início foi só “ficar” mesmo, ele me disse que nunca tinha ficado mais de 2 meses com uma mulher e já tem 5 meses que estamos juntos. Já tem 4 meses que estamos bem mais firmes, ele freqüenta minha casa, dorme lá aos sábados e cada vez vai embora mais tarde no domingo.Ele é muito fechado, reservado, percebo que ele tem muito medo de se envolver de verdade com alguém, mas percebo também que ele é uma pessoa triste e que já sofreu demais.Nunca brigamos, nunca discutimos. Nosso relacionamento na cama é ótimo. Com esse relacionamento minha sexualidade floresceu, me sinto bem, sem vergonha e pudores. Fui introduzindo aos poucos, brincadeiras, coisas diferentes como fantasias, bolinhas aromática lubrificantes. O sexo é maravilhoso, tanto o normal, como o oral e o anal também, citei essas coisas porque acho que isso é um fator muito importante em um relacionamento. Enfim nossa vida sexual é excelente, tenho certeza que é recíproco.Temos outra afinidade muito forte que é a dança de salão, inclusive comprei um DVD de aulas de dança de salão e ensaiamos em casa, dançamos. Maravilhosamente bem e com um prazer indescritível e nos divertimos muito enquanto dançamos.Mas teve um problema, na véspera do dia dos namorados eu liguei pra ele, ele disse que queria pensar porque não tinha certeza de que queria continuar o namoro. Perguntei se eu tinha feito algo que tivesse lhe desagradado, ele disse que gosta de mim e que sou perfeita, mas que ele não tinha certeza do que realmente quer na vida. Disse que conheceu alguém no passado que lhe interessou muito e quando ele se declarou, a pessoa simplesmente disse que só queria “ficar” e que não queria compromisso sério, e que ele tem medo de sofrer de novo. Será que ele tem medo de se apaixonar por mim e eu fazer o mesmo que a outra mulher fez?Ele disse que tentou gostar de mim da maneira como gostou dessa mulher, mas que não conseguiu, o sentimento é diferente. Ele disse que gosta de mim, que sou perfeita e que o problema era com ele e não comigo.Então eu lhe disse que as pessoas são diferentes e que nenhum sentimento é igual o outro. Perguntei por três vezes se ele queria terminar e ele disse que queria pensar.Passei o resto da semana ansiosa e apreensiva (defeito insuportável que eu tenho, odeio isso em mim.

    ResponderExcluir
  54. No domingo depois do dia da ligação liguei pra saber como ele estava e fiz a besteira de perguntar se ele tinha pensado, (eu não tinha nada que perguntar), ele me respondeu que não tava afim de continuar mesmo o namoro, mas que não queria que eu ficasse com raiva dele e também que continuássemos a amizade. Respondi pra ele que eu sentia muito, já que temos muitas afinidades e que acho que combinamos muito, mas que eu não posso obrigar ele a ficar comigo. E que eu achava que ele estava começando a gostar de mim de verdade e que eu achava que ele tinha medo de que eu fizesse a mesma coisa que a outra fez, ele respondeu “pode ser” e mais nada.Passei a semana muito mal, a cabeça a mil por hora sem saber o que fazer e sofrendo muito. Sinto que podemos ser felizes juntos e que ele gosta de mim. (Ainda mais como aconteceu no domingo, vou citar abaixo). Prezamos muito o trabalho, futuramente poderíamos dividir as contas da casa, o serviço da casa, posso ajudar ele a continuar a criar o filho. O problema é que somos muito independentes, eu tenho meu trabalho estável, tenho minha casa, não preciso de homem pra me ajudar financeiramente, e ele não precisa de uma mulher pra ser empregada dele.No último domingo dia 24 liguei pra ele pra avisá-lo que a banda que a gente adora ia tocar no baile e que minha colega queria os DVDs dela. Aí ele combinou de ir ao baile pra me devolver os DVDs, pra dançarmos um pouco, mas ele não podia demorar muito, pois tinha que trabalhar a noite.Achei que iríamos dançar um pouco e que ele depois dançaria com as colegas que ele tinha costume de dançar quando nos conhecemos, mas não foi isso que aconteceu. Quando ele chegou vi que ele ficou me procurando, então ele chegou na mesa e perguntou se podia sentar ali um pouco, eu disse que sim, mas dali ele não saiu mais, ficou o tempo todo do meu lado como quando namorávamos, dançamos muito e ele não desgrudou de mim um minuto e também não dançou com ninguém. (Fiquei sem entender nada, mas entrei no ritmo dele); lógico que tirei umas casquinhas e provoquei um pouco. Disse a ele que eu tinha uma “roupinha” que ele não tinha visto ainda. É uma fantasia de cowboy, que é o apelido dele, já que ele sempre usa chapéu.Quando deu o intervalo do baile ele me chamou para irmos no carro para pegar os dvds, me chamou para entrar, e foi instantâneo, nosso olhares se cruzaram e no mesmo momento, os dois tiveram a iniciativa e nos beijamos, nos acariciamos, pra resumir, foi uma loucura. Achei que nesta hora ele iria embora, já que ele tinha que trabalhar mais tarde, mas ele não foi, entramos no salão e dançamos até quase o baile acabar.Quando faltava uns 15 minutos para terminar o baile, avisei minha amiga que a esperaria no carro. Eu e ele entramos no meu carro e a loucura começou de novo. Foi quando minha amiga chegou e disse que ia embora com outra pessoa. Então ele me convidou para sairmos dali, isso já era umas 21:40hrs mais ou menos. Então ele sugeriu que fossemos para nosso cantinho, que é uma rua bem escura bem perto dali, onde tudo começou quando nos conhecemos.Fomos para o banco de traz do meu carro e fizemos amor loucamente ali mesmo, sem pensarmos em nada. Lógico que foi bem rápido, já que ele ainda ia trabalhar. Ele só me pediu pra que eu ligasse pra ele na sexta feira próxima que foi dia 29/06.

    ResponderExcluir
  55. Liguei no dia combinado e o convidei para tomar vinho em casa e ele no sábado e ele veio, usei fantasia nova ele adorou, tivemos uma noite maravilhosa. Não estranho o fato dele não ligar porque ele não é de ligar mesmo.No dia 07/07 liguei pra ele dizendo q eu tinha um convite de reserva pra entrar no baile de graça e se ele queria o convite, ele aceitou na hora, fomos ao baile e dançamos anoite toda, novamente ele só dançou comigo, após o baile viemos pra casa e novamente o sexo foi maravilhoso e ele saiu daqui no domingo de manha. No domingo a tarde tive uma surpresa, ele ligou perguntando se eu queria ia ao baile novamente com ele, ele disse q só eu sei dançar com ele como ele gosta, fomos ao baile e dançamos mto, depois viemos pra casa e o sexo foi maravilhoso, mas em nenhum momento toquei no assunto de voltarmos. Agora estou aqui sem saber o que fazer, se o procuro ou deixo ele sentir minha falta, afinal, estou sem saber se terminamos ou não o relacionamento. Como reconquista-lo? Me ajude por favor!Sei que eu deveria viver um dia após o outro, mas não consigo, tenho um efeito muito grande que é 8 ou 80.Sei que ele ama dançar e transar comigo, mas não é só isso que eu quero, quero conquistá-lo por inteiro, por completo, não quero ele pela metade.Como devo agir, como eu devo NÃO, o que devo fazer e NÃO fazer. Como devo me comportar.Enfim, como conquisto este homem tão difícil definitivamente. O que vocês me dizem de tudo isso?Ajudem-me por favor!Perdoem-me pela extensão do conteúdo, mas só assim para vocês poderem entender a história toda.
    Desde já agradeço pela atenção e colaboração.

    ResponderExcluir
  56. Querida Dra Joselaine:

    Ja fiz ate promessas na Igreja e não consigo esquecer uma pessoa...ele me valoriza, me elogia para todos os amigos, me ajuda bastante em assuntos complicados, sera que pessoas de Touro mostram amor fazendo agradinhos? Sinto pelo olhar que terei que esperar muito para que ele se declare, resolvi tentar esquece-lo pois o tempo passa, ele não toma coragem apesar da delicadeza dos gestos e ações, nunca recusa minhas chamadas, quando o visito ele para tudo para se dedicar somente a mim...vi no Facebook que respeita muito todas as pessoas da familia principalmente a mãe que e bem idosa, foi muito infeliz em outros relacionamentos mas a espera e angustiante, os dias passam bem devagar e nada acontece.

