sexta-feira, 8 de junho de 2012

HIPNOSE: UMA NOVA ALIADA


ENTREVISTA, na íntegra, CONCEDIDA AO JORNAL O JACUÍ, da Cidade do Salto do Jacuí, em 26 de maio de 2012.

JOSELAINE GARCIA

Psicóloga – Hipnóloga
Credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
  


A Hipnose condicionativa é uma técnica nova, e que vêm sendo utilizada com sucesso dentro da psicoterapia. Como é isso?
A Hipnose Condicionativa é a mais recente linha na história da hipnologia clínica. Esta técnica foi descoberta no Brasil pelo professor Luís Carlos Crozera, na década de 80. Está enquadrada no conceito de terapias breves.
É uma técnica eficiente na resolução das questões psíquicas do indivíduo, esta ferramenta permite fazer com que o tempo do tratamento seja reduzido, o que é muito benéfico para o paciente. A psicoterapia com técnicas de hipnose é utilizada quando houver indicação terapêutica para tanto e sempre com a anuência do paciente.

O que é a hipnose?
A hipnose pode ser definida como um estado alterado de consciência ou percepção. Em termos simples, a hipnose é um estado de profundo relaxamento no qual o consciente e o inconsciente do cliente podem ser focalizados por ficarem mais receptivos à sugestão terapêutica.
É importante salientar que a hipnose é apenas uma ferramenta utilizada nas terapias. A hipnose em si não é uma terapia.

Como funcionam as sessões de psicoterapia com técnicas de hipnose (hipnoterapia)?
Na primeira consulta é feito um levantamento para saber sobre a história do paciente e as dificuldades ou problemas a serem trabalhados.
Quando um processo terapêutico se inicia, a terapia é feita sob medida para cada paciente, pois há algo importante que precisa ser levado em consideração, que é o fato de que estamos diante de um ser único e com diversos recursos internos diferentes. Por isso a terapia deve ser feita sob medida para cada paciente.
A partir disso inicia-se com as técnicas de hipnose, sempre com a anuência do paciente, e buscando a solução. 
A psicoterapia com técnicas de Hipnose Condicionativa é utilizada para acelerar o processo de terapia e encurtar o tempo de tratamento. O tempo varia de acordo com a pessoa e o problema, mas gira em torno de quatro sessões a poucos meses de tratamento.
Como ela pode ajudar no tratamento de problemas físico ou psicológico?
A psicoterapia com técnicas de Hipnose condicionativa constitui uma abordagem terapêutica com eficácia em diversos problemas psicológicos e psicossomáticos e tem sido usada, com sucesso, para tratamento de diversos problemas como:
ü  Traumas,
ü  Fobias,
ü  Ansiedade,
ü  Depressão,
ü  Pânico,
ü  Motivação e aumento da força de vontade;
ü  Dependências (Álcool, Fumo, Drogas em geral, e Medicamentos),
ü  Obesidade e ajuda ao controle de peso,
ü  Impotência sexual /ausência de orgasmo/ ejaculação precoce,
ü  Preparação de estudantes para exames e concursos,
ü  Melhora do desempenho escolar,
ü  Melhorar a memória e concentração
ü  Hiperactividade infantil,
ü  Melhora no desempenho geral de atletas,
ü  Dificuldade de falar em publico,
ü  Stress,
ü  Gastrite (de origem emocional),
ü  Enxaqueca, 
ü  Modificar problemas comportamentais em adultos e crianças (pode ser aplicada a partir de 8 anos)
ü  Problemas dermatológicos de fundo emocional,

Porque no tratamento com a hipnose os resultados são mais rápidos?
A rapidez dos resultados se dá basicamente pela forma de comunicação que é feita, e da disponibilidade do paciente em aceitar tais sugestões. Na hipnose, o paciente tem a possibilidade de chegar a estados profundos de percepção e mudança, que em vigília, apenas numa conversa não chegaria. Desta forma, a Hipnose Clínica possui grande importância dentro dos hospitais e clínicas especializadas, pois os pacientes já chegam propensos a mudanças

Existe ainda certo preconceito com relação à técnica de hipnose. Como você vê isso?
O preconceito com relação à hipnose, se dá mais é por falta de conhecimento. Há ainda muita desinformação em relação a hipnose. Muitos ainda tomam a hipnose por algo mágico, ou a confundem com mero exercício de relaxamento. Por outro lado, ainda vemos charlatães exibindo-se na TV, expondo pessoas a situações ridículas, facilmente alcançadas por meio da sugestão hipnótica.
A técnica é boa, funciona e não traz nenhum desconforto ao paciente.
Todas as pessoas podem se submeter à hipnose?
Qualquer pessoa pode se submeter a psicoterapia com técnicas de hipnose. As restrições seriam para pacientes em surto psicótico e aqueles sem audição. Os pacientes alcoolizados e drogados encontram dificuldade maior, na medida em que não conseguem focalizar sua atenção bem como pacientes com lesões cerebrais.

