terça-feira, 13 de outubro de 2015

NOMOFOBIA - DOENÇA CIBERNÉTICA


Vamos ver hoje uma das doenças cibernéticas a nomofobia

A nomofobia (medo de ficar sem telefone móvel) - é o aumento acentuado da ansiedade que algumas pessoas sentem quando são separadas de seus telefones, ou seja, é a ansiedade que surge por não ter acesso a um dispositivo móvel.

Sabe aquela horrível sensação de estar desconectado quando acaba a bateria do seu celular e não há tomada elétrica disponível? Para algumas pessoas, há um caminho neural que integra espontaneamente essa sensação desconfortável de privação tecnológica a um acentuado ataque de ansiedade.

Dessa forma, quando essas pessoas se vêem impedidas de se comunicar, sem o telefone celular, elas começam a apresentar a nomofobia. Para as pessoas com nomofobia, ficarem impossibilitadas de utilizar a tecnologia celular pode causar ansiedade e/ou falta de ar, tonturas, tremores, suores frios, batimentos cardíacos acelerados, dor no peito e até ataques de pânico.

Estas pessoas não conseguem imaginar sair à rua sem o telefone celular, e caso se esqueçam voltam atrás para o ir buscar. É, também, comum largarem o que estão a fazer para atender o telefone celular.
Em situações mais graves, este problema pode afetar os relacionamentos interpessoais, havendo um distanciamento do mundo real e conseqüentemente um maior isolamento.

O termo é muito recente e começou a ser conhecido quando o instituto Yougov fez uma pesquisa para os correios britânicos e verificou que mais de 50% da população britânica é possuidora de telefone móvel. A palavra nomofobia surgiu na Inglaterra a partir da expressão “No Mobile Phobia” que significa a fobia de ficar sem telefone celular.

OS PRINCIPAIS SINAIS DE NOMOFOBIA SÃO:
-       a incapacidade de desligar o telefone;
-       estar sempre olhando para o visor do celular, não se desligar do telefone nem um minuto;
-       a tentativa constante de aumentar a vida da bateria;
-       Ser incapaz de sair ou até mesmo ir a banheiro sem levar o telefone celular.

Não se assuste se você se encaixar, em todo caso, se notar que os níveis são alarmantes, a dica é procurar um especialista.

Psicóloga Joselaine Garcia
CRP/RS 18.433

Psicóloga Clínica
Hipnóloga Clínica
Hipnoterapeuta  Condicionativa
Hipnoterapeuta   Cognitiva
Especialista em Docência Universitária
Membro do Latin American Quality Institute

  Psicóloga laureada com diversos prêmios: Internacional, Nacional e Estadual 

CONSULTÓRIO DE PSICOLOGIA EM CRUZ ALTA RS,
Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101  -  Fone : 55.9167-7928