    Não sei se proprio do signo de Touro, ele fica horas me olhando, fica com ciumes quando falo com alguem mesmo mulheres, fez mil promessas que nem sei se terei paciencia que ele cumpra, juro pela primeira vez não sei que atitude tomar...começou a doer fundo, as vezes o vejo sozinho, timido e calado assombrado por seus proprios medos...

    sumir por uns tempos sem dar explicações, seria talvez a melhor solução?

    Obrigada, a paz de Jesus

    ResponderExcluir
  57. Parabéns Dra. Joselaine Garcia, ótimo texto postado acima. Bom amei todos os comentários e gostaria de compartilhar com vocês a minha situação também. Namorei 6 anos, eramos amigos, parceiros, foi um relacionamento muito bonito, cheio de cumplicidade e felicidade. Depois que terminamos ele sempre me procurava para desabafar e chorar em meu ombro, por questões profissionais, financeiras e ambiente familiar, ou seja, eu ficava fagrilizada e a vontade de ficar com ele aumentava cada vez mais, cheguei a falar com ele para voltarmos e ele não queria, dizia que me amava e q gostaria q voltassemos pela força do tempo. Depois disso descobri que ele já estava com outra e meu mundo acabou, quando ele ficou sabendo q descobri, terminou com ela e voltou rapidinho atrás de mim me dizendo q me amava, q sou a mulher da vida dele e q já deveria ter aceitado o meu pedido de volta, eu briguei com ele até o último, disse q nunca mais gostaria de vê-lo e q pediria para Deus tirá-lo do meu caminho, enfim, disse muitas coisas, após isso ele me fez inúmeras promessas, dizendo q me provaria q me amava e q faria de tudo para ficar comigo, mas ele falou falou e ñ fez nada e passada uma semana fiquei sabendo q ele havia voltado com a tal. Esse ocorrido faz quase 2 meses, já terminamos há 6 meses e ainda não consegui esquecê-lo o que fazer, pois vira e mexe me pego pensando nele e principalmente me frusto por ele ter me feito promessas e ñ tê-las cumprido? Me ajude Dra, me ajudem leitores. Beijos e felicidades a todos

    ResponderExcluir
  58. Gostaria muito de fazer uma pergunta,mas vi que a Dr. Nao esta mais Np blog :( ...

    ResponderExcluir
  59. Olá. Tive um relacionamento de 4 anos e antes do começo do namoro eu avisei que eu tinha uma filha, até os 2 anos estava tudo bem, mas minha namorada fez um comentário com minha filha que não agradou sua mãe, onde ela disse que era para minha ex se afastar dela, isso não para acontecer por que elas se gostavam, mas mesmo asssim minha ex deixou de gostar de minha filha. Aos finais de semanas que era o final de semana de minha filha ela mudava muito ficava de cara feia. Sempre achei que isso iria mudar. Em um final de semana que eu fiu levar minha filha sua mãe não estava e queria que minha filha ficasse sozinha em sua casa eu não deixei fiquei até ela chegar, após algúns telefonemas entre minha filha e sua mãe para saber se ela estava chegando, a mãe de minha filha falou uma coisa que minha ex não gostou, foi embora ficou nervosa e quando eu fui atras dela com minha filha rla xingou a mãe de minha filha em sua frente, foi muito ruim e stressante. Brigamos e depois voltamos mas faz 7 meses que não vejo minha filha e agora ela terminou dizendo que estava vendo meu sofrimento. Estou desempregado e desesperado por que queria que ela voltasse mas ela não quer, Dizendo que não aceita minha filha e sua mãe, quando nos falamos pessoalmente ou por telefone ela vem com uma conversa que fiz isso e aquilo , mas sei que errei e não soube administrar a situação, estou sem chão quero que ela volte e minha filha também mas será mais dificil, Não sei o que fazer estou ficando louco e ela mora proximo de mim fica muito mais dificil para esquece la. Obrigado

    ResponderExcluir
  60. Estou passando por essa mesma situaçao. Acabou ha 3 dias, a dor esta na pele! sou ciumenta e ele é bem descolado, amigo de todos, gosta de brincar com todos. Nao aguentou meu ciumes. Quando ele terminou, pedi uma vez so pra ele nao fazer isso e dei meus motivos. Ele simplesmente pediu para que eu respeitasse a decisao dele. Sei que ele me ama pois estavamos bem, felizes, com planos horas antes do fim mas um fato no decorrer do dia fez ele tomar essa decisao. Decidi nao ir atras, respeitar de fato a decisao dele. É uma pessoa de opiniao e que nao acredito que volte atras. Eramos um casal tao bonito que as pessoas nao acreditam que acabou, as pessoas comentavam que viam amor entre nos dois so pelo olhar. Perdi o jogo e estou sofrendo muito. Estou sem chao, sem rumo... Vontade de sumir, chorar..

    ResponderExcluir
  61. Olá, quero expor a situação que estou passando. Sou casada e tenho uma filha de 10 anos. Meu relacionamento com meu companheiro começou conturbado porque nos juntamos pelo fato de eu ter engravidado. Faz anos já que tenho vontade de me separar, mas não encontrei coragem. Na verdade, ano passado me apaixonei por outra pessoa, nao ocorreu nada fisicamente entre nós, mas foi aí que realmente percebi que não gosto do meu marido, realmente eu não o amo, mas fico inventando desculpas pra não sair de casa. Ele desconfia de mim e isso me irrita, e também não gosto muito da minha sogra, tenho antipatia por ela. O que você poderia me dizer, como psicóloga? agradeço desde já.

    ResponderExcluir
  62. Boa tarde, psicologa, por favor responda-me: DEscobri recentemente que minha esposa fico como outro homem, mas não chegou a fazer sexo, e depois ao confessar para mim o ocorrido ela disse que me amava e gostava do outro e não queria me perder, mas não sabia como esquecer o outro. neste caso, devo acreditar nela ou seguir o meu caminho sem ela?

    aguardo a resposta

    ResponderExcluir
  63. Boa noite a todos !!!!! Dra estou muito triste , acabei de terminar um relacionamento que eu idealizei a minha vida toda..Namorei com uma pessoa durante 1 ano e meio foi os melhores meses da minha vida....So que nos ultimos tres meses ele se mostrou muito ciumento demais , tinha ciumes ate das minhas amigas , começou a mexer no meu notebook , no meu celular pra ver se achava alguma coisa , me policiava 24 hs por dia, durante esse tempo que estive com ele nao tive olhos e nem pensamento pra outras pessoas...Mas o motivo maior das brigas era que eu tenho varios amigos e amigas , e um amigo nosso terminou um relacionamento de 4 anos e conversou sobre isso comigo pelo facebook e eu nao contei pra ele , e em uma dessas buscas que ele fez no meu not ele encontrou essa conversa ele ficou irrado , muito bravo mesmo , no momento eu pedi perdao a ele disse que isso nao iria acontecer di novo , mesmo o teor da conversa nao ter nada que nos afetasse , ele cogitou ate terminar comigo , eu fikei triste e consegui fazer ele ver que poderiamos tentar di novo , mas ai nao deu certo pq td que eu falava eu dizia que eu estava mentindo ate que ontem a noite ele olhou nos meus olhos e disse que nao confiava em mim...Doeu muito passei a noite em claro pensando e refletindo sobre td isso ai resolvi terminar , mas amo ele demais sei que vou sofrer , mas prefiro que seja assim do que ele viver me humilhando...Nao sei o que fazer...Me de uma luz por favor...