Quais são os cuidados que uma pessoa deve ter ao procurar um tratamento através da hipnose?
O mais importante é escolher um bom profissional em quem o paciente possa depositar confiança. E antes de submeter-se ao tratamento, conversar com o terapeuta escolhido e sanar as dúvidas necessárias, como por exemplo, se há indicação de hipnose para seu caso.
No site do Instituto Brasileiro de Hipnologia você encontra uma relação de profissionais registrados no Instituto, e poderá verificar o profissional mais próximo de você. O endereço do site é: http://www.institutohipnologia.com.br

A partir de que idade a pessoa pode se submeter a terapia com técnicas de hipnose?
A partir dos 8 anos de idade já pode ser submetido a hipnose clinica.

A pessoa hipnotizada fica inconsciente?
Normalmente o hipnotizado mantém o seu estado consciente, apenas com a atenção focalizada, onde o censor crítico da mente é aberto (racional) ou simplesmente afastado temporariamente. Ao aprofundar o transe, pode haver o desligamento da atenção vigilante. Apenas no transe profundo ocorre a amnésia total (inconsciente), tudo depende do nível de ansiedade em que o paciente conseguiu chegar durante a sessão, nota-se que a cada sessão, dependendo do terapeuta e da técnica empregada, o aprofundamento ao transe é cada vez maior e os níveis de consciência são cada vez menores.

O hipnotizado revela seus segredos?
Não, na hipnose condicionativa o paciente fica passivo, não fala com o terapeuta durante a sessão. Depois de sair do processo de hipnose ele só fala aquilo que deseja. Ele terá oportunidade de lembrar de coisas há muito esquecidas, o que chamamos de hipermnésia, mas só falará se achar seguro.

A pessoa pode não voltar do transe, ficar presa nele?
Não, na hipnose condicionativa não é possível ficar preso ao transe. O transe profundo leva ao sono que, como qualquer sono, dura até o momento de acordar, que é natural a cada indivíduo.

Fale um pouco sobre a Regressão e hipnose, pode ocorrer a regressão quando a pessoa entra em estado hipnótico?
Sim, pode quando houver indicação terapêutica, não é todos os casos que se usa o processo de regressão, por exemplo: em gestantes não é apropriado realizar a regressão.
Na hipnose condicionativa utilizamos somente com a regressão até a vida intra-uterina, não usamos regressão a vidas passadas.
O objetivo da regressão é localizar os registros mentais traumáticos que podem ser vivenciados, psicossomáticos ou subliminares, que foram incorporados no psiquismo em algum momento da vida. Durante a regressão na Hipnose Condicionativa o paciente não fala com o terapeuta, utiliza-se método de "bloqueio" de registros mentais traumáticos em vez de investigação, desta forma abrevia-se o tratamento, sem resgatar traumas.

Um dos problemas que vêm afetando grande parte da população é a depressão e a obesidade. Como essa técnica pode ajudar no tratamento?
No caso da depressão:  O tratamento é rápido, quando se utiliza técnicas de hipnose condicionativa, com resultados já nas primeiras sessões. Trabalhamos com o bloqueio do negativo, e aumento da auto-estima, bem como sua relação com o ambiente.
No caso da obesidade: Come-se por ansiedade, por medo, por angústia, come-se para se proteger de algo ou alguém. Come-se simplesmente por prazer, por raiva, por decepção amorosa e muitos outros motivos. A partir do diagnóstico é possível traçar estratégias de mudança, possibilitando ao paciente perceber que existem outras formas mais saudáveis de conseguir o que querem sem precisar ingerir alimentos freneticamente.
A hipnoterapia tem sido muito aceita no tratamento da obesidade, devido a sua rápida atuação no recondicionamento mental do obeso, atuando especialmente junto a compulsividade por alimentos, autoestima, reeducação dos hábitos alimentares, estímulos para atividades físicas, entre outras. Se detectado que a obesidade possui fundo emocional é possível bloquear ou inibir os fatores traumáticos em poucas sessões.

O uso da hipnose é regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia?
Sim, o Conselho Federal de Psicologia aprovou e regulamentou o uso da Hipnose como recurso auxiliar de trabalho do Psicólogo através da RESOLUÇÃO CFP N.º 013/00 de 20 de dezembro de 2000. Essa aprovação se deu tendo em vista que algumas das considerações foram que:  a Hipnose é reconhecida na área de saúde, como um recurso técnico capaz de contribuir nas resoluções de problemas físicos e psicológicos e; ser a Hipnose reconhecida pela Comunidade Científica Internacional e Nacional como campo de formação e prática de psicólogos.


JOSELAINE GARCIA
Psicóloga e Hipnóloga
CRP 07/18433 e SIAHC 1488
Pós Graduada em Docência Universitária
Credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Consultório Psicológico em Cruz Alta - RS

 Psicóloga Destaque Estadual 2012, Troféu Master Estadual 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
 Psicóloga Destaque Municipal 2012, no município de Cruz Alta/RS, Conforme pesquisa pública realizada pela empresa Ouro Pesquisa e Publicidade.
 Psicóloga Destaque Municipal 2011, no município de Cruz Alta/RS, conforme pesquisa pública da Sul Pesquisas, realizada no município de Cruz Alta – RS