sexta-feira, 27 de novembro de 2015

FERIDAS EMOCIONAIS

As experiências dolorosas que se desenvolvem ao longo de nossas vidas modelam nossas feridas emocionais. Estas feridas podem ser diversas e advêm de muitas maneiras: abandono, rejeições, decepções, erros, perdas, sentimentos de culpa, conflitos nos relacionamentos, críticas e crises profissionais.

As feridas emocionais, de uma forma ou de outra, estão ligados à violência que é cometida contra o ser humano de forma sutil e silenciosa. Elas podem ter consequências nas várias etapas da existência humana.

Essas experiências dolorosas podem gerar maturidade ou angústia, segurança ou traumas, líderes ou vítimas. Algumas pessoas conseguem livrar-se de eventos traumáticos melhor do que outros.

Quando somos magoados, vivemos constantemente situações que tocam a nossa dor e nos fazem colocar várias máscaras por medo de reviver o sofrimento. Porém,  devemos tomar consciência delas e evitar maquiá-las, porque quanto mais tempo você esperar para curá-las, mais elas podem agravar. 

Normalmente tentamos esconder a ferida que mais nos faz sofrer porque temos medo de encará-la de frente e reviver a nossa dor. Isso nos faz usar “máscaras” e agravar as consequências do problema que temos, pois deixamos de ser nós mesmos.

Curar uma ferida denota aceitá-la, observá-la cuidadosamente e saber que ter situações dolorosas a resolver é parte da experiência humana.

O ideal é livrar-se dessas máscaras o mais rápido possível, sem críticas ou julgamentos, pois isso permitirá identificar como devemos tratar as nossas feridas, os nossos traumas para, assim, curá-las definitivamente.

Você pode tirar a máscara em um dia, ou levá-la consigo durante meses ou anos.


No entanto, devemos tomar consciência delas e evitar maquiá-las, porque quanto mais tempo você esperar para curá-las, mais elas podem agravar. As feridas emocionais (os traumas) podem afetar o funcionamento cognitivo, a saúde física e as relações interpessoais.

Joselaine Garcia
CRP/RS 18.433

Psicóloga Clínica
Hipnóloga Clínica
Hipnoterapeuta  Condicionativa
Hipnoterapeuta   Cognitiva
Especialista em Docência Universitária

Credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Membro do Latin American Quality Institute

 Colabora regularmente com a imprensa escrita, rádio e televisão.

Psicóloga laureada com diversos prêmios: Internacional, Nacional e Estadual 

CONSULTÓRIO DE PSICOLOGIA EM CRUZ ALTA RS,
Rua Barão do Rio Branco 1701, sala 101  l  Fone : 55.9167-7928