    ResponderExcluir
  64. OLÁ,
    A TRE MESES ATRÁS, SENTIA QUE MEU NAMORADO ESTAMOS MTO ESTRANHU COMIGO, ESTAVA DISTANTE INDIFERENTE E VIVIA DIZENDO QUE ESTAVA STRESSADO, QUE EU ERA UMA PRINCESA QUE DEVIA SER TRATADA ASSIM E QUE ELE NÃO ESTAVA FAZENDO ISSO..
    AO PRECEBER ISSO, DEMOS UM TEMO, EU NA ESPERANÇA DE TER O MEU NAMORADO NOVAMENTE...
    FICAMOS JUNTOS 3 ANOS, DE MUITA BATALHA, ELE NÃO SE DA MUITO BEM COM MINHA FAMILIA, ALIAS NÃO GOSTAVA DE NENHUM DELES.. MAS DIZIA QUE ISSO NÃO IMPORTAVA QUE IRIAMOS CASAR TER NOSSA CASA NOSSO TÃO SONHADO FILHO... QUE PODIA NÃO GOSTAR DA MINHA FAMILIA MAS QUE ME AMAVA..
    NESSES 3 ANOS ELE NUNCA DUROU EM EMPREGO NENHUM, ENQUANTO EU O AJUDAVA FINACEIRAMENTE EM TDO E OLHA QUE AGRADA-LO ERA MEIO DIFICIL POIS ELE SÓ GOSTAVA DE COISAS CARAS...
    TERMINAMOS AI ELE VEIO NA MINHA CASA PEDIR DESCULPAS PARA VOLTARMOS.
    VOLTAMOS NÃO VOLTANDO,ELE SE ARREPENDEU DIZENDO QUE NÃO QRIA NAMORAR, QUE NÃO QRIA CASA.
    DO NADA UM HOMEM QUE DIZIA QUE EU ERA AMULHER DA VIDA DELE, QUE JAMAIS ENCONTRARIA ALGUEM COMO EU...
    FICAMOS VARIAS VEZES DEPOIS QUE TERMINAMOS EU SEMPRE ESPERAVA QUE ELE ME PEDISSE PRA VOLTAR, MAS ISSO NÃO ACONTECEU...E ELE PEDIU PARA NÃO VERMOS MAS POIS VIA QUE ISSO ESTAVA FAZENDO MAU PRA MIM.. OK.
    CHOREI, SOFRI MTO, MAS ESTOU DECIDIDA A SEGUIR MINHA VIDA, A ESTUDAR A FAZER MINHA VIDA VALER APENA..
    POIS DESCOBRI QUE ELE ESTA COM OUTRA.
    MEU DEPOIS DE EU TER FEITO TDO OQUE FIZ! AJUDADO FICADO NOS BONS E MAUS OMENTOS DO LADO DELE.

    ResponderExcluir
  65. Bom dia!

    Terminei meu namoro em abril deste ano (era meio q um casamento moravamos e trabalhavamos juntos), mudei de ap, mas continuavamos a nos encontrar, até q dei um basta em maio do msm ano. A partir daí ele começou a me provocar no emprego, dizendo em voz alta só pra eu ouvir q tava saindo com não sei quem, levando em tal lugar. Até q não aguentei e pedi conta. Tava tão fraco emocionalmente e fisicamente q resolvi voltar para minha cidade. Ele tentou contato cmg após minha volta, mas nunca o respondi, simplesmente ignorei. Passado 2 meses da minha volta, estive na cidade em q eu morava e fui no meu antigo trabalho visitar os colegas, e ele estava lá, apenas nos cumprimentamos. Ali percebi q era besteira ficar ignorando, então voltei a add no meu msn. Não é q ele me fez mil declarações. Deixou a entender q quer uma volta. Mas ele tá com uma outra pessoa, desde q nós terminamos. Ontem foram até viajar juntos(viagem esta q era pra ser nossa, como ele me disse: era pra ser nossa lua de mel). Não sei como devo proceder, estou sendo forte e não estou dando o braço a torcer. Não sei mais o q sinto por ele, pois aquele amor doentio acabou. Ele me fez sofrer mto. Se puder me ajudar ficarei mto agradecido!

    ResponderExcluir
  66. Ola, meu nome é Renato, tive um relacionemto de 4 anos e que chegou ao fim por uma crise de ciumes da minha namorada (ex agora) com minha irmã, simplesmente porque minha namorada nao gosta da minha irma, com quem ela nem se da ao trabalho de tentar conversar, e nao quer que eu tambem converse com minha propria irma. quase nem temos contato com minha irma e eu nao sou um homem grudado com a familia. Bom, fato é que ela me humilhou muito, gritou comigo, disse coisas terríveis, que nao sou homem, que nunca fui... e eu a chamei num momento de furia de vagabunda. terminamos e ela está com ódio de mim, mas nao aceita que ela causou tudo, que me ofendeu, que tirou minha liberdade, que me ofendeu e a minha familia. entao, nesse momento, eu to tentando aceitar o fim, ja que se ela nao me quer mais, é direito dela, por mais que isso doa em mim. sinto muita falta dela, da cia e a gente acaba pensando que investiu tanto tempo em algo que acabou. mas eu reconheço que fui feliz com ela e que ela foi comigo. acho que foi algo tao bobo, a primeria vez que dormi na minha casa em tantos anos e ela nao aceitou. penso que nao posso virar a cara pra minha familia por simples antipatia de uma namorada. se ela tivesse razoes eu seria o primeiro a chamar a atenção da minha irma. mas ela nao fez nada. nada. e pra mim, o ciumes nao era por causa de mim enquanto homem, mas de mim enquanto objeto. minha namorada pensa que sou objeto dela, que só devo fazer as vontades dela e de mais ninguem. agora estou sofrendo muito, mas to tentando aceitar o fim, pois é a vontade dela. ja pedi perdao a ela pelo que a chamei no momento de raiva, mas ela nao me pede desculaps nunca e agora está pirraçando. entao, to tantando aceitar. me ajude. estou certo???

    ResponderExcluir
  67. oi meu nome é carol , e eu estou exatamente nesse perído de luto , do no fundo do poço total , não to com vontade de fazer nada , minhas amigas me ligam sempre pra me pergunta com eu estou , tem uns 3 dias que o meu namorado terminou comigo , e ele é o meu primeiro namorado , meu primeiro em tudo sabe , tenho 18 anos , e namoro com ele ia fazer 4 anos , é muito tempo juntos , mas ele ja terminou mas tantas vezes , muitas mesmo , e eu sempre fico arrasada qdn ele faz isso , e toda fez ele sempre arruma um jeito de dizer que é sempre minha culpa , ele ja me fez sofre muito mesmo , ele gosta muito de sair .. eu o amo muito , parece que minha felicidade depende dele , eu nem to comendo direito , so quero sumir , dormir da muito dificil , vem sempre o sentimento de culpa o que eu poderia ter evitado ,sei lá alguma coisa , mandei uma mensagem pra ele no facebook , falando um monte coisas , mas ele não quer voltar , não como eu vou me levantar , to muito mal mesmo , cheguei ate emagrecer , vai ter uma festa aqui na minha cidade , nos iamos juntos , mas como ele terminou , nem to com vontade mais de sair espero que você me dê conselhos , sei lá , eu não to suporatndo essa dor . beeijos

    ResponderExcluir
  68. Boa tarde Dra.Joselaine Garcia,
    Estou vivendo um momento muito difícil, estava me relacionando a 6 (seis) meses com um homem 10 anos mais novo que eu, ou seja, tenho 47 e ele 37, até ai tudo bem, não era custume para mim isso, mas aconteceu, me apaixonei e quando amamos a idade não quer dizer nada. Porém no decorrer desses meses, apesar de apaixonante, romantico, carinhoso ele se revelou um homem totalmente ciumento e desconfiado, ao ponto de inventar situações que comigo que jamais aconteceu e do nada criar uma confusão por conta de ciúmes e desconfianças e querendo me culpar por acontecimentos de 7 anos atrás na minha vida que por algum motivo ele ficou sabendo, julgando minha postura. Nunca tinha vivido isso antes, nunca ninguém tinha agido assim e desconfiado tanto de mim. Como devo agir nesse caso, as acusações são tantas, que em alguns momentos eu meio que penso e me culpo por algo que nunca fiz. Me ajude a interpretar esse turbilhão de problemas emocionais que estou vivendo. Obrigada desde já!

    ResponderExcluir
  69. Ola DRa Josiane muito boa tarde .

    Estou com um grave problema no meu casamento, estou com minha esposa a 14 anos 3 de casados começamos a namorar jovens fui o primeiro dela e tals , nunca tinha traido e nunca fui traido tb sei que ela me ama muito . O problema que eu conheci uma pessoa no trabalho me envolvi e estamos apaixonados, desde entao nao consigo mais voltar por inteiro no meu casamento . Eu contei a minha esposa que sai com essa amante, e o pior ela me perdoa e diz que me ama e que vamos superar e começar tudo de novo. ela e muito especial eu nao quero o sofrimento dela , eu gosto muito dela mas eu nao a amo mais como mulher e sim como uma pessoa amiga e bondoza q sempre foi , eu nao tenho motivos ela e linda mesmo trabalhadora religiosa e perfeita praticamente. o problema sou eu que me apaixonei por outra pessoa e estou querendo viver uma vida nova e me separar mas ela nao aceita de forma alguma e chora muito , e acabo voltando atras na minha decisao, nao sei mais o que faço , a minha amante e casada tambem mas o relacionamento dela ja nao ia bem, e ela quer se separar mesmo, mas eu realmente nao tenho motivos , somente essa nova paixao que ta mexendo comigo mesmo , estou disposto a tudo por uma vida nova . Penso assim eu me dediquei 14 anos neste relacionamento, agora que uma chance de voltar ser feliz denovo pq agora me sinto meio desconfortavel no meu casamento pq todo mundo ja sabe da minha traiçao e eu quero ser justo sair de casa deixar ela numa boa sem brigas, mas ela nao aceita , o que eu faço desisto de tudo e vivo ao lado dela infeliz ou vou atras do que realmente eu quero? eu preciso de uma ajuda por favor me oriente doutora

    ResponderExcluir
  70. Olá doutora, me chama Osvaldo Henrique e moro em MT. Comecei um namoro em 25 de agosto de 2011 com uma moça única. Ela mora com os avós, não pode chegar depois da meia noite em casa, é estudante universitária, tranquila, é caseira e me acompanha onde eu for... É uma mulher pra casar, antes de mim ela só teve 1 namorado, e mesmo assim nunca levou-o para o centro de sua família, sendo eu o primeiro a desbravar isso. Doutora, ainda não consultei um psicólogo mas tenho muita vontade. É o seguinte, eu amo muito essa mulher, e ela me ama muito também, muito mesmo... Conquistei ela e toda sua família, mas eu sou estudante de agronomia e trabalho com pesquisa, isso toma muito meu tempo e me deixa na maioria das vezes focado até demais no meu futuro. Penso em superar meus limites para conquistar algo melhor futuramente para mim e minha família... Ela gosta de atenção como todo mulher, normal, mas a gente estava se vendo todos os dias, e isso começou a me incomodar, justamente por estar com a cabeça distante nos meus projetos, e muitas vezes não dava a atenção que ela merecia... Ela ficava chateada, claro, mas mesmo assim nunca deixou de me amar... Em certos momentos eu "surto" e deixo a minha visão de ser alguém no futuro dominar minha mente, literalmente... Penso que se caso eu ficar sozinho terei mais tempo para lutar por um futuro melhor, e quando acontece esses surtos eu termino com ela, mesmo amando muitooooooo meu Deus, é sério doutora. Depois de uns três dias eu me arrependo, e começo a rever o que eu fiz, e meu surto desaparece e ao invés do meu rendimento aumentar acontece o inverso, fico com mais dificuldades para fazer tudo, pois a falta que ela me faz é muito maior... Com isso eu vou atras, faço ela sofrer com isso, pois ela me ama, e por isso ela acaba voltando... A gente começa de novo, com mais amor ainda por conta do termino, e quanto tudo está indo bem, ultimante aconteceu o surto novamente, e dessa vez foi mais sério, mais profundo. Terminei com ela, e olha que haviamos combinado que se acontecer denovo não teria mais volta. Eu terminei com ela denovo, pelos mesmos motivos, que para ela não são motivos doutora. Passei quase um mes sem procurar ela, e a uma semana pra cá, sua falta começou a me doer muito, devido amá-la, choro todas as noites olhando fotos, ouvindo músicas etc. Até que ontem fui na casa dela, ela não me entende, na vdd ela até entende que pode ser um problema, talvez um medo da realidade que eu tenho em relação ao relacionamento sério, pois o nosso já estava bem sério. Eu falei pra ela que eu a amo e que não vou desistir dela... Ela quis entrar pra casa, e eu a abracei, beijei e ela me abraçou forte, muito forte, e me beijou por alguns segundos intensamente.. Ela me ama, mas eu não posso ficar com esse bate e volta doutora. Preciso de ajuda, quero ficar com ela, não consigo ficar com mais ninguém a não ser com ela, e olha que já tentei, broxei em todas as vezes pois minha cabeça só estava em um só lugar, nela. Não quero magoar ela novamente doutora, quero voltar e nunca mais terminar com ela.. Quero casar pois ela é mulher para isso, de família, sério, pensa alto e vai me ajudar crescer... Eu que não enchergo isso as vezes... A sra. tem algumas dicas? Aguardo

    ResponderExcluir
  71. queria contar minha historia tb, mas ela doi tanto

    ResponderExcluir
  72. tive um relacionamento de 9 anos... ele me deixou duas vezes e eu esperava um filho dele qdo eu estava gravida dele... ele me batia.. bebia mto..nesse meio tempo.. acontece que ele foi embora de novo e está com outra.. o que faço? imagino ele transando com ela.. estou a ponto de me matar

    ResponderExcluir
  73. ainda da para fazer perguntas?

    ResponderExcluir
  74. Oii Dr.Joselaine,estou passando por um momento muito ruim e sufocante da minha vida eu tenho 18 anos me casei com 16anos e meu então agora ex-marido 22 anos,não temos filhos casamos por conta propria,viviamos ao lado da casa da mãe dele e este final de semana descutimos e como sempre a mãe dele intromete nas nossas discusões a familia dele em algumas situações me humilhava muito falando sobre relações anteriores a mim,comentando coisas intimas dele com ex namoradas e ele nunca me defende ou pelo menos pede pra familia dele me respeitar pois sou esposa dele,a mãe dele manda e desmanda faz o que quer dele resumindo eu não podia contar com ele ao meu lado pela minha idade me considerei uma boa esposa deixei de lado muitas coisas por nosso casamento e ele nada o que era bom pra ele era pra mim,agora separamos esse final de semana mesmo sabendo que ele não mereçe meu sofrimento estou muito triste sem ele sinto sua falta nas horas de dormir.......essa foi a segunda vez que separamos e estou sentindo que ele vai vir atras de mim como da ultima vez chorando em prantos e eu como ainda o amava e ainda o amo voltei com ele....não quero voltar dessa vez se não sempre vai ser da forma que a familia dele quiser,como eu dou com a situação se ele apareçer na minha porta chorando como da ultima vez?Eu sei que ele me mandou ir embora de cabeça quente e pela influencia da mãe,por isso essa certeza de que ele vai me procurar não quero mas esse casamento,mesmo ainda o amando e estando sofrendo........o que eu faço?

    ResponderExcluir
  75. Estou passando por um momento muito dificil... acabo de sair de um relacionamento de 2 anos e 5 meses muito intenso... ele foi e vai sempre ser o amor da minha vida... digo isso por nunca ter sentido algo tão forte... nosso relacionamento sempre foi muito dificil... ele sempre foi muito desconfiado, qualquer coisa que eu omitisse ou mentisse já era motivo de traição... o que não é e nunca foi verdade... estou passando por um momento muito dificil... onde tudo o que vivemos, o que falamos, os planos que fizemos passam pela minha cabeça e coração... o que me faz chorar... sei que também tenho culpa desse término... mas eu não tenho a malicia que ele tem e que ele ve em tudo..., estou me sentindo muito sozinha... sem ngm pra realmente contar... ela é muito especial pra mim... tenho medo de vê-lo feliz ao lado de outra mulher... porque eu não quero outro homem... eu quero ele... me ajude dra. o que eu faço? estou perdida...

    ResponderExcluir
  76. Bom dia... meu relacionamento de 6 anos chegou ao fim... o meu parceiro pôs um fim, e ao tentar buscar uma ajuda pela internet encontrei esse blog.

    Nosso relacionamento já não andava muito bem, mas nós gostávamos. Ele dizia sempre isso, que me amava, que eu era a pessoa mais importante da vida dele, que ele não me trocaria por mullher nenhuma...

    Eu o ajudei muito em várias situações da vida dele... sempre estive ao seu lado... e de repente, ele viaja, conhece uma pessoa, se apaixona, e resolve largar tudo, ir embora e ficar com ela.

    Foi como uma punhalada em meu peito... conversamos, ele chorou, disse me amar, disse que não será fácil, mas que ele quer arriscar e ver se vai dar certo, pra eu nunca esquecer do amor dele por mim, que pra ele tb estava sendo muito difícil, mas que ele precisava arriscar, já que comigo, as coisas não iam tão bem... isso me doeu mais ainda...

    Depois de alguns dias de conversa, eu, talvez por infantilidade, apenas para atingi-lo, disse que também estava me relacionando com outra pessoa. Isso o deixou muito irritado, e todo o apreço que ele dizia sentir por mim, parece ter acabado num piscar de olhos. De repente, ele me ofendia, me gritava, dizia não querer mais saber de mim, dizia me odiar... bastou isso para que eu ficasse pior ainda...

    Sinto uma dor tão grande no peito, uma angústia, um desespero... sinto que não sei como será a minha vida a partir de agora, me sinto sem chão, sem rumo... o que eu faço?

    ResponderExcluir
  77. Estou sofrendo muito,pois meu namorado terminou comigo.Em menos de um mês esteve comigo me dando carinho,amor mas ele tem um gênio difícil:um dia ele quer e no outro não quer mais.Há cinco anos nos conhecemos,mas já terminamos muitas vezes, só que já sofri demais,porém eu não consigo ver minha vida sem ele,estou perdida,como se nada fizesse sentido.O que faço para arrancar essa angústia dentro de mim que está me matando ao poucos? Eu não quero sofrer mais ,mas também não queria perdê-lo.Ele já me maltratou demais.
    Eu sofro demais emocionalmente,é como se eu não conseguisse viver sem ele.Por último ele virou pra mim e me disse que não sentia mais nada por mim.Como que uma pessoa muda assim de repente? Preciso de ajuda..

    ResponderExcluir
  78. Bom Dr. bom dia, vamos lá... Namoro a 6 anos, mas desde do começo meu namoro é conturbado, começamos a namora ele tinha acabado de ter uma filha, ela tinha 2 meses, a mãe dele infernizava, pq achava que ele teria que fica com a mãe da filha, por várias vezes cheguei na casa dele e via a ex dormindo lá usando as roupas dele, fui firme aguente ficamos juntos, passado 2 anos descobri uma traição dele com um 3º pessoa, só que dessa traição ele engravidou essa 3º pessoas, ela fez de tudo pra eu descobrir, me infernizou demais, por fim descobri e terminamos... sofri demais entrei em depressão profunda, achei que fosse morrer perdi 15 kilos, parecia que eu estava com Aids de tão magra, ficamos 4 meses separados, ele o tempo todo procurando, ligando pedindo pra voltar, por fim voltei, fiz terapia por 3 anos pra tentar superar... buscando o melhor mas fiquei doente e possessiva demais não deixa ele fazer nada, medo de ser traida de novo, é uma dor imensa, entramos numa crise violenta agora, brigas e mais brigas, o tempo todo ele me humilhando me chamando de Vagabunda, falava que fazia o que ele queria e eu nunca terminava com ele que sou trouxa demais, a familia dele em especial a mãe sempre dando pitaca em tudo influênciando tudo ... afff me ameaçava demais que se eu não fizesse o que ele queria iria me sacanear, maltratar... até que no ultimo dia 15 agora eu explodi, veio me humilhar e eu partir pra cima dele, joguei meu carro em cima do dele, mas foi de raiva... magoa, e terminamos, estou sofrendo demais, parece que meu mundo acabou, por mais que isso tenha acontecido, não consigo ficar longe dele... me ajuda estou adoecendo.

    ResponderExcluir
  79. Oi estamos juntoa há 3 anos e 7 messes juntos...mta briga mentira traicao...da parte dele!Eu ñ sei mas o q faço ele quer se noivar nesse final do ano....mas por ele me dizer tanto desaforo e mandar em mim..e o passado tbm..acho q ñ amo mais ele agora já fiz tanta coisa cm ele jâ viajei com ele...se eu terminar mnha familia vai me brigar mto eu ñ sei o q fazer eu tenho medo de mim noivar casar e ñ ser feliz e depois ter medo de voltar atrás!
    Me ajudem por favor!

    ResponderExcluir
  80. Ola Joselaine... Gostei muito do seu site. Essa semana, tive que colocar fim em um relacionamento de 4 meses, que confesso que foi o melhor da minha vida, eu tenho 31 anos e ele 28. Tudo andava as mil maravilhas, ele me pediu em casamento, a deciçao ja estava certa iriamos nos casar em dezembro de 2013,nos falavamos todos os dias horas e horas,ele sempre muito romantico amoroso comigo e com minha familia o homem perfeito. Toda sua familia me adorava, tinha livre acesso a casa e familia dele aos amigos dele, enfim uma vida a dois.Mas na ultima semana ele estava estranho, parecia chateado, brigamos por bobeira e ele queria terminar tudo, outro dia brigou comigo por causa de uma ligaçao que recebi de um amigo, mostrava se com ciumes... Mas percebi que desde que um amigo dele se separou da namorada ele ficou diferente comigo, enfim um belo dia acordei entrei no facebook e ele tinha mudado seu status de relaciomento, e excluiu algumas fotos nossas, aquilo me magou tanto que acabei ligando para tirar satisfaçao, quando ligquei ele deu um desculpa esfarrapada de que estava organizando sua pagina, eu achei tudo muito estranho e resolvi entrar na pagina dele para ver se estava tudo bem,pois bem entrei nas mensagens dele com esse amigo, e la fiquei chocada eles tinham saido sexta feira e teriam saido com duas mulheres, ainda citava na conversa que quando nao tinha dinheiro iria para minha casa, em outra conversa com uma amiga dele, ela perguntava se ele ja havia tirado as minhas fotos da pagina, e em outra conversa, ele falava para outra amiga, que so estava ficando comigo, que queria se divertir agora, mentia muito na conversa dizia que o meu carro era dele,mentia sobre seu trabalho, e que ainda sentia saudades da sua ex, mais nao iria se lamentar por que sabia que ela nao se importava por ele. Enfim acabei terminando com ele por , ate hoje nao acredito que ele teve corajem de fazer isso, as familias entao nem se fala todos muito magoados, eu estou sem chao ainda nao acredito por que ele fez tudo isso, mentiu, enganou encenou o tempo todo,me usou e ainda ficava me ridicularizando para os amigos, logo ele que eu tanto amo, a quem meu coração tinha certeza da reciprocidade... Nao tenho fome, sede, nao consigo fazer nada ha dias nao consigo ir ao trabalho academia, nao tenho animo para nada

    ResponderExcluir
  81. bom eu to muito muito triste eu estava namorando a 2anos e meio com essa mulhera dois meses ela decidiu terminar agora sei que parece pouco tempo mas to sofrendo como nunca sofri ela nos tivemos um filho e o pior e que eu tenho que ficar vendo ela pois eu tenho que ir na casa dela pra ver ele to desesperado não consigo esquecer ela um so instante não tenho nenhum apetite e não consigo fazer nada ja fiz de tudo que me mandaram fazer sair conhecer novas pessoas entre outras porem quando chego em casa ja caio no desespero outra vez não sei mas o que fazer to muito doente sinto febre a toda hora marece que estou morrendo por dento não consigo esquecer estou enlouquecendo aos poucos e nenhum psicologo ainda conseguio me ajudar. por favor alguem me ajude!

    ResponderExcluir
  82. Ainda sou muito apaixonado pela minha mulher, mas ela nao quer mas fica junto comigo a verdade e que eu nao sei o que fazer to sofrendo muito. Nao consigo mas nem trabalha, bebo dia e noite, nao consigo me ver so, temos dois filhos lindo. O se da pra fazer ? Sei que tenho que seguivem frente mas nao sei como fazer isso .

    ResponderExcluir
  83. Olá. estou em um relacionamento há 8 anos, e 7 anos hpa distância. Há um ano eu pedi um tempo e nesse tempo fiquei com outra pessoa, quando reatamos o namoro, ele descobriu e desde então estamos cada vez mais distantes.. há anos fingimos que está tudo bem, porém brigamos muito!!! Ele é um guri muito especial, nunca conheci igual. Por isso não termino o namoro, mas as brigas estão me matando. Não sei o que faço

    ResponderExcluir
  84. Oi querida tenho um casamento de 11 anos, mas sinto que esta chegando no final, ainda existe amor de ambas partes, mas cada dia que passa esta ficando difícil de suporta, tenho uma filha de 9 anos que esta passando por uma fase complicada, Distúrbio de rebeldia, e ela manipula muito o pai dela, ele não aceita que eu fale a verdade pra ele, eu sei que é difícil, ele não gosta e acabamos brigando, não sei o que fazer.

    ResponderExcluir
  85. terminei um relacionamento q foi muito bom para min antes de nós ficarmos juntos eu era uma pessoa descontrolada q ñ dava bolas pra nada da vida quando eu o conheci ñ precisei de nada para mudar ele foi o meu remedio uma coisa assim q foi inagualavel na mesma hora me entregei de corpo e alma passou tenpos havia brigas mas agente superava descusoes agente passava por cima fomus mora juntos depois de quase 2 anos juntos dae começou as brigas sérias ñ ouve mais jeito akabamus brigando e fikamus sem se falar quando ñ demorou 2 dias ele andava na rua isso me akabou me detonou depois q ele saiu fes oq fes me procurou a akabamus q eu voltei para ele mas nunka vae se a mesma coisa akabamus brigandu de novo e og depois de 1 dia sem ele to mau ñ minto e a verdadeira dor é a de ve ele por ai com algem ou sei lah isso me doi mas é a verdade bom obrigada pude desabafar um pouco abraço

    ResponderExcluir
  86. Oi, estou vivendo uma situação um pouco parecida. Namoro uma menina que trabalha comigo, mas não vejo futuro com ela por alguns motivos! Tenho vontade de terminar de boa com ela, mas colocaria em risco o meu emprego, pois acho que ela me prejudicaria de alguma maneira! Alguém pode me ajudar? Somos adultos! (+ de 30 anos)

    ResponderExcluir
  87. Olá Dra.Joselaine!

    Eu sempre fui um tanto quanto avessa a psicologia, nunca encontrei respostas para meus questionamentos nela, mas ultimamente tenho andado tão irritada e insatisfeita com a vida, comigo e com tudo, que chega estar insuportável a convivência comigo mesma e com os outros, o que reflete na relação em família, trabalho e até amizades. Tenho 40 anos, um filho com 8, estou sozinha há 6 anos e de lá para cá, nenhum relacionamento me empolga ao ponto de fazer com que eu tenha vontade de me empenhar, do mesmo jeito que vem, vai... O grande problema, é que eu perdi as referencias que tinha de mim, a vida perdeu o sentido e nada mais parece ter brilho, tudo me irrita demais. Odeio minha vida e acho que me odeio também, porém, sei que tenho um filho que depende de mim e preciso ficar bem. Tenho impressão de que sozinha não consigo ser feliz, não consigo realizar nada, tenho muito medo do futuro. Tomei anti depressivo durante 2 anos ou mais, decidi parar, já que após um tempo, não surtia mais efeito. Tenho uma família problematica, mãe e irmã neuroticas e depressivas, irmão especial com retardo mental e um pai omisso, fraco, covarde e egoista. Sei que não há uma fórmula magica, mas eu gostaria de saber se pode me indicar algo, onde eu possa ver resultados.

    Parabéns por seu trabalho e desde já, muito obrigada!

    Mel

    ResponderExcluir
  88. Boa noite!
    tive um relacionamento sério de 7 anos namoro,noivado e cheguei a morar com ele 3 meses tudo tava maravilhoso quando começou a implicar com meus horarios de chegada do trabalho a ida a casa de minha mãe e disse que se eu quizesse morar com ele tinha que ser do seu jeito.
    fui tão precionada que voltei para casa de minha mãe mas meu amor por ele era tão grande que me humilhei supliquei pedir pra voltar me ajoelhei, implorei ele disse que não que queria sentir essa vida de solteiro queria curtir que foi pra cama com outras e gostou e não me queria passei muita humilhação encontrei com ele mais 4 vezes ficamos juntos depois ele me passava pra trás o que me doeu foi meu aniversário suplicar por um momento comigo fui atrás quando cheguei em casa me sentir a pior mulher da fase da tarde pequena,feia,ridicula e decidi não procurar mais de pois descobrir que está de novo amor ela é mais nova e muito bonita isso já fazem dez meses do fim do relacionamento e ainda estou muito ligada a ele pq a decepçãofoi tão grande que custa acreditar naquele homem que dizia que eu era a mulhar da vida dele e que me amava muito hj fala que ama outra mulher e que nada significo nossa!!!!!!!!!!! eu ainda estou em choque pra refazer minha vida sem a presença dele está muito dificil .Ainda choro por ele espero um dia superar mais já fazem 3 meses q não procuro e nem ligo isso eu tomei vergonha na cara!

    ResponderExcluir
  89. Gostaria de saber como lidar com uma situação nova para mim. Meu filho namora uma moça há 8 anos e aparentemente se amavam muito. Hoje, para minha surpresa me revelou que ele terminou o namoro com ela. É muito complicado, pois ela vem de uma família cuja criação é bem tradicional, onde mulheres tem que casar virgem e foi com meu filho que ela perdeu sua virgindade. Ele me disse que por motivos dele , dela e de ambos não dava mais para continuar e que esta relação vem assim desde o dia primeiro de janeiro. Fico muito triste pois adoro a menina e com muita pena pois deve estar sofrendo muito por ela e talvez pelo que venha a passar com a fam´lia. Amanhã ela virá falar comigo segundo ele, para agradecer por tudo. Estou muito triste e constrangida além de não saber como agir.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  90. Oi boa tarde,
    Como todos termino de um relacionamento de 12 anos.
    Ela terminou +/- 8 meses estou bem, agora vou ficar melhor, tenho certeza e principalmente pela as resposta da Dr.Joselaine.
    Muitissimi obrigado que Deus estaja sempre ao seu lado.
    Att.,
    DNA

    ResponderExcluir
  91. Olá, adorei o blog. E essa matéria me identificou. Namorei durante 5 meses com um rapaz, com que me dava super bem. Mas eu sou muito ciumenta, e mexi nas coisas dele, e encontrei conversas de msn com uma guria, o que me deixou muito triste. Fui conversar com ele, mas como eu estava com muita raiva fui meio agressiva. Ele não se explicou simplesmente ficou com muita raiva por eu ter mexido nas coisas dele. Decidi terminar, mas depois me senti arrependida e fui conversar com ele. Mas ele disse que perdeu a confiança em mim, mas que ainda gosta de mim, e que precisa de um tempo. Estou sofrendo muito, sentindo muito a sua falta. Ja faz quase um mes, e eu ainda sinto um imenso vazio no meu coração. O que me mata é essa esperança de um dia qualquer ele me procurar. Mas no fundo eu sei que isso é quase impossivel, pq se ele estivesse sentindo minha falta ele ja teria me procurado. Tento ser forte e nao pensar nos momentos que passamos juntos, mas nem sempre consigo. Não sei mais o que fazer...

    ResponderExcluir
  92. oi td bem? nao queria falar meu nome mais quero contar oq estou passando e quero uma soluçao!!! eu namorava a 4 anos e minha namorada ficava insinuando q algumas coisas no sentido de me chamar de otario e trouxa, dai eu num dia de cabeça quente trai ela e ela descobriu e terminou comigo, ela ja havia me traido e eu descobrir terminei mais a falta q eu sentia dele foi maior do q o erro q ela cometeu, mais eu voltei com ela, agora eu errei e ela nem quer olhar na minha cara, fica me esnobando, sei q estou pagando pelo q fiz de errado, mais qnd ela errou eu perdoei e ela nao me perdoou, qnd estamos no msm lugar ela fica dançando dando risada as amigas falam q ela quer passar pra mim q esta feliz mais na verdade ela nao ta, eu n acredito mt mais de boa, eu fico com mt ciumes se ela de conversinha com alguem, eu queria saber me controlar e seguir minha vida sem ela, eu sinto mt a falta dela me arrependi do q fiz, oq eu faço pra melhorar minha postura? e oq eu posso ir fazendo pra um dia tentar voltar com ela?...sinto mt a falta dela, brigavamos mt mt msm, todo dia,mais no final sempre nos amavamos isso q era bom, e ficavamos mais forte a cada briga, ela me amava mt e eu a amo mt tbm....mais e dificil pra mim ve-la....oq devo fazer ?

    ResponderExcluir
  93. Queridos leitores, os subsídios aqui expostos são insuficientes para uma apreciação substanciosa.

    Os anos foram consolidando as angustias e as desesperanças, e é preciso uma “desconstrução” do problema para encontrarmos as repostas dentro de cada um.

    Dentro de nós existem recursos suficientes para lidar com todas as situações, a psicoterapia ajuda a aflorar estes recursos e integrá-los a consciência.

    O psicólogo não tem a função de resolver seus problemas, mas ele vai junto com você, pensar novas possibilidades e te guiar para melhores soluções. Se vc não está bem, busque ajuda do profissional mais próximo de vc.

    Todos fortes por natureza! Cada dia em nossas vidas é repleto de surpresas ... boas, outras nem tanto. Levantamos e enfrentamos essa deliciosa aventura que é viver!!! Como diz Martha Medeiros "Amadurecer talvez seja descobrir que sofrer algumas perdas é inevitável".

    Um dos caminhos para administrar nossos problemas e ter uma vida de qualidade é desenvolver o autoconhecimento, conseqüentemente, a auto aceitação e com isso a autoestima. E se sozinha não nos for possível, o auxílio de um profissional especializado, é o grande diferencial que pode ser de grande ajuda.

    Um grande abraço a todos, com todo meu carinho

    Joselaine Garcia
    Psicóloga e Hipnóloga


    ResponderExcluir
  94. meu caso e mais ou menos assim, conheci um rapaz em 2009 eu sou divorciada e ele tbm, eu com 2 filhos do meu primeiro casamento e ele tbm. quando nos conhecemos eu de cara me encantei por ele e em poucos dias estavamos namorando...td aconteceu muito rapido. ele parecia aquele principe que eu sonhava na minha adolecencia. fomos morar juntos e parecia um amor de contos de fada. ele queria muito que tivessemos um filhos e entao decidimos ter. era um sonho... toda semana ele comprava teste de gravidez e estava muito ancioso, pois eh,,, aconteceu...fiquei gravida. agora comeca o pesadelo. com apenas 28 dias de gravidez ele simplismente me deixou uma carta dizendo que nao dava mais e que ia assumer o bebe mas que nao dava mais. eu fiquei sem reacao lendo aquela carta. me enlouqueci mas mantive em controle. passei horrores em silencio. sofri minha gravidez inteira, era com um aperto no coracao um no na garganta que so Deus sabe. e ele so disfrutando a vida. os nove meses passaram e minha linda menininha nasceu. foi qndo liguei para ele pela primeira vez desde o termino, liguei do hospital ainda e disse a ele q a filha dele tinha nascido, ele bem friamente me respondeu, sera minha filha depois que fizermos o dnd. Eu me desmoronei me senti tao mal. me senti no chao. sofri muito e sozinha. depois de 4 dias no hospital fui para casa com minha princesa e na msm semana ele apareceu com um teste d dnd. e eu sem reacao eu parecia anesteziada com tanto sofrimento, mas nao deixei transparecer. fizemos esse tal teste, e ele sumiu. 15 dias depois me liga e diz que ele amava a filha dele e que ele queria ir em minha casa ver ela, vcs acreditam?? eu deixei... e assim foi aumentando as visitas ate que voltamos a morar juntos, foi ahi que fui descobrir como realmente ele eh. ele passava quase todos os dias me acusando de tudo ate por ele ter me deixado com 28 dias de gravidez ele me culpava. td que ele fez comigo ele dizia que eu que fazia com ele, ele dizia que eu traia ele e parece que ele realmente sofria com as proprias coisas que ele inventava sobre mim. eu fui conseguindo ir relevando e vivia a vida inteira em torno dele e 3 anos se passaram e todo dia a mesma coisa. chorava falava que me amava mais que nao confiava em mim e que tinha certeza que eu traia ele, -----Meu deus!! ele tava me deixando louca, a minha vida se resumia so nele! eu nao tinha amizade com nniguem..so saia junto com ele e msm assim ele dizia que nao confiava em mim. eu ja estava cansada de td isso sempre esperei uma mudanca, ate que um dia por uma discussao eu chutei o pau da barraca. e mandei ele ir embora o insultei e ele cmo sempre fazia me insultou e acusou muito mas foi embora, uma semana depois comecou a ligar dizendo querer saber noticias da filha e logo comeca as msm acusasoes, me liga ate 6 vezes no dia, e fica dizendo porque vc fez isso comigo..e me culpa pelo nosso fim....elha eu nao sei o que ta acontecendo realmente...eu nunca dei siquer um motive para ele desconfiar de mim. td que ele fica me acusando sao coisas que ele fez comigo, sinceramente nao e normal um homem reagir assim...se comportar assim, eu ja estou ficando louca tanto em tentar achar uma explicao para o comportamento dele. se tem alguem que intende do assunto ou passa por uma situacao parecida me diz alguma coisa. preciso saber se isso e uma doenca ou e so covardia mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida leitora, primeiro quero agradecer pela visita ao meu blog e pela confiança no meu trabalho.

      Infelizmente a laconismo das minhas palavras não trará a você muito conforto. Analisando os fatos relatados por você, literalmente os dois necessitam de apoio psicológico.

      Em Psicologia, o que o teu marido está fazendo, chama-se “projeção”. Ou seja, um problema que é dele, um problema impossível dele reconhecer, acaba sendo transferido para outra pessoa. No caso, para a esposa. Assim, ele livra-se do problema, dizendo que a culpa é tua.

      Flor, Não aceite isto! É exatamente o fato de você aceitar que é parte do problema que faz com que ele acredite mais ainda que a culpada é você. Trata-se de uma defesa psicológica do teu marido.
      Parece-me que o teu marido acordou e passou a enxergar uma possibilidade que antes não via. A de que você poderá fazer com ele o mesmo que fez com vc. Não sinta-se culpada, não entre neste jogo delirante.

      Mas neste momento pense em você, que tal tentar entender vc e não ele, não tente achar explicação para o comportamento dele, mas sim para o seu.
      Então questiono: Porque se submete a esse tipo de relação? Quando você cede e volta, o problema passa a ser teu e não mais dele.
      Agradeço o teu contato.
      Bjs

      Excluir
    2. Ao ler esse desabafo (anonima do dia 17/02/2013) verifiquei que eu vivi uma relação muito parecida com a dela. Foram 03 anos que a minha vida virou um inferno. Ainda estou me recuperando de tudo que vivi com o meu parceiro. Ele projetava tudo em mim, eu era culpada por tudo que ele fazia ou deixava de fazer. Ainda hoje (depois de 6 meses do término do relacionamento) sinto "culpa" por determinadas coisas que não fiz.

      Excluir
  95. obrigado por me responder, mexeu comigo td que vc disse.
    ja fazem 3 semanas que estamos separados, sabe o que eu nao endendo!! eu sei que ele sabe que eu nunca fiz nada do que ele me acusa, mas ele acusa e vejo que ele sofre, parece que ele acredita mesmo na invensao dele, e ele me deixava loca querendo botar na cabeca dele que nada disso aconteceu e que td isso era coisas da cabeca dele, dai ele pedia perdao e dizia que nunca mais faria aquilo e ate chorava, nao passava nem 3 dias as veses no dia seguinte ele voltava com as mesmas coisas as mesmas acusasoes. mas ta bom, vou fazer o que vc me disse, nao ficar tentando entender ele. procurer me entender. muito obrigado, depois que li o que vc escreveu pra mim, eu li td que eu escrevi mas li como se nao fosse eu que tivesse escrevido, e pensei a mesma coisa, como permiti passar por td isso. e pude enchegar a graidade da coisa pq ali esta so um resumo sao quase 5 anos vivendo a mesma coisa todos os dias. mas isso acabou. to sem rumo, to um pouco perdida sem saber por onde comecar, mas para traz nao vou nem pra pegar impulse. muitissimo obrigada.

    ResponderExcluir
  96. Olá, minha situação não se difere de muitas que acabei de ler neste blog. Pois bem, comecei a me relacionar com o meu esposo quando era bem nova e ele também, por volta dos 16 anos, mas só fomos namorar serio quando completei meus 18 anos e entrei na faculdade, no inicio o achava muito gentil, carinhoso, alegre, enfim ele foi me cativando, namoramos por uns três anos, depois de inúmeras brigas viemos a terminar, ficamos por quase um ano separados, que coincidiu com o termino da faculdade, meu esposo nunca teve ambição, nunca gostou muito de trabalhar, porem para voltarmos ele fez inúmeras promessas, acabamos voltando. Depois de algum tempo resolvemos nos casar, eu achava que assim ele iria adquirir responsabilidades, se tornar um “Homem” de verdade, pois, nessa época ele estava trabalhando, não no emprego que eu gostaria, mas estava.
    Casamos em 2010, assim que casamos ele saiu do emprego, ficou uns cinco meses desempregado, só fazendo “bicos”, eu tive que me virar sozinha com a prestação da casa e com as demais despesas, pois, sempre trabalhei e tive meu dinheiro, alias a casa a qual me refiro foi comprada por mim com a ajuda da minha mãe pouco antes do casamento, por isso segundo ele, eu teria que arcar com essa divida, por a casa ser minha, não nossa, achei que estava fazendo um bem e hoje percebo que não é bem assim.
    Fui me endividando, peguei empréstimos e chegou um momento que coloquei as cartas na mesa e disse que não dava mais, mais uma vez ele me prometeu mudar, dei mais um voto de confiança. Passei as contas de telefone, luz e água para a sua responsabilidade, fiquei pagando somente as prestações da casa. Logo em seguida, ele encontrou um emprego, porem temporário, venceu o tempo ele teve que sair. Então, ele começou com um empreendimento próprio, pediu minha ajuda e eu o ajudei, emprestei dinheiro, vendi minha motocicleta e emprestei a ele o dinheiro, mas este empreendimento não teve êxito e eu fiquei sem o dinheiro que havia emprestado.
    Logo em seguida, ele começou com um novo emprego, agora na área de corretagem (porem vai trabalhar quando quer), mas antes disso, pegou alguns cheques emprestados comigo e acabou por sujar meu nome, dei um prazo para ele poder organizar novamente meu nome e até hoje nada, acho que eu mesma que terei de fazer isso, pois quero comprar um carro ou uma moto para não ter que ficar dependendo dele ou de outras pessoas sempre que preciso.
    Meu caso é muito complicado, não sei o que fazer, meu esposo vive de promessas, eu nunca posso contar com ele para nada, meu maior medo é me separar e me arrepender, pois, são tantos anos juntos (namoro e casamento), ele é uma boa pessoa, mas é muito irresponsável e agindo dessa forma o que sentia por ele hoje já não é o mesmo, não sinto mais desejo por ele e às vezes acho que estou com ele simplesmente pelo medo, sempre fui uma pessoa determinada, hoje me vejo uma pessoa triste, sem animo e amargurada, alem das brigas constantes por conta da nossa vida financeira.
    Hoje me vejo com 27 anos, nunca me imaginei passando por tal situação, mas não sei como agir, já conversei inúmeras vezes com ele, não vejo mudanças, ele diz que me ama, mas somente prova o contrario, hoje já não empresto um centavo, mas gostaria muito de ter alguém do meu lado para somar, afinal é por este motivo que casamos, todos querem alguém que possa cuidar de você e amar, estou cansada de me doar agora quero receber.
    Como proceder, gostaria de ajuda, conselhos, para saber qual decisão tomar.
    Muito obrigada!!

    ResponderExcluir
  97. Oi, meu nome é Gabriela, tenho 25 anos, namoro desde os meus 15 anos com o mesmo rapaz. Terminei meu relacionamento com esse rapaz e fui viajar para o Canadá com outro rapaz, na qual comecei a namorar com ele, e morar com ele la no Canadá, durante 8 meses. Foi quando voltei para o Brasil sozinha para visitar meus familiares, e acabei que voltando com o meu ex, sem ter terminado com o do Canadá, mas agora quero terminar om o que ta aqui no Brasil comigo, pois o que esta no Canadá, esta vindo aqui pro Brasil daqui a 40 dias. Pois não amo, mas o do Brasil, já faz um bom tempo. Como terminar com ele?
    Me ajude por favor ! bjos

    ResponderExcluir
  98. ESTOU PRESTE A CASAR, SÃO APENAS 60 DIAS, MAS ONTEM A GENTE BRIGOU MUITO A PONTO DE MIHA PESSOA QUERER DESISTIR DE TUDO.
    ESTÁ TUDO PAGO, BUFFET, SALÃO,VIAGEM.
    SEMPRE BRIGAMOS, MUITAS PESSOAS DIZIA QUE ERA POR CAUSA DO CASAMENTO, EU SEMPRE TENTAVA CONTORNAR A SITUAÇÃO, EVITAR BRIGAS E DESCONTENTAMENTOS.
    HOJE, ESTOU QUERENDO DESISTIR DE TUDO, JOGAR TUDO PRO ALTO,AMARGAR O PREJUIZO ENORME E TOCA A VIDA PARA FRENTE COM MUITO DESABORES.
    AS VEZES PENSO EM QUE DEPOIS DO CASAMENTO PODE MELHORA, UMA DUVIDA CRUEL.
    EU A AMO, MAS TÁ DIFICIL AGUENTA ESSA SITUAÇÃO.
    ME AJUDE PO FAVOR.

    ResponderExcluir
  99. Eu namorei 4 anos e terminei com o meu namorado, terminei porque meu pai não aceitava, os motivos que meu pai não aceitava era que meu namorado era mais velho 8 anos. Eu e ele vivíamos assim, se meu pai ia em algum lugar comigo ele não ia, ele só ia a minha casa quando meu pai não estava,pensei que com o tempo meu pai aceitaria, mas não foi assim. O relacionamento era bom, meu ex era uma pessoa que me dava de tudo nem precisava pedir,ele me ajudava a fazer trabalhos da faculdade, imprimia trabalhos pra mim tarde da noite e levava na minha casa, enfim ele era muito bom. Minha mãe era a favor de eu namorar, comecei a namorar aos 16 e terminei aos 20, terminamos a 7 meses. Eu terminei com ele, tentei terminar uma vez ele chorou muito e eu também, quando consegui terminar faltavam 1 semana para 4 anos, não chorei pois a muito tempo precisava tomar essa atitude.Eu via ele, não me dava saudades. O difícil foi a 3 dias, descobri que ele iniciou um novo relacionamento,entrei no Facebook e vi a foto dos dois,não chorei, mas quando vi que ele tinha me excluído do face dele, minha atitude foi só chorar, achei estranha minha atitude, pois eu pensava que tinha esquecido ele a muito tempo, nem falava nele mais, nem pensava nele, ele mora perto da minha casa, eu ainda não vi eles juntos, mas quando ver acho que vou chorar muito mais, não consigo focar em nada só penso nisso. Toda hora penso no assunto é difícil ver ele com outra pessoa, mas acho que mereci quem mandou eu terminar,estou em estado de choque, só de pensar no assunto quero chorar. Não sei porque toda hora me vem a mente as coisas que ele me deu e faço questão de ver, de ver as nossas fotos, meu pai depois que terminei passou a agir comigo igual antes do namoro, enquanto eu estava namorando, meu pai me tratava estranho, foram 4 anos de sofrimento, fui amada demais, ele me tratava bem é lógico tirando o dia que ele me chamou de vaca porque desconfiava que eu gostava de outro.Sabe já pensei em correr atrás dele e dizer que eu o amo ainda, só que não sei se isso é amor.Tenho medo de não conseguir uma pessoa como ele de novo, ele foi o meu primeiro namorado o amor da adolescencia, 4 anos é uma vida, eu tinha dó dele fiz ele sofrer demais, as culpas são tantas. Será que devo me desfazer de tudo que ele me deu, ou o que?

    ResponderExcluir
Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização.